Técnicos do MTur chegam à Serra da Capivara para traçar plano de ações

Últimas notícias

Durante três dias, a equipe vai percorrer atrativos e promover reuniões com o intuito de desenvolver o turismo na região

Por Victor Alves 

Ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, em visita à Serra da Capivara, no dia 29 de agosto. Crédito: Rodrigo Coutinho/MTur 

Uma equipe técnica do Ministério do Turismo desembarca nesta quarta-feira (11) em São Raimundo Nonato, no Sudoeste do Piauí, para identificar as potencialidades do Parque Nacional da Serra da Capivara. A visita dos profissionais segue uma determinação do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, que esteve no local no último dia 29. A ideia é traçar um plano estratégico de ações para o desenvolvimento turístico da região.

Segundo o ministro, que cumpre agenda internacional na 23ª Assembleia Geral da OMT, em São Petersburgo (Rússia), este é apenas um dos primeiros passos no sentido de tornar o Parque uma referência no país. “Conforme anunciei durante visita recente à Serra da Capivara, estou enviando uma equipe que irá realizar um estudo técnico para podermos desenvolver cada dia mais o setor do turismo nesta tão bela região. Portanto, a nossa equipe chega para fazer da Serra da Capivara um dos pontos mais visitados do nosso Brasil”, afirma o ministro.

Durante três dias, os técnicos irão realizar um diagnóstico das necessidades de infraestrutura, conectividade, meio ambiente e promoção da região. Além disso, a equipe irá se reunir com gestores públicos e privados, a fim de traçar um plano estratégico de ações, observando os potenciais e os obstáculos ao desenvolvimento local. A expectativa é de que, com as medidas, a oferta turística seja aprimorada, gerando emprego e renda para a população.

O Parque Nacional da Serra da Capivara é um verdadeiro museu a céu aberto. Os 173 sítios arqueológicos abertos à visitação dentro da unidade de conservação atraem mais de 20 mil turistas anualmente, interessados em fazer uma imersão nas origens da presença humana no semiárido. Ao todo, o local abriga 1.354 sítios pré-históricos, repletos de pinturas rupestres, a maior concentração do tipo no Brasil.

Os desenhos dos povos que viviam na região retratam com grande variedade de formas, cores e temas cenas de caça, pesca, rituais religiosos e de acasalamento, além de outros vestígios do cotidiano do homem pré-histórico, entre cenários de vales e chapadas acessíveis por trilhas, rampas e escadarias.

Edição: André Martins 

 

Fonte oficial: Ministério do Turismo

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.

Comentários