Parceria por turismo rodoviário na região Sul entrega carta de propostas ao ministro do Turismo

VIAGENS TERRESTRES

Dezoito signatários da Carta de Foz do Iguaçu pleiteiam apoio para modernizar e ampliar oferta do serviço, incrementando o turismo interestadual entre PR, SC e RS

Por Vanessa Sampaio, enviada especial

Entrega da Carta de Foz do Iguaçu ao ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio. Crédito: Roberto Castro/MTur 

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, recebeu, nesta quinta-feira (13), durante o 14° Festival de Turismo das Cataratas, a Carta de Foz do Iguaçu, documento assinado por 18 órgãos públicos e privados do Turismo da Região Sul do Brasil com propostas para incentivar as viagens rodoviárias nos três estados sulistas. O documento propõe estímulos ao segmento por meio da flexibilização das leis relacionadas à atividade, da modernização do processo de venda de viagens turísticas por meio de plataformas digitais e de novas definições para normas sobre viagens de grupos. A intenção é desburocratizar o serviço de transporte turístico terrestre da região e torná-lo mais competititvo. O evento, um dos principais hubs de promoção e comercialização dos destinos locais, tem programação até a noite desta sexta-feira (14) em Foz do Iguaçu (PR).

Na ocasião, o ministro afirmou que a diversificação da oferta melhora as condições de acesso às viagens estaduais ou interestaduais de média distância, o que considera um impulso fundamental ao turismo interno. “O turismo doméstico responde por mais de 80% da movimentação e dos negócios do setor de Viagens no Brasil, mas ainda temos um amplo mercado a explorar. O modal rodoviário deve ser incentivado, especialmente se considerarmos que ele é decisivo para o turismo entre destinos de um mesmo estado ou de estados vizinhos. Excelente iniciativa da Região Sul, turismo se faz com parcerias e esforço conjunto”, disse o ministro. 

Um dos signatários da carta, o CEO do parque Beto Carrero World, Rogério Siqueira, defendeu a união de esforços para melhorar o ambiente de negócios para o turismo rodoviário no país: “O Brasil tem dimensões continentais e hoje cerca de 40 milhões de pessoas andam de ônibus. Nem todas as cidades são atendidas pelo transporte aéreo, então o rodoviário é essencial para complementar as viagens”, destacou Siqueira. 

Segundo levantamento divulgado pelo Ministério do Turismo nesta terça-feira (11), apesar de ter sido a forma escolhida por 2.088.506 estrangeiros que desembarcaram no Brasil, as entradas por meio terrestre em 2018 reduziram 7,2% em relação a 2017.

A entrega da Carta foi uma das atividades da movimentada Feira de Turismo das Cataratas, considerada hoje um dos principais espaços sulamericanos de networking para negócios e de promoção e venda de destinos, produtos e serviços turísticos. Após o corte da fita inaugural que abriu oficialmente o evento, o ministro Marcelo Álvaro Antônio visitou e conheceu a estrutura da feira, conversou com expositores e se reuniu com dirigentes estaduais e municipais de turismo de todo o Brasil.

Ele passou pelos estandes do estado anfitrião, Paraná, acompanhado do coordenador-geral da Feira das Cataratas, Paulo de Angeli, do prefeito de Foz do Iguaçu, Chico Brasileiro, e do vice-governador do Paraná, Darci Piana. No estande do Ministério do Turismo, o ministro falou com empresários sobre a importância do Cadastur, o sistema oficial de cadastro dos prestadores de serviços turísticos do país. Álvaro Antônio também visitou a Arena Gastronômica do evento, onde o chef de cozinha Thomazzoni dava uma aula sobre como preparar macarrons de milho.

O titular do Turismo no Brasil esteve, ainda, no espaço demonstrativo dos atrativos do Movie Cars Entertainment, um novo conceito de parque temático com carros que fazem sucesso no cinema. O empreendimento será inaugurado em novembro, segundo o grupo que administra o equipamento turístico, próximo ao aeroporto e às Cataratas de Foz do Iguaçu.

Para Paulo de Angeli, coordenador-geral da feira que integra a programação do Festival de Turismo das Cataratas, os ganhos vão além dos negócios para o setor. “A cidade incorporou o evento, todos os participantes têm acesso gratuito aos atrativos da cidade. É uma oportunidade única de mostrar a oferta turística da região a cerca de 8 mil profissionais, gestores públicos e empreendedores do turismo de todo o Brasil e do Mercosul”, disse.

REUNIÃO BILATERAL – Durante a visita à feira, o ministro também se reuniu com a ministra do Turismo do Paraguai, Sofia Montiel Afara, para tratar de um acordo de cooperação que está sendo construído pelos dois países no sentido de adotar uma legislação comum para destravar o turismo de pesca na região de fronteira. O objetivo é estimular a atividade, aliando preservação e desenvolvimento econômico para ambas as nações.

Edição: Cecília Melo 

 

Fonte oficial: Ministério do Turismo

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.

Comentários