DATA COMEMORATIVA

Gastronomia, artesanato e festivais de música integram o roteiro de natureza e aventura do Parque do Ibitipoca; cariocas são maioria entre os turistas que visitam o atrativo da Zona da Mata Mineira

 Por Geraldo Gurgel

Rio do Salto no Parque Estadual do Ibitipoca (MG). Crédito: Leonardo Costa

 

Localizado em Lima Duarte (MG), o Parque Estadual do Ibitipoca completa 44 anos nesta terça-feira (04) e o que não faltam são motivos para comemorar. Somente em 2016, o distrito de Conceição do Ibitipoca, a 3 km da entrada do parque, recebeu 75 mil visitantes. Os turistas cariocas representam 50% turistas do parque. A outra metade é dividida entre os demais estados, sendo São Paulo e Minas Gerais grandes emissores de turistas, os visitantes internacionais também já descobriram o local.

A maioria dos atrativos naturais da região que atrai visitantes de todo o Brasil e do mundo está dentro da área de conservação de 1.488 hectares no alto da Serra do Ibitipoca, uma extensão da Serra da Mantiqueira. O clima ameno atrai visitantes o ano inteiro. O limite diário é de 300 turistas nos dias úteis e até 800 nos fins de semana e feriados. Além dos hotéis e pousadas do entorno, é permitido acampar dentro do parque em áreas com infraestrutura de restaurante, lanchonete e banheiros.

As principais atrações do parque são as grutas, montanhas e cachoeiras. Escolha um dos roteiros e prepare-se para longas caminhadas, vistas deslumbrantes e banhos refrescantes de cachoeira. O roteiro mais longo é do Janela do Céu com percurso total de 16 Km. Ao longo da trilha, os turistas encontram o Cruzeiro, Gruta da Cruz, Pico do Ibitipoca, Gruta dos Três Arcos, Gruta dos Fugitivos, Gruta dos Moreiras, Cachoeirinha, Janela do Céu – que dá nome à rota – e Rio Vermelho.

Se a escolha for pelo roteiro Pico do Pião, o percurso será de 11 Km, passando pela Gruta do Monjolinho, Gruta do Pião, Gruta dos Viajantes, Pico do Pião e Ruínas da Capela no Pico do Pião. O roteiro das Águas é o mais curto, com 5 km de caminhada pelo Lago dos Espelhos, Lago Negro, Prainha, Lago das Miragens, Ponte de Pedra, Cachoeira dos Macacos e Rio do Salto.

As vilas do entorno do parque guardam outros atrativos. Em Souza, distante 30 Km de Conceição do Ibitipoca, tem passeio de bote e caiaque no Rio Grande. Já a Vila dos Moreiras, a 12 Km de Conceição do Ibitipoca, tem a parte baixa da Cachoeira Janela do Céu e a Serra da Água Santa.

A própria Conceição ostenta ruas de pedras e casario colorido, além de concentrar as principais opções de hospedagem e alimentação com pousadas, bares, restaurantes, bistrôs e lojas de artesanato. O vilarejo tipicamente mineiro tem sotaques variados e é embalado por diferentes ritmos musicais (MPB, Rock, Pop Rock, Blues e Forró). O calendário local conta com eventos todos os meses. Na agenda de julho tem os festivais de forró (15 a 16) e jazz (28 e 29). Já nos dias 25 e 26 de agosto tem o festival Ibitiblues. Antes, nos dias 5 e 6, haverá o Ibitipoca Off Rood.

A biodiversidade e a beleza cênica de Ibitipoca fizeram do vilarejo um dos locais turísticos mais visitados nas montanhas de Minas Gerais. Roots e isolada, o distrito está a 90 Km de Juiz de Fora, 260 Km até o Rio de Janeiro e 360 Km de Belo Horizonte. Ah! Não cometa a heresia de sair de lá sem tomar um café com pão de queijo e beber uma cachacinha.

 

Fonte oficial: Ministério do Turismo

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.

Expectativa de representantes do setor é de ampliação dos negócios com o uso de novos portos



Fonte oficial: Portal Brasil Turismo

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.

economia

Na temporada 2017/2018, 400 mil pessoas devem embarcar em sete navios pela costa brasileira

 

Mariana Oliveira

A alta temporada de cruzeiros começa em novembro e o setor se prepara para receber 400 mil passageiros em sete navios. O presidente da Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos (CLIA-Abremar), Marco Ferraz, esteve no Ministério do Turismo nesta segunda-feira (3) e apresentou um plano de expansão da entidade e seus associados para o setor.

“Estamos pesquisando vários portos que podem receber nossos cruzeiros nas próximas temporadas, como Morro de S. Paulo (BA), Itajaí, São Francisco do Sul e Florianópolis (SC), além de Guarapari e Vitória (ES).  Tivemos recentemente uma experiência muito positiva com Camboriú – fizemos um teste em abril e o destino receberá 21 escalas já na próxima temporada, gerando um grande impacto econômico na cidade”, destacou.

De acordo com pesquisa realizada pela Fundação Getulio Vargas, cada passageiro de um grande navio chega a gastar R$ 466,00 por dia nas escalas. Levando em conta que cada navio recebe até 3.500 passageiros, as 21 escalas em Balneário Camboriú poderão impactar em até R$ 34 milhões a economia da cidade.

BRASIL NA ROTA DOS GRANDES NAVIOS – O Ministério do Turismo vem trabalhando em pautas para tornar o setor de cruzeiros mais competitivo. Desde o início do ano, o ministro Marx Beltrão tem se reunido com representantes do setor para traçar uma estratégia para melhorar as condições de transporte dos grandes navios no país. “Este é um setor bastante dinâmico. Se não damos condições para os cruzeiros operarem, eles simplesmente vão para outros países. Com isso, perdemos turistas e a economia fica enfraquecida”, afirmou o ministro do Turismo.

A primeira conquista veio em maio, quando foi regulamentada a Lei de Migração, que definiu que os marítimos dos navios que circulam pelo Brasil não precisarão mais de vistos para exercer a sua atividade. O fim da exigência vai representar uma redução de até R$ 500 mil no custo de cada navio. Agora, o Ministério do Turismo trabalha junto ao setor na identificação de novas rotas e na redução dos custos da operação de cruzeiros, com o objetivo de atrair mais navios, gerando empregos e renda para o país.

Fonte oficial: Ministério do Turismo

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.

institucional

Consulta pública sobre o tema, aberta hoje, ficará disponível no site da Pasta até 21 de julho. Setor produtivo, acadêmico e sociedade podem contribuir para a concepção do documento

Por Mariana Oliveira

Crédito: Gustavo Messina/ MTur

O Ministério do Turismo abriu nesta segunda-feira (3) uma consulta pública para que a população colabore e opine sobre a elaboração de uma Política Nacional de Qualificação em Turismo. A iniciativa tem como objetivo envolver a sociedade na construção de normativo de qualificação que será adotada para a formação de adultos e jovens. Acesse aqui o documento: http://bit.ly/2uCfZYW

O documento preliminar foi concebido em parceria com a Universidade de Brasília (UNB). Para a elaboração da Política foram realizadas pesquisas, oficinas e seminários em diversos estados brasileiros, que contaram com pesquisadores de instituições de ensino públicas como as universidades de São Paulo (USP), a Federal Fluminense (UFF), do Rio Grande do Norte (UFRN), do Paraná (UFPR), do Pará (UFPA), a Federal de Ouro Preto (UFOP), Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e o Instituto Federal da Paraíba (IFPB).

“Este é um momento extremamente importante do processo, onde teremos a chance de garantir uma política plural, que atenda a todas as especificidades do nosso setor”, afirma a secretária Nacional de Qualificação e Promoção do Turismo, Teté Bezerra.

Disponível no site do Ministério do Turismo, a consulta ficará aberta por três semanas para que cidadãos, estudantes, professores, empresários e entidades possam enviar sugestões, comentários ou propor alterações. As contribuições serão compiladas e analisadas pela equipe de pesquisadores responsável pelo Projeto e, posteriormente, apresentadas ao Conselho Nacional de Turismo (CNT). A previsão é que a Política Nacional de Qualificação em Turismo seja publicada até o final de 2017.

QUALIFICAÇÃO COMO FERRAMENTA ESTRATÉGICA – A construção de uma política de Estado voltada para qualificação em turismo é uma das medidas do Brasil + Turismo, pacote de medidas para alavancar o setor de viagens no Brasil, lançado em abril deste ano pelo ministro do Turismo, Marx Beltrão. Também dentro do pacote, o MTur já oferece aos profissionais que atuam e àqueles que pretendem entrar no mercado de trabalho do turismo, cursos profissionais à distância – Brasil Braços Abertos e Pronatec Voluntário e técnicos presenciais e semipresenciais – MedioTec. Para mais informações sobre as ações de qualificação do MTur, acesse www.turismo.gov.br/qualificacao

Fonte oficial: Ministério do Turismo

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.

Por ano, festa injeta R$ 50 milhões na economia da cidade amazonense e gera aproximadamente 5 mil empregos diretos e indiretos



Fonte oficial: Portal Brasil Turismo

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.

As imponentes quedas d’água das Cataratas do Iguaçu são o carro-chefe do turismo na cidade e atraem mais de um milhão de turistas por ano

Rampas, elevadores e até uma espécie de bondinho transformaram uma das principais atrações do Parque Nacional do Iguaçu, o Macuco Safári, em um dos mais novos atrativos acessíveis no Brasil.

Todo o trajeto é inclusivo e todas as pessoas com mobilidade reduzida ou que fazem uso da cadeira de rodas são atendidas com soluções pensadas em permitir que elas aproveitem ao máximo o passeio pelo lugar conhecido mundialmente pelas Cataratas do Iguaçu e que ostenta o título de Patrimônio Natural da Humanidade, concedido pela Unesco.

Cataratas do Iguaçu

Segundo a Demanda Internacional do Ministério do Turismo, a cidade de Foz do Iguaçu, onde fica o parque, foi o terceiro destino nacional mais procurado pelos turistas estrangeiros que vieram ao Brasil a lazer. As imponentes quedas d’água das Cataratas do Iguaçu são o carro-chefe do turismo na cidade e atraem mais de um milhão de turistas por ano. Somente em 2016 foram registrados visitantes de 172 nacionalidades.

Acessibilidade

Com o objetivo de reforçar a importância da acessibilidade nos atrativos e prestadores de serviços, o Ministério do Turismo lançou, em 2016, a cartilha Dicas para atender bem turistas com deficiência, publicação destinada aos prestadores de serviços turísticos e gestores, com informações gerais e dicas práticas sobre como atender bem esse importante público consumidor, a fim de tornar o turismo uma experiência agradável e segura para todos.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério do Turismo

Fonte oficial: Portal Brasil Turismo

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.


Direto do centro da Itália chega a nós esta Seleção Mensal. Um monovarietal de variedade própria, que dá nome à sua Denominação de Origem: um 100% Montepulciano d’Abruzzo. Amável, com bom corpo, que se destaca pelo perfil frutado com uma intensa dose de fruta vermelha, a qual faz deste vinho um verdadeiro sonho. Il Badalisc é um dos muitos contos de monstros míticos e feras que habitaram a Europa, dizem as lendas transmitidas de geração em geração. A lenda conta que “Badalisc” vivia nos bosques da aldeia alpina de Andrista, na Itália, e atacava os povos da redondeza, saqueando ou atormentando as comunidades. O rótulo deste vinho foi inspirado na ideia de um mundo subterrâneo diabólico, onde seria o suposto lar da fera.

País: Itália
Região: Abruzzo
Indicação Geográfica: Montepulciano d’Abruzzo
Uva: 100% Montepulciano
Maturação: sem crianza
Álcool: 13% vol.
Produtor: Adria Vini

O vinho
As parcelas selecionadas das uvas Montepulciano procedem de vinhedos com entre 30 e 50 anos, de baixo rendimento nas colinas próximas à cidade de Rosciano, a 20 km ao sudoeste de Pescara. A fermentação aconteceu em pequenos depósitos de aço inoxidável, foi prolongada por 8 dias entre 28 e 30ºC, com remontados diários. Finalizada a fermentação alcoólica, o vinho foi trasfegado para realizer a fermentação malolática antes da clarificação, filtragem e engarrafamento.

Cata
Vermelho-cereja com borda roxa. Destacam-se intensas notas de fruta vermelha madura – cereja e ameixa, principalmente -, que se misturam com ligeiras notas animais e de especiarias. Na boca é equilibrado, fresco e com um tanino leve, de tato muito redondo e com uma passage longa e ampla.

Harmonização
Vamos sugerir para este Il Badalisc uma pizza tradicional, como a marguerita, quatro queijos, “prosciutto” ou até uma pizza mais atrevida, com ingredientes exóticos.

Serviço
Para ser consumido, deve estar ao redor de 15 ou 17ºC. Não é necessária sua decantação nem abertura com antecedência ao momento de consumo nos próximos meses.

Guarda
Está em um momento de boa expressão de fruta. Estima-se um consumo ótimo dentro dos próximos três anos (2017 a 2020).

Texto: Alberto Pedrajo
Tradução: Paula Taibo

 

Fonte oficial: http://revista.sociedadedamesa.com.br/2017/07/il-badalisc-montepulciano-2016-selecao-mensal/

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.

destino

Uma das principais atrações do Parque Nacional do Iguaçu, o Macuco Safari, disponibiliza percurso acessível para pessoas com mobilidade reduzida ou em cadeira de rodas

Crédito: Roberto Castro/ MTur

Rampas, elevadores e até uma espécie de bondinho transformaram uma das principais atrações do Parque Nacional do Iguaçu, o Macuco Safári, em um dos mais novos atrativos acessíveis no Brasil. Todo o trajeto é inclusivo e todas as pessoas com mobilidade reduzida ou que fazem uso da cadeira de rodas são atendidas com soluções pensadas em permitir que elas aproveitem ao máximo o passeio pelo lugar conhecido mundialmente pelas Cataratas do Iguaçu e que ostenta o título de Patrimônio Natural da Humanidade, concedido pela Unesco.

Segundo a Demanda Internacional do Ministério do Turismo, a cidade de Foz do Iguaçu, onde fica o parque, foi o terceiro destino nacional mais procurado pelos turistas estrangeiros que vieram ao Brasil a lazer. As imponentes quedas d’água das Cataratas do Iguaçu são o carro-chefe do turismo na cidade e atraem mais de um milhão de turistas por ano. Somente em 2016 foram registrados visitantes de 172 nacionalidades.

E a ideia do Grupo Cataratas, concessionária responsável pela administração do parque é investir cada vez mais na acessibilidade. “Temos toda a disposição de fazer mais investimentos com o objetivo de melhorar a acessibilidade do Parque Nacional no sentido de garantir que todas as pessoas com algum tipo de deficiência possam ter acesso a essa beleza natural que é patrimônio de todos”, afirmou Fernando Henrique de Sousa, diretor institucional de Sustentabilidade do grupo.


Crédito: Roberto Castro/ Mtur

O ministro do Turismo, Marx Beltrão, conheceu de perto o percurso acessível e elogiou a iniciativa. “Iniciativa como essa são fundamentais para fazer com que cada vez mais atrativos brasileiros se preparem para atender de maneira qualificada todos os seus visitantes. Segundo o IBGE, 6,2% da população brasileira tem algum tipo de deficiência e precisamos garantir o acesso dessas pessoas a todas as maravilhas do turismo”, defendeu.

Funcionando há mais de 30 anos no local, o passeio pelo Macuco Safari coloca o visitante nas águas do Rio Iguaçu e debaixo das quedas d’água. Depois de percorrer a primeira parte do trajeto em um carro elétrico, os visitantes encaram 600 metros de caminhada por uma trilha no meio da mata até chegar aos barcos que levam os corajosos até um banho nas quedas do Rio. A atração é cheia de adrenalina do início ao fim do passeio.

ACESSIBILIDADE – Com o objetivo de reforçar a importância da acessibilidade nos atrativos e prestadores de serviços, o Ministério do Turismo lançou, em 2016, a cartilha “Dicas para atender bem turistas com deficiência”, publicação destinada aos prestadores de serviços turísticos e gestores, com informações gerais e dicas práticas sobre como atender bem este importante público consumidor, afim de tornar o turismo uma experiência agradável e segura para todos.

Fonte oficial: Ministério do Turismo

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.

institucional

Feira de turismo e negócios do Festival das Cataratas traz ao público inovação, rodada de negócios e gastronomia que estimulam avanços no setor

Por Nayara Oliveira

Crédito: Roberto Castro/ MTur

Aberta oficialmente nesta quinta-feira (29), a Feira de Turismo e Negócios que integra a programação do 12º Festival das Cataratas deverá receber em dois dias de evento, 29 e 30 de junho, profissionais dos mais variados perfis –  designers, analistas de sistemas, empreendedores, estudantes, pesquisadores, entre outros. Eles têm a oportunidade de conhecer inovações tecnológicas, participar de palestras e aproveitar a gastronomia de outros países.  O ministro do Turismo, Marx Beltrão, também prestigiou o espaço.

Aberta ao público, a Feira conta com uma variedade de serviços. São 209 estandes e mais de 800 expositores, que levam ao evento segmentos e empresas como hotelaria, SPAs, companhias aéreas, parques aquáticos, operadores de turismo, produtos sustentáveis, e claro, destinos dos mais variados setores como o religioso, rural, nacional, internacional e termal.

O 3º Salão Mice Cataratas figura entre os principais atrativos da feira. Isso porque o Mice promove sua primeira rodada de negócios turísticos, fazendo com que seus participantes trocassem experiências sobre tendências e organização de eventos no segmento turístico.

A tecnologia também tem seu espaço. Na 2ª maratona Hackatour, a ideia é criar startups e programações de software voltadas para o aprimoramento do setor. O melhor trabalho foi contemplado com prêmio em dinheiro, além de inscrição no Circuito Oeste de Startups do Sebrae.

Fonte oficial: Ministério do Turismo

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.

Já estão abertas as inscrições para o Experiência Braztoa Sul, evento que acontece no dia 27 de julho, no Expo Unimed Curitiba, com apoio do Instituto Municipal de Turismo de Curitiba. O evento é exclusivo para os agentes de viagens e parceiros locais, apresentando atrativos de diversos destinos de um jeito novo e intuitivo.

A presidente do Instituto Municipal de Turismo de Curitiba, Tatiana Turra, ressalta que os agentes de viagem são uma peça fundamental para o desenvolvimento do turismo. “Receber um evento desse porte é fundamental para o fomento das atividades ligadas ao turismo, pois os agentes de viagem poderão vivenciar Curitiba.” Ao dominar o conteúdo, afirma, os agentes têm mais propriedade para vender o destino ao consumidor final.

Segundo Tatiana, o evento coloca Curitiba no foco de empresas e instituições da região sul do Brasil. “É uma ótima oportunidade para fazer contato e estabelecer parcerias com alguns dos mercados emissores mais importantes para a cidade”, explica.

Estão previstas caravanas aéreas e rodoviárias com saídas de Santa Catarina e Rio Grande do Sul, além do Paraná, para que agentes de viagens de toda região Sul possam ter acesso ao evento. 

A presidente do Experiência Braztoa, Magda Nassar, ressalta que Curitiba que é um importante polo emissor e receptor de turistas, o que pesou em sua escolha de Curitiba como sede do evento. “Passaremos uma tarde com os agentes de viagens transmitindo conhecimento e cultura, o que faz com que eles saiam do evento com uma bagagem maior do que quando entraram”, diz.

O evento

Em cada cidade, uma tarde inteira dedicada a ações de promoção de negócios e fomento do turismo. Além disso, o evento reúne em um só lugar novidades das operadoras associadas Braztoa que, em 2016, faturaram R$ 11,3 bilhões e embarcaram mais de 5 milhões de passageiros, e curiosidades de destinos do Brasil e do mundo todo, por meio de atividades sensoriais, resultando em possibilidades de bons negócios e atualização de networking.

As inscrições para o Experiência Braztoa são gratuitas e podem ser feitas no site: www.braztoa.com.br

Em 2017, o Experiência Braztoa já passou pelo Nordeste (Recife – 31/5), e passará por Sul (Curitiba – 27/7), Norte e Centro-Oeste (Rio Quente – 8/8) e Sudeste (Belo Horizonte – 22/8).  

Sustentável 

O Experiência Braztoa 2017 será um evento com emissão zero de gases de efeito estufa. A quantificação dos GEE segue a metodologia internacional do GHG Protocol (Greenhouse Gases Protocol), que considera as emissões relacionadas aos diversos aspectos do evento: deslocamento terrestre e aéreo dos participantes e organização, veículos utilizados para montagem e desmontagem, consumo de energia e óleo diesel (geradores) e resíduos gerados.

Após o cálculo, as emissões serão compensadas com o apoio financeiro – compra de créditos de carbono – a projetos ambientais brasileiros certificados.

Parceiros anfitriões: Instituto Municipal de Turismo de Curitiba e Secretaria do Esporte e do Turismo do Paraná.

Apoio: ABAV Nacional, ABAV-PR, ABAV-SC, ABAV-RS, Curitiba Convention & Visitors Bureau, Expo Unimed Curitiba, SEBRAE e SINDETUR.

Serviço

Experiência Braztoa Sul

Data: 27 de julho, das 11h30 às 18h

Local: Expo Unimed Curitiba – Rua Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza, 5300 – Campo Comprido – Curitiba – PR

 

 



Fonte: Prefeitura de Curitiba

Fonte oficial: Curitiba Turismo

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.