Estimativa é de crescimento de 11% no público em nove aeroportos do Nordeste. Festas acabam em 15 de julho

Pelo menos 5,1 milhões de pessoas devem passar pelos principais aeroportos do Nordeste até 15 de julho, quando acaba o período de festa junina, eventos também conhecidos na região como festas de São João. A estimativa é do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação e foi divulgada nesta quarta-feira (14).

O cálculo foi realizado com base em estimativa de venda de assentos. Neste ano, é previsão é que aumente em 11% a igual período do ano passado, quando mais de 4,6 milhões de passagens foram efetivamente vendidas para voos com destino a Fortaleza (CE), João Pessoa (PB), Natal (RN), Recife (PE), Salvador (BA), Aracaju (SE), Campina Grande (PB), São Luís (MA) e Teresina (PI).

Os turistas e demais passageiros que usam o transporte aéreo, desde março, têm sido atendidos dentro de novas regras. Entre as principais mudanças, está a obrigatoriedade da prestação de informações sobre a oferta do voo pelas companhias aéreas antes da compra da passagem.

Regras de bagagem

Também é direito dos passageiros a desistência da compra do bilhete em até 24 horas depois do recebimento do comprovante. As regras também permitem a cobrança, pelas empresas aéreas, sobre a bagagem despachada.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação

Fonte oficial: Portal Brasil Turismo

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.

MERCADO

27ª edição da feira reúne mais de 450 expositores e deverá atrair até o próximo domingo (18) 200 mil visitantes para Bento Gonçalves

Por Geraldo Gurgel

Enoturismo é um dos destaques da Expobento. Crédito: Embratur

 

A ExpoBento é uma das maiores feiras multissetoriais do Brasil. Em sua 27ª edição, o volume de negócios está estimado em R$ 40 milhões. Desde 1990, o evento é referência para diversas feiras de negócios pelo Brasil e atrai visitantes de outras regiões, além de todo o Rio Grande do Sul. O Parque de Eventos de 58 mil m² de área coberta deverá receber até 200 mil pessoas durante os dias da feira – 08 a 18 de julho.

Durante 11 dias, mais de 450 expositores da agricultura, indústria, comércio e prestadores de serviços, inclusive turísticos se reúnem na cidade conhecida como Capital Brasileira do Vinho. Sendo assim, não poderia faltar espaço para que as vinícolas mais tradicionais da Região Uva e Vinho ofereçam aos visitantes possibilidades de degustação e compra.

“O enoturismo progride a passos largos e tem sido um alvo de buscas de turistas nacionais e internacionais. E o Ministério do Turismo tem trabalhado para fomentar esse segmento, como a oferta da nova linha de crédito do Fundo Geral do Turismo (Fungetur) que poderá ajudar quem deseja melhorar seu empreendimento”, explicou o diretor do Departamento de Ordenamento do Turismo do MTur (Deotur), Rogério Cóser.

Aliás, a parceria entre agroindústria e gastronomia resulta em um festival com sabores típicos do interior do Rio Grande do Sul. Para agradar a todos os paladares e valorizar as tradições gastronômicas da região, cookshows e degustações são realizadas na Praça das Vinícolas. As deliciosas cucas, pães, queijos, embutidos e outros produtos das colônias italianas e alemães ocupam lugar de destaque. Também é possível conhecer diferentes variedades dos vinhos e espumantes e, ainda, conferir dicas para harmonizar bebidas finas com os sabores da gastronomia típica da região.

Vestuário, calçados  e acessórios também têm um espaço de destaque na ExpoBento e apresentam suas novidade em uma passarela montada no espaço. Para comprovar o perfil eclético do evento, o público pode aproveitar a visita para acompanhar um salão automotivo com os principais lançamentos do mercado ou ainda conferir um espaço dedicado exclusivamente às festas de casamento e aniversários.

Além da diversidade de produtos apresentados, a ExpoBento oferece lazer e diversão com muitas atrações paralelas aos negócios. A cultura e a tradição regional têm espaço garantido através do teatro e da música com atrações locais e nacionais.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte oficial: Ministério do Turismo

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.

MERCADO

Turismo associado à vitivinicultura foi tema de seminário sobre investimentos promovido pelo Ministério do Turismo no Rio Grande do Sul

Por Geraldo Gurgel

Grupo visita vinícola em Bento Gonçalves. Crédito: Rodolfo Vilela

A cidade de Bento Gonçalves (RS) foi palco nesta quarta-feira (14) de seminário promovido pelo Ministério do Turismo para discutir os desafios e perspectivas de desenvolvimento do turismo nas vinícolas no país. O evento reuniu mais de 60 produtores de vinhos e espumantes gaúchos e de outros estados, além de representantes do poder público.

A região escolhida para receber o encontro preserva os traços culturais dos imigrantes italianos do final do Século XIX e início do Século XX, como a produção de vinhos que já saboreiam fama internacional e que confere à cidade o título de Capital Brasileira do Vinho. Dados do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) apontam para 14 mil produtores de uvas na região de Bento Gonçalves e cerca de 500 vinícolas em todo o Rio Grande do Sul, estado responsável por 90% do vinho produzido no Brasil.

Segundo o Ibravin, apesar de um forte aliado do vinho, o turismo nas vinícolas ainda é um desafio para muitos vitivinicultores. Somente 25% delas exploram atividades turísticas regularmente. “O enoturismo é uma oportunidade de as vinícolas agregarem valor à vitivinicultura com hotéis boutique, alta gastronomia e roteiros integrados ao processo de cultivo das uvas e produção de vinhos e espumantes”, afirma o Coordenador-Geral de atração de investimentos do Ministério do Turismo, Rodrigo Marques.

Durante o encontro, o diretor do Departamento de Ordenamento do Turismo do MTur (Deotur), Rogério Cóser, apresentou as oportunidades de financiamento de empreendimentos e serviços disponíveis por meio do Fundo Geral do Turismo (Fungetur) e das linhas de crédito dos bancos oficiais.

Atualmente, o enoturismo representa 15% da receita das vinícolas gaúchas e o seminário apresentou algumas iniciativas de sucesso que associam a produção de vinhos ao turismo foram apresentadas durante o evento para incentivar e multiplicar experiências já consolidadas. Caso da arquiteta Vanja Hertcert que começou com uma pousada de três quartos e já ampliou o negócio duas vezes. Hoje são sete suítes de luxo em um ambiente que envolve paisagem, cultura e arquitetura no Vale dos Vinhedos.  

ROTEIRO DE CHARME – Com um histórico de elaboração de vinhos desde 1910, a vinícola Don Giovanni, em Pinto Bandeira, a 12 quilômetros de Bento Gonçalves, abriu as portas para uma visita técnica dos participantes do seminário. A propriedade foi transformada em um complexo enoturístico com a conservação dos parreirais e equipamentos para elaborar vinhos e espumantes. Hoje, a quarta geração da família se dedica à produção de bebidas de alta qualidade com oferta de hospedagem, em um casarão histórico e na cabana (antigo estábulo) localizada em meio aos vinhedos.

Assim como outras vinícolas que associam o turismo à produção de vinho, o local é um dos pontos de referência para o turista desfrutar uma série de atrações que a Serra Gaúcha oferece e atrai três milhões de turistas por ano. Os passeios pelos exuberantes vinhedos e a beleza das montanhas e vales, inclusive de Maria Fumaça; os sabores e aromas dos produtos coloniais e o artesanato conservam o estilo do passado e completam o roteiro de charme pelo Vale dos Vinhedos e região da Uva e do vinho. Pertinho dali, a Região das Hortênsias abriga a Rota Romântica de Gramado e Canela. E tudo combina com vinho!

 

 

 

Fonte oficial: Ministério do Turismo

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.

Destinos

Quem refaz “Os Passos de Anchieta”, entre as cidades de Vitória e Anchieta, no Espírito Santo, encontra uma trilha mística repleta de atrativos históricos e naturais do litoral capixaba

 

Por Geraldo Gurgel

Vista do Caminho de Anchieta. Crédito: Divulgação/Abapa

Uma trilha de 100 quilômetros reúne, a partir desta quinta-feira (15), milhares de peregrinos, turistas e aventureiros motivados para seguir “Os Passos de Anchieta”. O roteiro de turismo religioso que resgata o caminho percorrido pelo padre Jesuíta e primeiro mestre do Brasil nos seus últimos anos de vida deve receber entre quatro e cinco mil pessoas. A caminhada de 5 dias é um misto de fé e aventura pela paisagem exuberante do litoral do Espírito Santo.

O roteiro que tem a capital Vitória, como ponto de partida, é repleto de atrativos naturais e históricos na trilha que ficou conhecido pelo símbolo das pegadas na areia da praia deixadas pelo religioso até a cidade de Anchieta. Na Vila de Nossa Senhora da Vitória, o padre cuidava do colégio jesuíta, hoje Palácio Anchieta, sede do governo do estado.

Já na aldeia indígena da Vila de Rerigtiba, atual cidade histórica de Anchieta, o religioso espanhol, das Ilhas Canárias, residia entre os nativos. Daí os deslocamentos frequentes que inspiraram a criação do roteiro há 20 anos, também conhecido como “caminho das 14 léguas”.

A história é reviva por turistas de todas as partes do Brasil que fazem o percurso até domingo, 18. Assim como o religioso, eles se valem das marés vazantes, quando a areia solada oferece menor dificuldade para caminhar em jornadas diárias de 4 a 7 horas de caminhada, dependendo da aptidão física.

O roteiro pode ser percorrido em qualquer sentido e época do ano. A caminhada anual, promovida pela Associação Brasileira dos Amigos dos Passos de Anchieta (ABAPA), tem seu início sempre no feriado nacional de Corpus Christi. O evento reúne um maior número de participantes e conta com infraestrutura de apoio público e colaboradores como Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, suporte médico e logística de atendimento, alimentação e hospedagem da população flutuante nas cidades de pernoite.

O número de andarilhos que concluem a travessia passa das três mil pessoas. Emoções, sentimentos e lembranças se alternam com os cenários externos: a natureza, vilas e cidades históricas fundadas pelos jesuítas, praias e trilhas emolduradas pela exuberante Mata Atlântica.

Apesar do apelo religioso, o caminho do padre Anchieta reúne andarilhos de perfis diversificados. A caminhada proporciona atividade física, autoconhecimento, o prazer de apreciar a natureza, além de enriquecer a experiência do viajante com conhecimento da cultura e história da região.

ROTEIRO – No primeiro dia, entre Vitória e Barra do Jucu, em Vila Velha, são percorridos 25 km. No percurso, destaque para o Convento da Penha, marco da colonização capixaba. O segundo dia, com 28 km, vai até Setiba, em Guarapari, reduto de surf e canoagem em onda. O andarilho termina o penúltimo dia de caminhada, com 24 km, em Meaípe, ainda em Guarapari, badalado destino turístico capixaba. E, finalmente, o percurso final, com 23 km, tem na escadaria do Santuário de Anchieta sua linha de chegada. O local foi erguido pelo beato em 1597, seu último ano de vida, e contou com a ajuda dos índios tupis.

 

Fonte oficial: Ministério do Turismo

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.

DATA COMEMORATIVA

Turistas poderão apreciar o centro de visitantes revitalizado e exposição interpretativa da fauna e flora em dia de entrada gratuita

 Nayara Oliveira

Parque Nacional de Itatiaia. Crédito: Geraldo Gurgel

 

O Parque Nacional de Itatiaia completa, nesta quarta-feira (14), 80 anos de história. Para celebrar a data, a administração do parque preparou uma programação especial, com visitação gratuita a partir das 13h. Além disso, a comunidade receberá presentes para marcar a data: a revitalização do Centro de Visitantes Wanderbilt Duarte de Barros e apresentação de exposição interpretativa sobre fauna e flora da região. 

Localizado na serra da Mantiqueira, entre os estados do Rio de Janeiro e Minas Gerais, o lugar é endereço certo para quem busca recreação e turismo ecológico sem deixar também de se preocupar com a proteção da diversidade ambiental e nascentes.

Para o chefe do Parque, Gustavo Tomzhinski, o lugar vai além de uma área de lazer. “Celebrar os 80 anos faz com que a sociedade compreenda e valorize cada vez mais os parques nacionais, tanto para a preservação ambiental quanto para pesquisas. É preciso usufruir sustentavelmente desse recurso natural”, ressaltou.

É no Itatiaia que está um dos picos mais altos do país, o das Agulhas Negras, com quase 2,8 mil metros, além de atrações como o Maciço das Prateleiras, o Vale do Aiuruoca, a Pedra do Altar e o Mirante do Último Adeus.

Boa parte dos atrativos como o Lago Azul, a Cachoeira Poranga, a Piscina Natural do Maromba e a Cachoeira Véu de Noiva podem ser acessados pelo lado fluminense. Nesta área, as caminhadas em meio a trilhas são mais leves e rápidas. Em meia hora, chega-se às principais cachoeiras e alguns mirantes.

Criado em 1937 e com o título de primeiro Parque Nacional do Brasil, o Parque de Itatiaia é administrado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e é aberto para visitação todos os dias. Para consultar valores e melhores épocas de visitas acesse o site: http://www.icmbio.gov.br/parnaitatiaia/

 

Fonte oficial: Ministério do Turismo

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.

economia

Escolhido para integrar maratona de debates no evento tecnológica, o conteúdo será apresentado por especialista do Ministério do Turismo

 

Por Geraldo Gurgel

Crédito: Embratur

O Ministério do Turismo vai marcar presença no maior evento sobre inovação tecnológica do Centro-oeste. A Campus Party Brasília será realizada entre os dias 14 e 18 deste mês, no Centro de Convenções de Ulysses Guimarães, e o Turismo estará na pauta das discussões. As oportunidades de inovação e empreendedorismo no Turismo serão tema de um debate marcado para o dia 17, às 10h30. São esperadas até 50 mil pessoas entre inscritos e visitantes na área aberta ao público.

A festa tecnológica, em si, já é um atrativo e vai movimentar o turismo de negócios e eventos no Distrito Federal. Durante cinco dias, todos os participantes estarão voltados para as inovações apresentadas no megaevento brasileiro de tecnologia digital.  Para as atividades pagas são esperadas até cinco mil participantes, sendo que todos os ingressos foram vendidos antecipadamente e as inscrições estão esgotadas. A Campus Party é realizada há 10 anos no Brasil e, pela 1ª vez, Brasília sedia o evento.

O debate sobre o setor do turismo ficará sobre responsabilidade do servidor do MTur Ítalo Mendes, técnico da Diretoria de Gestão Estratégica. A palestra foi incluída na programação por votação dos participantes, sendo a quinta mais indicada, o que demonstra o interesse que o turismo desperta entre profissionais de diferentes setores. A ideia é discutir as características e potencialidades do turismo no Brasil e no mundo; as transformações pelas quais tem passado o segmento, além dos cenários e tendências para os próximos anos.

“Será uma oportunidade de falarmos de turismo em um ambiente de alta tecnologia. Turismo com foco na inovação e empreendedorismo a partir do impacto de tecnologias como Bigdata, Internet das Coisas, realidade virtual e aumentada, startups, drones, dentre outras”, destacou Ítalo Mendes.

A Campus Party funciona 24 horas, com acampamento para 2,5 mil “campuseiros”. Os participantes acompanham palestras com temas contemporâneos e diversas atrações onde predominam ciência, internet, inovação e criatividade. No acampamento tecnológico, empreendedorismo e entretenimento digital andam juntos. São workshops, mostras e maratonas de programação (hackathons), além de jogos como futebol de robôs, campeonato de drones e simuladores de carro, helicóptero e avião, entre outras atrações.

Trata-se de uma oportunidade de negócios para amantes da tecnologia e investidores. Além de Brasília, outras cidades vão sediar edições regionais da Campus Party: Salvador (BA), de 9 a 13 de agosto; Pato Branco (PR), de 14 a 15 de outubro; e Belo Horizonte (MG), de 1 a 5 de novembro.

Fonte oficial: Ministério do Turismo

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.

Institucional

Entrada de capital estrangeiro na aviação e modernização da Embratur estiveram entre os assuntos debatidos por ministros do Turismo, Transportes e Planejamento

 

Por Nayara Oliveira

Ministros participam de debate em Brasília. Crédito: Roberto Castro

Preocupados em propor ações focadas na melhoria do setor aéreo brasileiro, os  ministros do Turismo, Marx Beltrão, dos Transportes, Maurício Quintella, e do Planejamento, Orçamento e Gestão, Dyogo Oliveira, se reuniram na manhã desta terça-feira (13) com representante da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), do Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur), além de líderes partidários da Câmara Federal. Na pauta do encontro, realizado no Ministério dos Transportes estavam a modernização da Embratur e a abertura do capital estrangeiro no setor.

As propostas fazem parte do Projeto de Lei 7427/17 em tramitação na Câmara dos Deputados. O texto modifica o Código Brasileiro de Aeronáutica que atualmente limita em 20% a participação do capital estrangeiro e permite que esse valor chegue a 100%. Para que isso aconteça, as companhias aéreas que desejarem investir no país terão que registrar uma filial em território brasileiro.

As propostas integram o Brasil + Turismo, pacote de medidas, lançado em abril, para fortalecer o setor no Brasil. As ações têm como finalidade trazer soluções técnicas para gargalos históricos, aumentar o número de turistas nacionais e estrangeiros, contribuir para melhorar destinos nacionais, proporcionar o desenvolvimento regional e gerar emprego e renda.

Dados do Ministério do Turismo mostram que, dos 1,2 bilhões de turistas internacionais, 6,5 milhões procuram o Brasil como destino, o que representa menos de meio por cento dos turistas que viajam pelo mundo. A ampliação do capital permitirá maior competitividade entre as companhias aéreas, possibilitando um aumento no fluxo de passageiros no mercado doméstico e ampliando a quantidade de cidades que estarão nas rotas atendidas pelos voos.

“Um dos principais impasses para o crescimento do turismo é a questão da conectividade e da saída e entrada dos voos nas cidades brasileiras. Com a abertura do capital, a competitividade entre as empresas aumentará e isso gerará mais destinos, mais voos e uma passagem mais barata, beneficiando o turista”, ressaltou o ministro do Turismo, Marx Beltrão.

O PL também prevê a modernização da Embratur, que será conhecida como Agência Brasileira de Promoção do Turismo. A nomenclatura permanece a mesma, mas a autarquia passaria a ser um serviço social autônomo, executando ações de promoção do Brasil no exterior.

Com a mudança, a Embratur passa a ter maior autonomia para negociações. “Atualmente, a verba de divulgação do Brasil no exterior é pequena se comparada a outros países da América do Sul. A modernização amplia as funções e faz com que a Embratur consiga recursos financeiros de outras áreas”, explicou Beltrão.

 

 

Fonte oficial: Ministério do Turismo

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.

DATA COMEMORATIVA

No dia dedicado a quem desbrava novos destino, site Viaje Legal apresenta orientações para quem quer cair na estrada

Por Lívia Nascimento

Fernando de Noronha. Crédito: Embratur

Esta terça-feira (13) é dedicada aqueles que sentem prazer em viajar e conhecer novos lugares: o turista. Segundo a Organização Mundial do Turismo, 1,2 bilhão de visitantes percorreram o globo em 2016, cerca de 46 milhões a mais do que no período anterior. No Brasil, o Ministério do Turismo estima que 60 milhões de brasileiros viajaram pelo país em 2016 e a meta é que esse número chegue a 100 milhões em 2022.

Para isso, a Pasta conta com o Brasil + Turismo, pacote de medidas para fortalecer o setor no Brasil lançado em abril. As ações têm como finalidade trazer soluções técnicas para gargalos históricos, aumentar o número de turistas nacionais e estrangeiros, contribuir para melhorar destinos nacionais, proporcionar o desenvolvimento regional e gerar emprego e renda.

“Estamos trabalhando intensamente para melhorar a infraestrutura turística dos destinos brasileiros e permitir que cada vez mais turistas brasileiros e estrangeiros viajem pelo Brasil e descubra seus atrativos, belezas e encantos”, afirmou o ministério do Turismo, Marx Beltrão. Segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), em 2016 foram realizadas 200 milhões de viagens domésticas pelo país.

PERFIL – De acordo com a Sondagem do Consumidor – Intenção de Viagem, encomendada pelo Ministério do Turismo à Fundação Getulio Vargas, as perspectivas gerais de viagem, em abril deste ano, cresceram de 17,3% para 22,1% na comparação com abril do ano passado. O estudo revela ainda que 70,7% dos entrevistados devem optar por viagens domésticas e que a maioria, 48%, terão os estados do Nordeste como destino. A segunda opção, com 19,7% das indicações, são os destinos do Sudeste.

E para auxiliar o turista na hora de embarcar para o tão esperado passeio, o Ministério do Turismo conta com o Viaje Legal, site repleto de dicas para evitar que a viagem dos sonhos se transforme em um pesadelo. São orientações referentes a transporte, hospedagem e saúde.  Os cuidados começam na hora de comprar a passagem para o destino desejado ou contratar um pacote turístico, tudo explicado de maneira a garantir a segurança e bem- estar do turista. Aperte o cinto e boa viagem!

 

 

Fonte oficial: Ministério do Turismo

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.

institucional

Pasta abre edital de processo seletivo com cinco vagas para profissionais com curso superior. Interessados podem enviar o currículo até o dia 26 de junho

 

Os servidores da Administração Pública Federal com experiência e interesse em atividades de fiscalização têm uma ótima oportunidade para exercer o trabalho pelo Ministério do Turismo. A Pasta abriu nesta semana edital de processo seletivo simplificado para preencher cinco vagas com função comissionada no valor de R$ 1.166,79. Os profissionais devem possuir curso superior e podem enviar o currículo até o dia 26 de junho. Os servidores vão trabalhar na fiscalização dos prestadores de serviço que são obrigados a terem cadastro junto ao Ministério do Turismo, além de checarem denúncias.

A secretária Nacional de Qualificação e Promoção do Turismo, Teté Bezerra, ressalta a importância no reforço da fiscalização sobre os prestadores de serviços turísticos e fortalecimento do Cadastur. “O cadastramento é uma ferramenta para os turistas saberem que aquele serviço contratado atende a uma série de requisitos, o que garante um nível mínimo de segurança e qualidade para quem está viajando”, afirma.

Os candidatos serão selecionados por uma comissão formada por três servidores do Ministério do Turismo, que vão analisar os currículos e realizar as entrevistas. Os interessados também devem ter experiência em atividades fiscalizatórias e processos administrativos, que são critérios de classificação, e disponibilidade para viajar.

CADASTRO OBRIGATÓRIO – De acordo com a Lei Geral do Turismo, agências de turismo, meios de hospedagem, guias de turismo, transportadoras turísticas, organizadoras de eventos, acampamentos turísticos e parques temáticos devem se certificar no MTur. Nesses casos, o cadastro é obrigatório. Para estabelecimentos como restaurantes, parques aquáticos, marinas, centros de convenções e locadoras de veículos, o cadastro é opcional. Para se cadastrar, é preciso acessar o site do Cadastur.

Para as empresas existem várias vantagens: apenas os cadastrados podem participar de programas e projetos do governo federal, como programas de qualificação e apoio em eventos e feiras. Outro benefício é o acesso a financiamento por meio de bancos oficiais e, no caso de agências de turismo, as empresas cadastradas podem reduzir de 25% para 6% o imposto sobre remessas ao exterior.

Fonte oficial: Ministério do Turismo

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.

destinos

No dia dos namorados, a Agência de Notícias do Turismo selecionou alguns roteiros que podem inspirar e até fortalecer relacionamentos 

Por Nayara Oliveira

Ah, o dia dos namorados! Aquela data cheia de emoção na qual os casais aproveitam o dia para dividir momentos felizes juntos. Opções de lazer não faltam, mas por aqui a dica é presentear a pessoa amada com uma viagem inesquecível.  E para que o casal não erre na escolha, a Agência de Notícias do Turismo separou destinos românticos, aventureiros, históricos e gastronômicos em várias partes do país. Escolha o destino, aproveite a viagem e viva o amor!

DESTINOS ROMÂNTICOS: Estar junto da pessoa amada desfrutando um momento fofo a dois na serra ou em uma praia paradisíaca. Com esses destinos, os casais que gostam de lugares românticos vão ficar ainda mais apaixonados!

Crédito: MTur

Gramado (RS) – A cidade é puro charme com sua arquitetura no estilo europeu, clima frio e muito chocolate. O aconchego da lareira, o sabor do vinho e o colorido das flores fazem do local o destino procurado pelos casais que querem desfrutar momentos íntimos. Além da linda paisagem, os turistas podem passear de pedalinho no Lago Negro, visitar uma mina de pedras preciosas e estar mais perto das tradições gaúchas, no Parque Gaúcho.

Monte Verde (MG) – Situada no Alto da Serra da Mantiqueira, a vila de Monte Verde oferece uma paisagem exuberante, friozinho propício para um jantar romântico, e ruas tranquilas para um passeio de mãos dadas. O casal pode visitar o orquidário, a galeria de arte, e passear a cavalo. Muito romance para uma cidade só!


Crédito: Elton Andrade

Ilha de Boipeba (BA) – Para os casais que preferem fugir do frio, mas não abrem mão do romantismo, o roteiro escolhido é a Ilha de Boipeba. Com águas cristalinas em tons verde e azul, o local é um verdadeiro paraíso tropical. As piscinas naturais, a diversidade de peixes e as areias branquinhas são um convite para quem gosta de apreciar a natureza com tranquilidade.

DESTINOS AVENTUREIROS: No Brasil, não faltam opções para quem deseja viver o amor com altas doses de adrenalina. Tomar banho de cachoeira, fazer trilha e praticar esportes radicais pode fazer parte da viagem do casal que gosta de desafios.


Crédito: Priscila Perrone

Ilha do Mel (PR) – Não vá pensando que o nome “adocicado” vai tirar o gosto de aventura de quem quer conhecer a Ilha do Mel. Para chegar lá, só utilizando barco ou caminhando dentro da Mata Atlântica. Prepare-se para caminhar também na Ilha que não permite o uso de veículos motorizados. A diversidade da vegetação (Mata Atlântica, manguezais, brejos e restingas) vai encantar.


Crédito: Edevilson Carneiro

Serra do Roncador (MT) – A Serra do Roncador é formada por chapadões com 800 km de extensão e mais de 100 cachoeiras, vegetação de cerrado, cavernas, grutas, lagos subterrâneos… é tanta opção natural que as expedições no Roncador são feitas de jipe, possibilitando ao casal conhecer essas belezas e praticar esportes radicais, como a tirolesa, escaladas, e rapel.


Crédito: Embratur

Monte Roraima (RO) – Localizado entre Brasil, Venezuela e Guiana, o Monte Roraima é destino para aqueles casais que gostam de aventuras radicais intensas. Com dois bilhões de anos e 2.734 metros de altitude, o Monte é uma escultura geológica repleta de formações rochosas, crateras e cristais que inspiraram lendas indígenas. O acesso é difícil e a aventura pode durar até uma semana de caminhada, o que  requer planejamento, determinação e um guia turístico.

DESTINOS HISTÓRICOS: O Dia dos Namorados é pura história e começou a ser comemorado em alusão ao bispo Valentim, que lutou contra a proibição do casamento durante as guerras. Para celebrar a data, que tal uma viagem pela história brasileira?


Crédito: Embratur

Pirenópolis (GO) – Fundada em 1727 e tombada como Patrimônio Histórico e Artístico Nacional em 1989, Pirenópolis têm ruas de pedras talhadas e belos casarões do século XVIII. A história está nas construções da cidade. A  Igreja da Matriz, por exemplo, foi construída por escravos em 1728.


Crédito: Embratur

Laranjeiras (SE) – Laranjeiras foi um grande centro de comercialização de escravos e, ao mesmo tempo, palco da luta pela abolição da escravatura. É na cidade que está o Museu Afro-Brasileiro (o primeiro museu montado especialmente para o estudo e a história do negro na formação do povo brasileiro) e a encenação da batalha entre negros fugidos e índios contratados pelos senhores locais para capturá-los.


Crédito: Embratur

São Luís (MA) – Primeiro foram os franceses, depois os holandeses e, posteriormente, os portugueses. Se São Luís atraiu tantos países, imagina se não atrairá os corações apaixonados por história? Fundada em 1612, a cidade tem como marca os azulejos portugueses, casarões, museus e o Centro Histórico de São Luís, com nada mais nada menos que 400 anos de existência.

Fonte oficial: Ministério do Turismo

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.