Investe Turismo chega ao Acre para transformar o segmento no estado

INVESTE TURISMO

Rota “Visite Rio Branco” é a última da primeira etapa do programa que irá contemplar 30 rotas de todo o país

Por Victor Maciel

Secretário de Desenvolvimento e Competitividade do Turismo, Aluizer Malab, apresenta o programa Investe Turismo em Rio Branco (AC). Crédito: Setur/AC

Rio Branco (AC) também está na rota do programa Investe Turismo. A capital acreana recebeu, nesta quinta-feira (28), o último seminário itinerante do projeto que irá incentivar a competitividade e aprimorar os atrativos turísticos locais, transformando isso em emprego e renda para a população da região. Nesta primeira etapa, a maior cidade do Acre se junta a outras 29 rotas espalhadas por todo o país, que receberão investimentos na ordem de R$ 200 milhões.

Representando o Ministério do Turismo, o secretário de Desenvolvimento e Competitividade do Turismo, Aluizer Malab, destacou as potencialidades do estado. “A gente tem um governo que está voltado para a melhoria do ambiente de negócios e isso torna-se muito favorável para o empreendedorismo, para atração de investimento. Mas o fundamental é a gente tentar trabalhar para mudar e desenvolver a região”, destacou.

A secretária Estadual de Empreendedorismo e Turismo do Acre, Eliane Sinhasique, ressaltou a importância do turismo para a cidade. “O turismo é o único setor que movimenta 53 setores da economia. O fato de recebermos gente na nossa cidade e no nosso estado pode gerar emprego e renda, fazer a grana circular, melhorar a qualidade de vida das pessoas”, celebrou.

Dados do Anuário Estatístico, apresentado pelo Ministério do Turismo, mostram que o Acre apresentou um aumento de 10,5% na chegada de turistas estrangeiros pelo estado. Foram 31.537 visitantes de fora do país que vieram aproveitar os atrativos turísticos do Acre, sendo em sua grande maioria peruanos e bolivianos. 

Entre os principais atrativos do estado está a gastronomia. Influenciada por diversas culturas, como a brasileira, boliviana, nordestina, peruana e portuguesa, o turista pode encontrar pratos como a rabada no tucupi e o pirarucu à casaca e ao leite de castanha do Pará. Além disso, o estado possui o famoso “ayahuasca”, bebida produzida a partir de duas plantas nativas da floresta amazônica: o cipó mariri ou jagube (Banisteriopsis caapi) e folhas do arbusto chacrona ou rainha (Psychotria viridis).

AÇÕES – A rota “Visite Rio Branco” receberá um pacote de ações organizadas em quatro linhas de trabalho: o fortalecimento da governança por meio de uma agenda estratégica entre setor público e privado; a melhoria dos serviços e atrativos turísticos, com foco especial nas micro e pequenas empresas; marketing e apoio à comercialização por meio de campanhas, produção de inteligência mercadológica e participação em eventos estratégicos; e atração de investimentos e apoio ao acesso a linhas de crédito e fontes de financiamento.

Edição: Cecília Melo

Fonte oficial: Ministério do Turismo

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.

Comentários