Filhotes de tartaruga-de-couro são soltos em Guriri (ES) — Portal Brasil

Ação fez parte do início da temporada de eclosão dos ninhos de filhotes, cujas fêmeas desovaram entre setembro e dezembro

A soltura de filhotes de tartaruga-de-couro (Dermochelys coriacea) em Guriri, no litoral do Espírito Santo, foi acompanhada por cerca de 150 pessoas. A praia fica em frente à base do Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Tartarugas Marinhas (Tamar), do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

A iniciativa teve apoio da empresa Scitech, que executa o Programa de Monitoramento de Praia em todo litoral do Espírito Santo, e fez parte do início da temporada de eclosão dos ninhos de filhotes, cujas fêmeas desovaram entre os meses de setembro e dezembro. A soltura ocorreu no dia 13.

A base do Tamar/ICMBio em Guriri está em fase de reestruturação e deve voltar a funcionar em 2017. “Começaremos um processo para selecionar voluntários para atuar na base. Nossa expectativa é de muito trabalho este ano”, disse a analista ambiental Kelly Bonach.

A base foi implantada em 1988 e monitora 53 quilômetros de litoral, desde a praia de Urussuquara, ao sul, até o município de Conceição da Barra, ao norte. Protege anualmente cerca de 200 desovas, com 12 mil filhotes das espécies cabeçuda (Caretta caretta) e de couro (Dermochelys coriacea).

Guriri

A ilha de Guriri, no município de capixaba de São Mateus, é formada pelo rio Mariricu, ao sul, através de uma foz aberta artificialmente no início do século passado, em Barra Nova; e ao norte, pelo rio Cricaré, que deságua no Oceano Atlântico, na altura do município de Conceição da Barra.

Seu nome origina-se na riqueza da vegetação de restinga, onde a espécie predominante é o Allagoptera arenaria, conhecido popularmente como coquinho-de-Guriri. Nos extremos da ilha, de 26 km², estão as áreas mais preservadas de restinga e manguezais. No centro fica o balneário, com cerca de 12 mil moradores e uma população flutuante que atinge 100 mil pessoas, durante o verão.

Guriri é um exemplo de conservação das praias: mesmo registrando grande fluxo turístico, consegue adequar a iluminação e evitar a construção de barracas nas áreas onde ocorrem as desovas de tartaruga marinha.

Fonte: Portal Brasil, com informações do ICMBio

Fonte Oficial: http://feedproxy.google.com/~r/Rss-Turismo/~3/Olqq9pHFsT8/filhotes-de-tartaruga-de-couro-sao-soltos-em-guriri-es.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

dez + 12 =