Em um ano, Cadastur 3.0 gera economia de 50% para prestadores

Últimas notícias

Segundo Ministério do Turismo resultado foi possível graças à melhoria na eficiência da nova ferramenta

 

Com um ano de funcionamento, a versão eletrônica do cadastro nacional de prestadores de serviços turísticos do Ministério do Turismo, o Cadastur 3.0 já tem bons resultados para comemorar. Os principais deles são o aumento de 28% no número de empresas e profissionais cadastrados e a redução de 50% nos custos arcados pelo público-alvo no processo de registro.

Com a modernização do sistema, o número de prestadores de serviços turísticos cadastrados subiu de 64,5 mil, no início de 2018, para os atuais 82,38 mil. O número de registros foi impulsionado também pelo reforço nas ações de fiscalização realizadas pelo Ministério em 27 capitais e em 12 destinos de relevância turística.

“Estamos colhendo os frutos de um grande esforço feito para modernizar e desburocratizar os processos que envolvem a relação do MTur com os prestadores de serviços e a reformulação do Cadastur é um exemplo de boa prática”, comenta o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, que comemora também a aprovação pela Câmara na quarta-feira, 20, do texto-base que moderniza a Lei Geral do Turismo e possibilita a abertura do mercado aéreo ao capital internacional.

No estudo de custos realizado com o Ministério da Economia, o MTur verificou que, após o lançamento do Cadastur 3.0, houve uma redução significativa de mais de 50% nos custos que o prestador arcava para cumprir as obrigações do cadastro.   O levantamento apontou também que para o governo federal a economia é de 31%, considerando a melhoria na eficiência da nova ferramenta.

“A possibilidade de realizar o cadastro de forma eletrônica, a eliminação de documentos, além da conexão com bancos de dados de outros órgãos gerou uma redução de custos tanto para o cidadão quanto para o Estado”, observa o secretário nacional de Desenvolvimento e Competitividade do Turismo, Aluizer Malab.

A praticidade e celeridade no cadastramento foi constatada pela empresária Luciana Arruda, dona de uma franquia de agência de viagem em Brasilia. Ela aproveitou a presença de equipe do Cadastur em uma feira de turismo para regularizar o empreendimento. “Foi muito rápido, consegui fazer todo o processo online, inclusive a inclusão de documentos, e o melhor que foi a custo zero”, contou.

CADASTUR 3.0 – Todos o processo é eletrônico, tornando-o mais rápido e moderno, uma vez que possui interface amigável e interligada ao banco de dados da Receita Federal. O cadastro no sistema Cadastur é obrigatório para os seguintes segmentos: acampamentos turísticos, agências de turismo, meios de hospedagem, organizadoras de evento, parques temáticos e transportadoras turísticas.

Fonte oficial: Ministério do Turismo

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.

Comentários