Curso do BBA supera marca de 10 mil alunos

Últimas notícias

Gestores públicos e privados do turismo podem incentivar adesão à capacitação oferecida pelo MTur, que busca aprimorar a recepção aos turistas

Por André Martins 

Equipe do Centro de Atendimento ao Turista de Boa Vista (PR) que realizou ações de mobilização para promover o BBA no estado. Crédito: Fetec 

Apenas um mês após a reabertura de inscrições para o curso de atendimento a turistas oferecido pelo Canal Brasil Braços Abertos (BBA), plataforma online totalmente gratuita do Ministério do Turismo, 10.276 alunos já participam da capacitação. O resultado é fruto de uma grande mobilização feita pelo órgão, que trabalha para conscientizar o trade turístico quanto a importância da qualificação profissional e a necessidade de se promovê-la. O cadastro de alunos no sistema pode ser feito pelo site bba.turismo.gov.br.

A Região Sudeste lidera em adesões (50,99%), seguida do Nordeste (19,09%), do Sul (16,97%), do Centro-Oeste (6,97%) e do Norte (5,19%). O maior número de alunos é de São Paulo (2.634). Na sequência, Rio de Janeiro (1.442), Minas Gerais (920), Rio Grande do Sul (676) e Santa Catarina (623). Residentes em outros países somam 81 inscritos, com destaque para Argentina (34), Venezuela (6), Portugal, Chile e Uruguai (4).

A qualificação, aberta a pessoas com mais de 15 anos, se destina a trabalhadores que já atuam ou pretendem operar no setor. O curso é realizado a partir de equipamentos conectados à internet, como computadores, tablets e smartphones, e gestores públicos e privados interessados em apoiar o acompanhamento das aulas têm a chance de firmar um termo de compromisso, disponível no canal eletrônico do BBA.

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, incentiva parcerias neste sentido. “A crescente ascensão do turismo no país, a partir de várias medidas adotadas pelo governo Bolsonaro, se traduz em mais movimento nos destinos nacionais, e isso exige permanente qualificação. É fundamental que os gestores compreendam a necessidade de melhorias, para que o turismo se desenvolva de forma sustentável”, conclama.

Um exemplo de suporte vem de Boa Vista (RR). A Fundação de Educação, Turismo, Esporte e Cultura da capital promove a oferta e monitora a participação, como conta a técnica Maria Francisca Castro: “visitamos toda a rede de turismo e fizemos inscrições, esclarecendo dúvidas para que não deixem o curso. E a Prefeitura disponibilizou computador com internet nos nossos dois CATs, para as pessoas com dificuldades fazerem o curso”.

Já em São Francisco do Sul (SC), a divulgação feita pela Associação dos Quiosques e Vendedores Ambulantes dos Balneários da cidade chamou a atenção. Segundo Crisânia Dantas, integrante da entidade, o trabalho envolveu redes sociais e até a distribuição de informativos. “Usamos Facebook e WhatsApp, e os associados compartilharam. Também distribuímos cartazes na praia, o que aumentou a procura por informações”, relata.

SOBRE O BBA

O prazo de inscrições termina em 31 de dezembro deste ano, e o interessado deve encerrar o curso até 30 de março de 2020. A capacitação, com um total de 80 horas-aula, se divide em quatro módulos: Introdução, Atendimento, Comunicação e Temas Transversais. O curso utiliza linguagem simples e engloba conteúdos a exemplo de noções de inglês, ética e marketing, transmitidos por meio de jogos e vídeos.

A conclusão exige que o inscrito some um total de 696 pontos. Ao final, o próprio aluno pode emitir certificado, chancelado pelo MTur e pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro (IFRJ), e que é válido como curso de extensão. O BBA também oferece atendimento ao público, por meio do endereço eletrônico pea@turismo.gov.br ou o telefone gratuito 0800 200 8484.

Edição: Cecília Melo 

Fonte oficial: Ministério do Turismo

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.

Comentários