A Multiplus/LATAM está oferecendo até 60% de desconto na compra de pontos, até o dia 29/05/19 (quarta-feira). Não é sempre que o programa de milhas Multiplus faz promoções, por isso, a gente está aqui para te mostrar que, sim, vale a pena aproveitar.

Para participar, visite o site da Multiplus.

Quanto você pode lucrar com milhas Multiplus?

Na MaxMilhas, o valor de 10.000 milhas Multiplus está entre R$31,00 e R$35,80. Ou seja, vale a pena fazer a compra e vender com a gente, se você for assinante do Clube Multiplus, pois poderá ter um lucro de até 30%.

Por que vale a pena assinar o Clube Multiplus 1.000?

Porque você ganha mais!

Sem a assinatura, com 50% de desconto, um montante de 60.000 milhas custa R$2.100,00.

Já quando você assina o Clube 1.000, paga R$42,90 pela assinatura + a compra de milhas com 60% de desconto. Ou seja, acumula 60.000 milhas com o investimento de R$1.722,90.

Veja quanto você receberá se vender essas milhas na MaxMilhas a R$34,50:

Comprou pontos Multiplus/ Latam? Venda com a MaxMilhas pelo melhor preço e lucre mais!

Fonte oficial: Blog MaxMilhas.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.

Últimas notícias

Vídeo produzido no Hotel SESC Porto Cercado, no Pantanal, mostra os diferenciais que levaram a iniciativa a ser escolhida como a vencedora do Prêmio Braztoa

Por Geraldo Gurgel

Os mais de 20 anos de atuação do Hotel SESC Porto Cercado, em Poconé e Barão de Melgaço (MT), integrando a atividade turística a um dos mais importantes biomas brasileiros são destaque em vídeo inédito produzido pelo Ministério do Turismo. A ação faz parte do Prêmio Top Braztoa de Sustentabilidade 2018/2019, que visa divulgar os resultados socioambientais obtidos com o turismo sustentável no Pantanal de Mato Grosso. A experiência envolve o turista com a preservação da natureza, promove o desenvolvimento local e foi reconhecida pela Associação Brasileira das Operadoras de Turismo (Braztoa).

Durante a estadia no Hotel Sesc Porto Cercado, os hóspedes são envolvidos na educação ambiental durante visitas em espaços como o borboletário e em passeios pelo Pantanal. São experiências e sensações transformadoras. Em contato com a natureza e o homem pantaneiro, o visitante recebe informações, aprende curiosidades, tem contato com imagens e sons que expressam a beleza extraordinária da região e a importância do ecossistema para o mundo, proporcionando lazer, educação ambiental, conforto e contemplação na maior região alagada do planeta, reconhecida pela Unesco como reserva da biosfera.

Entre as atrações oferecidas aos hóspedes, os passeios e as atividades recreativas proporcionam uma vivência única, como contemplar a aurora pantaneira no rio Cuiabá, emoldurado pela silhueta das árvores; e o despertar de pássaros e animais como jacarés e macacos bugios. Os turistas navegam até o rancho de um pantaneiro para conhecer a cultura local manifestada na casa, nos costumes alimentares, no falar e no cantar dos pantaneiros. Há ainda cavalgadas nas áreas alagadas e observação noturna dos animais nas margens dos rios, além de safári pela Estrada Parque Transpantaneira, trilha sobre palafitas e mirantes, entre outros.

O hotel conta com uma usina solar, a primeira do Pantanal, com 1.240 placas.  A usina já produz energia para suprir mais de 50% da necessidade do hotel, aprimorando práticas de sustentabilidade em suas instalações e nos 142 apartamentos construídos para oferecer ao turista o contato com o bioma e a cultura pantaneira. Além dos espaços comuns, os hóspedes se misturam aos demais visitantes e circulam pelo Centro de Interpretação Ambiental, onde encontram uma coleção de insetos e um formigueiro.

“O sentimento é de muito orgulho por este trabalho que a gente desenvolve há mais de 20 anos. Nosso projeto turístico tem sustentabilidade social, econômica e ambiental, então fazemos um trabalho que consegue contemplar toda uma cadeia”, comemora Christiane Caetano, superintendente do Sesc Pantanal, braço ambiental do SESC Nacional, com mais de 400 colaboradores em seis unidades em Mato Grosso.

O projeto socioambiental mudou a vida da população local. Em Poconé, 25 famílias recebem os ovos das borboletas, criam as lagartas e devolvem as pupas ao borboletário, onde os visitantes acompanham a metamorfose das crisálidas de mais de três mil espécies e, também, a transformação humana. “Eu me apaixonei pelas borboletas e me transformei junto com elas”, disse João da Silva. O ex-peão de boiadeiro trocou as longas travessias do Pantanal pelo delicado trabalho de criar borboletas, muitas delas tatuadas no corpo do pantaneiro.

PRÊMIO – Desde 2012, a Braztoa premia ideias e ações que desenvolvem e impactem o turismo de forma sustentável por meio da gestão de práticas ambientais, socioculturais e econômicas. O concurso é realizado com o apoio do Ministério do Turismo, e foi o primeiro do mundo voltado para a sustentabilidade do turismo a ter a chancela da Organização Mundial do Turismo. A presidente da Braztoa, Magda Nassar, destacou que “as atitudes de responsabilidade têm transformado o mundo de verdade e também o turismo brasileiro”.

Hotel SESC Porto Cerrado venceu o Prêmio Top Sustentabilidade da Braztoa. Crédito: SESC

Fonte oficial: Ministério do Turismo

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.

É aficionado por futebol e quer acompanhar as partidas dos principais clubes ao redor mundo? Então, descubra como aproveitar o turismo de futebol!

Quem é torcedor e adora ver a bola rolando em campo, sabe que todo esforço é válido para conferir de perto os grandes clássicos, as disputas por acesso ou títulos e os embates de mata-mata que ocorrem nos campeonatos de futebol do Brasil e do mundo.

Você não vê tempo ruim em atravessar o país ou mesmo o planeta se for preciso para levantar os braços e vibrar a cada gol. Não é para menos que o turismo de futebol tem se popularizado e conquistado cada vez mais adeptos.

Afinal, além dos torneios que acontecem anualmente, há cada vez mais programas, passeios e atividades sendo desenvolvidas para atrair os apaixonados pelo esporte para além das partidas nos estádios. Pensando nisso, preparamos um post para falar sobre o assunto e mostrar como você pode aproveitar esse tipo de turismo para ter experiências incríveis. Acompanhe.

Como está o mercado de turismo de futebol no Brasil e no mundo?

O mercado de turismo de futebol, mesmo diante dos diversos cenários econômicos das nações ao redor do mundo, segue em alta. Isso se deve principalmente à democratização dos locais que recebem grandes eventos esportivos, como os Jogos Olímpicos e a Copa do Mundo.

Para se ter ideia, segundo balanço do Ministério do Turismo, a edição de 2014 da FIFA World Cup trouxe 3,7 milhões de estrangeiros ao Brasil que injetaram cerca de R$ 6,7 bilhões na economia do país. Já na edição de 2018, realizada na Rússia, houve um total de 5 milhões de visitantes e U$ 1,6 bilhão deixados por eles para impulsionar a economia local, segundo reportagem da rede RT.

Além disso, nos últimos anos houve um aumento de agências turísticas que promovem passeios exclusivos voltados para os apaixonados pelo esporte —, inclusive com a proposta de turismo acessível. Ou seja, programas promovidos para que os torcedores, sem distinção, tenham uma verdadeira imersão na trajetória do time pelo qual torcem.

Cidades como Barcelona, Manchester, Rio de Janeiro e São Paulo que têm grandes e conhecidos clubes ao nível mundial (como Barcelona, Manchester United, Flamengo, São Paulo e Corinthians), por exemplo, têm se destacado nesse mercado com a abertura de museus e memoriais, visitas a estádios e lançamento de exposições.

Quais os principais estádios para serem visitados pelos amantes do futebol?

Todo torcedor que se preze não perde a oportunidade de assistir a uma partida ao vivo, vendo a bola rolar em campo e indo em direção ao gol. Afinal, a energia de uma torcida unida e apoiando o clube direto da arquibancada é algo único e indescritível.

Justamente por isso, reunimos alguns dos principais estádios do Brasil nos quais você deve acompanhar, pelo menos, uma partida para vivenciar essa emoção. Pegue o seu guia de viagem e veja quais são eles:

  • Maracanã – Rio de Janeiro: está na ativa desde 1950 e é palco de grandes disputas do Flamengo, Fluminense, Vasco e os demais times que disputam o campeonato carioca. É tido como o maior estádio brasileiro — com capacidade para receber nada mais, nada menos que 78.838 pessoas;
  • Mineirão – Belo Horizonte: com abertura em 1965 e capacidade atual de 62 mil pessoas, ele foi o local do embate entre o Brasil e a Alemanha na Copa do Mundo de 2014 que resultou no 7×1 para os alemães;
  • Morumbi – São Paulo: inaugurado em 1960 e com capacidade de receber 66.795 pessoas, ele é mantido pelo São Paulo Futebol Clube e recebe os jogos do tricolor paulista;
  • Arena Castelão – Fortaleza: inaugurado em 1973 e com estimativa de capacidade de 63.903 pessoas, ela é a casa de algumas das partidas mais emocionantes do estadual cearense (como é o caso do clássico-rei que envolve os times do Ceará e do Fortaleza);
  • Arena Corinthians – São Paulo: com abertura oficial em 2014 e capacidade para 49.205 pessoas, ela é mantida pelo Sport Club Corinthians Paulista e funciona como palco para algumas das grandes partidas do Timão.

Quais são os melhores tours de futebol?

Dependendo da duração da sua viagem é possível planejar um tour personalizado para aproveitar os melhores programas de futebol em cada local. Para ajudá-lo, reunimos algumas dicas de como se organizar. Veja logo abaixo.

Tour para poucos dias

Se você permanecerá por poucos dias no seu destino, pois a prioridade é acompanhar os jogos do seu time, você pode aproveitar para conhecer o estádio do adversário e conferir os acervos que ele tem e contam a trajetória do clube. Lembre-se que a rivalidade fica só em campo, hein?!

Os estádios da Vila Belmiro (Santos), do Morumbi (São Paulo) e da Arena Corinthians (Corinthians), por exemplo, contam com museus e memoriais que valem a pena serem prestigiados e que se encaixam tranquilamente em uma viagem bate e volta.

Tour para uma semana

Vai assistir à partida do seu clube em outro país (na Libertadores, por exemplo) e aproveitar para ficar uma semana inteira no destino? Então, não deixe de incluir no seu tour uma visita aos principais estádios da região. Na Argentina, há o La Bombonera, enquanto no Uruguai há o Centenário. Já no Peru há o Monumental U.

Além disso, pesquise com antecedência sobre eventos promovidos por agremiações locais, museus temáticos, exposições dos principais times, bares e clubes esportivos nos quais seja possível acompanhar jogos e, é claro, fazer amizade com os nativos.

Tour para um mês

Por outro lado, se a sua viagem será nas suas férias do trabalho e terá duração de um mês para acompanhar um evento específico (como a Copa do Mundo ou os Jogos Olímpicos), é possível montar um roteiro bem diversificado e que não seja cansativo. Você pode, por exemplo:

  • passar pelas arenas onde ocorrem as festas para visitantes (as fan fests);
  • conferir de perto os complexos esportivos recém-inaugurados;
  • ir aos estádios das rodadas decisivas;
  • visitar os parques olímpicos;
  • acompanhar entrevistas e coletivas de atletas;
  • participar do treinamento aberto das seleções.

Quando fazer turismo de futebol fora do país?

Agora que já falamos sobre como está o turismo de futebol, quais são os melhores tours para os amantes do esporte e, inclusive, quais são os principais estádios para você conhecer, está na hora de falar quando viajar para fora do país para assistir os jogos da seleção brasileira, do seu clube local ou dos times estrangeiros que você sempre segue.

Afinal, não faltam partidas de deixar qualquer torcedor aflito, com o grito preso na garganta e pronto para celebrar como se não houvesse amanhã a cada gol feito. Por isso, veja as competições que ocorrem (parcial ou totalmente) no exterior e, sem dúvidas, merecem a sua presença.

Copa do Mundo

A primeira delas, como não poderia deixar de ser, é a Copa do Mundo que é realizada pela FIFA — e isso não é à toa. É só lembrar que ela se trata do campeonato mais importante do futebol, pois reúne diversas seleções de países tanto do Ocidente quanto do Oriente para disputarem o título de melhor do mundo.

Os jogos oficiais são realizados de quatro em quatro anos e o Brasil segue firme e forte atrás do hexa. Em 2022, o torneio volta à Ásia depois de duas décadas — já que em 2002, ela aconteceu simultaneamente no Japão e na Coréia do Sul. Dessa vez, a nação que sediará os jogos será o Catar.

Jogos Olímpicos

Fora a Copa do Mundo, você ainda tem outra competição ao nível mundial para acompanhar: os Jogos Olímpicos. Realizado de quatro em quatro anos em um país diferente, o evento conta com atletas de vários cantos do mundo e mais de 40 modalidades esportivas, entre elas o basquete, a natação, o vôlei e, é claro, o futebol.

Em 2016, por exemplo, a edição ocorreu no Brasil e o nosso país assumiu o primeiro lugar do pódio, vencendo ninguém mais, ninguém menos do que a imbatível Alemanha que dois anos antes nos tirou da competição da Copa do Mundo. Vale ressaltar que em 2020 os Jogos Olímpicos acontecem no Japão. Portanto, que tal embarcar rumo ao Oriente e torcer pela nossa seleção?

Copa Libertadores da América

Já para quem quer viajar pela América do Sul, saiba que há uma desculpa perfeita: a Copa Libertadores da América. Isso porque ela reúne os times locais de vários países do sul do continente em uma competição anual para definir o melhor o clube da região.

Isso significa que dá para acompanhar o seu time do coração e ainda conhecer diversas nações vizinhas, especialmente porque boa parte delas sequer exigem passaporte para a entrada de turistas brasileiros.

Basta lembrar que a Argentina, o Paraguai, o Uruguai e a Venezuela, por exemplo, fazem parte do Mercosul com o Brasil e a facilidade de atravessar fronteiras é uma das vantagens desse bloco comercial.

Champions League

Saindo da América para a Europa, há um dos mais tradicionais campeonatos de futebol: a Champions League (ou Liga dos Campeões, em português). É a disputa que reúne anualmente a elite dos grandes clubes europeus, como Barcelona, Real Madrid, Juventus, Ajax, Benfica, Bayern Munique entre outros.

Cada partida atrai milhares de torcedores que torcem e vibram com os principais e mais importantes jogadores ao nível mundial, como Lionel Messi, Neymar, Cristiano Ronaldo, Luka Modrić e Kylian Mbappe. Como diria Galvão Bueno: haja coração para ver para tanto jogo espetacular!

Premier League

A Premier League é outro campeonato bastante conhecido e importante. Realizado anualmente na Inglaterra — terra na qual nasceu o futebol —, ele reúne os principais clubes do Reino Unido, como o Liverpool, o Manchester United, o Chelsea e o Arsenal — times que, inclusive, também participam regularmente da Champions League.

É uma excelente oportunidade para ver algumas das disputas mais clássicas do futebol e ainda aproveitar para conhecer todas as maravilhas da terra da rainha que, cá entre nós, não são poucas!

Amistosos da seleção

Por fim, mas não menos importante, há os amistosos da seleção. Embora esses jogos não valham pontos ou títulos e ocorram principalmente como preparação para a Copa do Mundo, eles sempre são uma ótima oportunidade para ver o Brasil entrar em campo e, de quebra, viajar para diferentes destinos.

Por isso, vale a pena acompanhar o calendário da CBF e para se organizar e não perder nenhuma partida que é marcada com um bom tempo de antecedência.

Como conseguir passagens mais baratas?

Para encerrar este nosso post, não podemos deixar de falar sobre como conseguir passagens aéreas mais baratas, não é mesmo? Afinal de contas, quando se quer fazer turismo de futebol é importante conseguir trechos em conta para acompanhar os time que você deseja durante o máximo possível de partidas e o melhor: sem estourar o orçamento! Por isso, fique atento às nossas dicas para economizar mais a partir de hoje.

Faça um planejamento para comprar as passagens com antecedência

Para começar, é fundamental fazer um planejamento detalhado das partidas dos clubes que você assistirá pessoalmente. Isso porque, além dos estaduais e do Brasileirão, há outras competições nacionais e inclusive internacionais das quais eles vão (ou podem) participar, como a Copa do Brasil, a Copa Verde, a Copa do Nordeste e Copa Libertadores da América.

Tomando como exemplo apenas a série A do Campeonato Brasileiro, são 38 jogos para cada time em um período de sete meses. É óbvio que, como torcedor, o seu desejo é estar presente em todos, não é verdade?

No entanto, metade das partidas ocorre fora de casa, seja em estados vizinhos, seja em estados do outro lado do país. Além disso, há o trabalho e os compromissos da rotina que podem dificultar viagens longas e ainda por cima tão frequentes.

Logo, é necessário definir aqueles confrontos que, de fato, são mais importantes e que você não pode perder. A partir daí, é possível montar um cronograma bimestral ou trimestral de viagens e começar a pesquisar com antecedência por passagens.

Isso se torna ainda mais importante quando você não vai sozinho, mas sim com amigos. O motivo é até bem óbvio: todos terão que conciliar as agendas. Logo, quanto antes começarem a fazer isso, menos contratempos vão surgir.

Defina o período de cada viagem, mas seja flexível quanto à ida e a volta

Com o seu cronograma bem detalhado é hora de definir o período em que você embarca para cada destino. Aqui é preciso ter em mente que mesmo que a sua viagem seja bate e volta, apenas para assistir ao jogo e nada mais, é crucial ser flexível quantos aos dias e aos horários para ir e voltar dos mais diferentes locais.

Por exemplo, se você mora em Curitiba e o clube disputará uma partida no Rio de Janeiro no sábado à tarde, você deve pesquisar por voos que saem da sua cidade na sexta à noite e até mesmo no dia da partida — caso o trecho aéreo seja pela manhã e direto (o que dá, em média, 1h30min de duração).

Já para o retorno, por sua vez, dá para pesquisar por passagens no sábado à noite, no domingo. Assim, a sua rotina não é afetada e você não precisa faltar no emprego.

Fique atento aos feirões de fim de semana

Uma terceira dica bastante útil é estar sempre de olho nos feirões de passagens que as companhias aéreas promovem nos finais de semana. Isso porque se tornou comum elas lançarem tarifas promocionais exclusivas nesses períodos, especialmente quando se trata de trechos regionais (voos entre estados do Sul, do Nordeste, do Sudeste etc.).

Ou seja, dá para adquirir os trechos que você ainda não comprou por um preço inferior ao que costuma ser cobrado e, assim, não perder a chance de seguir os passos do seu time nas partidas decisivas que ele vai enfrentar!

Opte por uma bagagem de mão em vez de uma bagagem despachada

Ao viajar para outras cidades é natural que você queira levar uma mala com as suas coisas (como roupas, calçados, manto do time, equipamentos fotográficos etc.). Porém, tenha em mente que as companhias aéreas nacionais cobram um valor a mais por bagagem despachada — e isso ocorre tanto na ida quanto na volta.

Se você parar por um momento e fizer uma conta rápida, verá que esse gasto extra pode pesar (e muito) no seu bolso ao longo de um ano. Portanto, não vale a pena tê-lo toda vez que você for acompanhar um jogo do seu clube, ainda mais se as suas viagens são curtas e duram menos de três dias.

Por isso, opte por levar apenas uma mala de mão que, além de ser compacta e fácil de carregar caso seja preciso andar com ela, não tem nenhum custo adicional.

Considere utilizar uma rota alternativa para chegar ao seu destino

Uma quinta dica para economizar na compra de passagens é considerar uma rota alternativa para chegar ao seu destino. Isso porque, dependendo da data e do local para o qual você quer embarcar, pode acontecer de não haver voos com preços muito vantajosos. Essa é uma possibilidade que não deve ser descartada!

Por exemplo, suponha que você quer ir de Belo Horizonte para São Paulo, mas não encontrou nenhuma oferta que valesse a pena. Nesse caso, você estende a sua procura por trechos para cidades vizinhas (como o é caso de Campinas que fica menos de 100 km da capital paulista) até achar uma mais em conta.

Aproveite períodos de baixa estação

Ao fazer o seu planejamento de viagens, especialmente aquelas do segundo semestre, procure aproveitar os meses de janeiro a abril. Isso porque eles marcam a baixa estação no Brasil e costumam contar com uma grande oferta de promoções e descontos para voos durante todo o ano. Portanto, já dá para adquirir uma boa parte das passagens que você precisa ainda nessa época.

Procure pelas companhias low costs para viagens internacionais

Caso o time que você quer assistir participe da Libertadores, da Premier ou da Champions, não pense duas vezes: procure pelas companhias aéreas low costs que operam na América do Sul, na Europa e no Reino Unido.

Isso porque mesmo que os voos delas não tenham regalias e, em alguns casos, até cobrem por bagagem de mão e marcação de assento, o preço das passagens é mais em conta e bastante atraente se comparado ao praticado por empresas mais tradicionais e conhecidas do ramo.

Por esse motivo, vale a pena se informar sobre as tarifas que essas companhias oferecem, os países em que operam, as formas de pagamento e as comodidades que cada uma oferece. Quanto antes você se familiarizar com elas, melhor será!

Faça da pesquisa e da comparação de preços algo rotineiro

Por fim, mas não menos importante, entenda que é preciso criar o hábito de pesquisar e comparar preços de passagens se você quer fazer do turismo de futebol uma realidade na sua vida. Afinal, não é sempre que você encontrará boas promoções logo de cara.

Ou seja, é importante reservar um tempo para analisar todas as ofertas com calma, conferir quais delas cabem no seu orçamento e comparar as particularidades de cada voo — isto é, se ele é direto, com escala ou com conexão. Lembre-se sempre que perseverança é chave do sucesso (dentro e fora dos campos)!

Fora isso, não deixe de apostar em passagens inteligentes para economizar. A MaxMilhas, por exemplo, é uma plataforma na qual te mostra as melhores ofertas sempre – e ainda conta com ótimas promoções! Assim, você consegue uma boa economia nas suas viagens.

Como você viu, o turismo de futebol é a oportunidade de unir o útil ao agradável. Você confere de perto disputas entre grandes clubes e, em especial, conhece novos lugares do Brasil e do mundo. Por isso, vale a pena se planejar para adquirir passagens com um bom preço e organizar tours pelo seu destino que permitam ter uma imersão nesse esporte que é, sem dúvidas, a sua grande paixão.

Curtiu o post? Então, compartilhe-o com seus amigos. Quem sabe assim vocês não planejam uma viagem juntos para torcerem lado a lado, não é mesmo?

Fonte oficial: Blog MaxMilhas.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.

Últimas notícias

Fiscais do MTur visitaram o principal destino da Costa do Descobrimento

Por Geraldo Gurgel

A cidade de Porto Seguro, na Bahia, recebeu nos dias 15 e 16 de maio os fiscais do Ministério do Turismo. Após as visitas na região, o trabalho de fiscalização visando a formalização dos profissionais do setor do turismo no Cadastur resultou em 82 notificações. Além da visita, os representantes do ministério realizaram um encontro, na quarta-feira (14), com gestores e empreendedores da região para falar sobre a importância da formalização dos serviços prestados aos turistas.

“Formalizar o serviço no Cadastur significa que o atendimento ao turista é legal e o visitante está contratando um serviço ou profissional que atua com o aval do Ministério do Turismo. É mais uma medida de segurança para o visitante”, disse Daniela Saraiva, coordenadora de Fiscalização do MTur.

Ela também destacou que o cadastro no Cadastur gera uma série de benefícios para os prestadores de serviços, como acesso aos financiamentos do Fungetur e Prodetur. Quanto maior o número de empreendimentos e prestadores de serviços cadastrados, mais o município se destaca na oferta turística e se beneficia das políticas públicas e ações do Programa de Regionalização do Turismo (PRT), que tem como base de atuação o Mapa do Turismo Brasileiro e a categorização dos destinos.

Em Porto Seguro, destino da categoria “A” e indutor do turismo da Bahia, 62 meios de hospedagem, 14 agências de turismo e seis transportadoras turísticas foram notificadas para que se regularizem no Cadastur. Também foram emitidas 225 notificações prévias, incluindo Trancoso e Caraíva. O Ministério do Turismo faz o cruzamento da base de dados do IBGE com os estabelecimentos registrados no Cadastur para fazer a notificação dos serviços que estão atuando de maneira informal.

Entre os prestadores de serviços turísticos, sete são de cadastro obrigatório no Cadastur: meios de hospedagem, agências de turismo, guias de turismo, transportadoras turísticas, acampamentos turísticos, parques temáticos e empresas organizadoras de eventos.

Fonte oficial: Ministério do Turismo

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.

Últimas notícias

Inaugurada em 20 de maio de 1989 e instalada em 1º de janeiro de 1990, Palmas está cravada na exuberante paisagem do Cerrado

Por Geraldo Gurgel

Planejada, Palmas também é conhecida como a Capital das Oportunidades. Crédito: Flávio André/MTur

Mais jovem capital brasileira, Palmas completa 30 anos nesta segunda-feira (20). A cidade planejada é dotada de amplas avenidas ajardinadas e divisão urbanística caracterizada por grandes quadras comerciais e residenciais. A beleza cênica de Palmas conta com parques urbanos, praças e áreas verdes, além das praias e ilhas do Lago de Palmas, formado por uma hidrelétrica que barra o rio Tocantins. Entre as cinco praias, a Graciosa é a mais frequentada com opções de lazer e passeios pelo lago, incluindo a Ilha do Canela e esportes aquáticos. O local também oferece atrações noturnas e é ponto de observação do pôr do sol na ponte de 8 km que cruza o lago.

A praça dos Girassóis, na região central da capital tocantinense, é uma das maiores do mundo com 571 mil metros quadrados. Ela abriga as sedes dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário do Tocantins. No entorno do Palácio Araguaia (sede do poder executivo) ficam diversos monumentos e obras de arte que homenageiam o povo e a história do Tocantins, como o Monumento de Súplica dos Pioneiros, o Relógio do Sol, o Monumento aos Dezoito do Forte, o Monumento à Bíblia, o Museu Memorial Coluna Prestes, o Cruzeiro (onde foi celebrada a primeira missa), o Centro Geodésico do Brasil (Rosa dos Ventos), o Mapa do Tocantins, a Cascata e a Fonte Luminosa.

Entre os parques de Palmas, o Cesamar é a principal área verde com opções de lazer, esportes, lago e reserva biológica em meio à mata típica do cerrado. Já o Parque dos Povos Indígenas é um legado da 1ª edição dos Jogos Mundiais Indígenas, realizado na cidade em 2015, e conta com diversos equipamentos esportivos e culturais. O local abriga grandes eventos geradores de fluxo turístico, como o Arraiá da Capital e a festa gospel Palmas Capital da Fé. Em uma das rotatórias de Palmas fica o Relógio das Flores, próximo ao Orquidário. As feiras cobertas são a cara da cultura popular da cidade. A Feira da 304 Sul é a mais antiga e tradicional, com amplo espaço de alimentação e um dos locais mais procurados pelos visitantes.

O Espaço Cultural de Palmas concentra vários atrativos, onde o visitante poderá conferir o Núcleo Integrado de Cultura e Arte, a Grande Praça, o Theatro Fernanda Montenegro, o Cine Cultura, a Biblioteca Jaime Câmara e a Galeria Municipal de Artes. Tudo isso fica abrigado em uma grande cobertura metálica de aproximadamente 6.000 m². O Centro de Convenções de Palmas também recebe eventos turísticos e culturais, além de feiras, exposições e congressos.

Taquaruçu – A área rural a 32 km de Palmas reúne atrativos naturais, como cachoeiras e corredeiras; gastronômicos, com restaurantes que priorizam ingredientes da cozinha regional; artesanato típico do cerrado, como o capim dourado e indígena; além de esportes radicais, com rampa de parapente na Serra de Lajeado, tirolesa e rapel. O distrito é também um refúgio para quem quer curtir o clima serrano em Palmas. No mês de setembro, os visitantes participam do Festival Gastronômico de Taquaruçu, evento recheado de comida, música e arte popular.

Fonte oficial: Ministério do Turismo

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.

A Feira Internacional de Artesanato, Feiarte, será aberta nesta sexta-feira (17/5) no Expo Barigui. Uma das atrações é o estande do Instituto Municipal de Turismo, que em 72m2 vai apresentar produtos de artesãos e artistas das lojas #CuritibaSuaLinda, do Empório Metropolitano e das Feiras de Artesanato da cidade. Quem visitar o estande vai encontrar ótimas opções de compras, com diversos estilos e bom preço.

Segundo a presidente do Instituto Municipal de Turismo, Tatiana Turra, é importante promover e divulgar programas ligados à administração municipal no evento. “A Feiarte é uma ótima vitrine para os nossos artesãos, a nossa participação é uma forma de fortalecer a imagem de Curitiba como referência no artesanato do país”, complementa. 

Produtos feitos pela artesãs do Comunidade Escola também vão estar na feira. O Comunidade Escola é o programa da Prefeitura que abre escolas aos sábados para cursos e atividades de lazer.

Expositores

Considerada uma das principais feiras do setor na região sul do país, a Feiarte deste ano vai contar com mais de 180 expositores vindos de 15 países – Índia, Marrocos, Japão, Rússia, Tailândia, Uruguai, África do Sul, Senegal, Argentina, Colômbia, Himalaia, Nepal, Cabo Verde, Turquia e República Tcheca – e diversos estados brasileiros.

Quem quiser aprender técnicas de artesanato vai poder participar das mais de dez oficinas que serão ministradas. Um dos destaques acontece no sábado (25/5), às 15h: uma oficina especial com o Projeto Polvo Solidário. O kit com o material para produção do bichinho custa R$ 40 e as inscrições para a oficina podem ser feitas pelo site www.sympla.com.br, até 24 de maio. As demais oficinas são gratuitas e a inscrição é realizada na hora no próprio evento.       

A feira vai oferecer ainda um Espaço Kids e mais de 15 opções de comidas típicas.

 

Serviço: Feiarte

Local: Expo Barigui – Parque Barigui

Data: de 17 a 26 de maio

Visitação: de segunda a sábado, das 14h às 22h. Domingo, das 14h às 21h

Ingressos: R$12 (inteira) e R$ 6 (meia)



Fonte: Prefeitura de Curitiba

Fonte oficial: Curitiba Turismo

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.

Que tal conhecer o Mineirão? O estádio é repleto de muita história e características marcantes, o que garante sua grandeza ímpar. Acompanhe a leitura para saber mais!

O estado de Minas Gerais é sem dúvida uma região cheia de charme e pessoas receptivas. A gastronomia e os pontos turísticos são outras questões de atração. Entre os destaques, está o estádio do Mineirão, que vale a pena você conhecer bem de perto. Afinal, a arena é o palco de grandes espetáculos esportivos da capital BH.

Para ajudar você a conhecer melhor o Mineirão, a gente preparou este post. Aqui você acompanha um pouco sobre a fundação, localização e singularidades sobre o estádio mineiro. Vamos começar?

Qual a história do estádio Mineirão?

O Estádio Governador Magalhães Pinto, conhecido por Mineirão, começou a ser construído em 1959. Apesar de algumas interrupções das obras, em 1963 a edificação prosseguiu e teve até a visita do Pelé ao estádio!

Em 5 de setembro de 1965, o estádio recebeu a sua primeira partida de futebol. O amistoso entre a Seleção Mineira e o River Plate da Argentina terminou em 1 a 0 para o time de Minas Gerais. O primeiro gol da história do Mineirão foi marcado pelo atacante Buglê, que defendia o Atlético Mineiro.

Desde então, o Gigante da Pampulha viu grandes jogos e eventos acontecerem em seu gramado. Logo nos primeiros anos, o Cruzeiro derrotou o Santos de Pelé por 6 a 2, algo praticamente inacreditável para a época. O Galo, por sua vez, também fez um feito incrível: venceu a Seleção Brasileira, que seria tricampeã em 1970, por 2 a 1 em 1969. Depois dessa derrota, o Brasil nunca mais jogou contra clubes.

Se falarmos de títulos, a história do Mineirão é ainda mais rica. O estádio foi palco da conquista de três Libertadores: duas do Cruzeiro (em 1976 e em 1997) e uma do Atlético Mineiro (em 2013). Outras duas finais aconteceram no estádio, mas o título não ficou em Minas Gerais. Voltando às conquistas, foram cinco títulos brasileiros de times que jogavam no estádio. O Cruzeiro venceu em 1966 (quando o torneio se chamava Taça Brasil), em 2003, 2013 e 2014. O Galo garantiu seu título nacional em 1971, na primeira vez que o torneio chamava Campeonato Brasileiro.

Pela Seleção Brasileira, o estádio ficou marcado por um placar adverso. O famoso 7 a 1 da Alemanha aconteceu no Mineirão, encerrando a corrida do time canarinho em busca do hexa em 2014.

Para a Copa do Mundo e dos Jogos Olímpicos no Brasil, o estádio passou por uma modernização. O espaço foi transformado em uma Arena Multiuso, de acordo com o padrão internacional. Atualmente, o Mineirão, palco de grandes espetáculos esportivos, é o quinto maior estádio do país.

Quais as características do estádio?

O Mineirão fica na Avenida Antônio Abrahão Caram, 1001, no bairro de São José, em Belo Horizonte. Tem capacidade para comportar 62 mil pessoas, divididas em arquibancadas superiores e inferiores. Os setores, separados por cores, facilitam a localização dos torcedores.

Na entrada há seis portões de acesso, para comodidade da plateia. Quanto a administração do estádio, a responsabilidade é da Minas Arena. A empresa é uma parceria de setor público-privado com o Governo do estado Mineiro.

A questão da segurança é outro ponto positivo, com mais de 300 câmeras espalhadas pelo estádio. Todas com a função de monitorar qualquer problema que possa acontecer no local.

Ao pensar também no bem-estar do público, há um posto médico no estádio durante as partidas. O alojamento é todo preparado para atender às situações de emergências que possam ocorrer.

Quais os bares e restaurantes próximos ao estádio?

Abaixo, listamos alguns estabelecimentos para aproveitar a boa culinária mineira. Você poderá, inclusive, tomar um chopp gelado com os amigos após assistir ao jogo no Mineirão. Veja!

Chopp da Fábrica

Com uma linda vista do lago da Pampulha, o famoso bar é o ponto de encontro da galera mineira. O mais bacana fica por conta da diversidade de pratos e bom atendimento. Até as crianças tem um espaço separado para brincar.

Farroupilha Grill

Ótimo restaurante, com delicioso rodízio de carnes e bebidas. Para acompanhar os cortes, os clientes ainda contam com um buffet de pratos frios e quentes. Vale a pena dar uma passada no local quanto estiver por BH.

Mineiríssimo Grill

O restaurante é ideal para fazer uma refeição completa. O cardápio é variado, com pratos quentes, saladas, carnes e sobremesas. Tudo por um preço justo e em um ambiente agradável. A garotada pode se divertir no espaço dos brinquedos, enquanto os pais saboreiam a comida.

Quais as principais curiosidades sobre o Mineirão?

Além da história fascinante, o Mineirão tem muitas curiosidades. Destacamos a seguir, algumas delas:

  • o estádio é também conhecido como o “Gigante da Pampulha”;
  • no jogo de estreia, a bola e o juiz chegaram de helicóptero;
  • cerca de 400 presidiários do regime semiaberto de Belo Horizonte trabalharam na reforma do Mineirão;
  • o estádio foi palco de inúmeros shows e festivais musicais de grande importância cultural;
  • Michael Schumacher participou de uma partida de futebol beneficente no gramado mineiro;
  • mais de 7 mil operários trabalharam na construção do Mineirão;
  • por jogo são vendidos mais de 3 mil litros de refrigerantes e 2 toneladas e meia de feijão-tropeiro.​

Quais atividades podem ser feitas ao redor do estádio?

Ao entorno do Mineirão, o turista tem a oportunidade de conhecer outros pontos turísticos da linda Belo Horizonte. Visitar esses lugares certamente trará grande enriquecimento cultural.

Conhecer o Museu Brasileiro do Futebol

museu é ideal para aprender sobre a história do futebol mineiro, nacional e internacional. Ele fica localizado dentro do Mineirão e tem um acervo de camisas de clubes famosos, taças e outras relíquias.

Os guias são muito atenciosos ao passarem as informações para os turistas. No tour, você ainda conhece dependências de dentro do estádio, como os vestiários.

Visitar a Casa Kubitschek

A residência era usada por JK para passar o verão em Belo Horizonte. Hoje em dia é um museu que preserva o mobiliário da época e itens pessoais do ex-presidente. Vale a pena visitar e ficar por dentro da história de um ícone da política brasileira.

Passear pela Praça da Pampulha

Bom lugar para passear e fazer lindas fotos da vista maravilhosa. A praça também recebe vários eventos culturais, esportivos e shows. É o local onde acontece a queima de fogos na virada do ano novo.

Onde se hospedar em BH para assistir os jogos no Mineirão?

Existem muitas possibilidades de hospedagem na capital mineira. O que é interessante levar em consideração é a qualidade e o serviço do hotel ou pousada e sua localização. As nossas principais dicas são:

  • Hotel BH Inn Palmares, que fica bem próximo a diversas facilidades e, principalmente, ao Mineirão;
  • Hotel Stop Inn Plus Pampulha, situado a 500 metros do estádio;
  • Quality Hotel Pampulha, que fica a cerca de 1,4 km de distância;
  • Pousada Tropical Pampulha, que oferece um atendimento mais personalizado;
  • Universidade Pampulha Hostel, para quem quer um ambiente mais descontraído, mas ainda próximo ao estádio.

Como pôde ver, ao conhecer o Mineirão, muitas experiências poderão ser adquiridas. Afinal, viajar para Minas Gerais é sempre uma vivência única e inesquecível.

Agora que você acompanhou um pouco mais sobre a história do Mineirão, assine nossa newsletter e fique por dentro de novidades e assuntos sobre viagem. Até a próxima!

Fonte oficial: Blog MaxMilhas.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.

INTERNACIONAL

Durante 64ª reunião, Brasil foi eleito para representar o Comitê de Turismo e Competitividade da OMT, juntamente com Bahamas

Por Cecília Melo

Aprimorar a conectividade aérea por meio de um mercado mais competitivo. Este foi o ponto mais abordado pelos representantes das delegações membros da Comissão Regional das Nações Unidas para as Américas, da Organização Mundial do Turismo (OMT) em sua 64ª reunião, realizada na Guatemala entre 15 e 16 de maio.

A cooperação entre os países para o desenvolvimento do turismo também esteve no centro das discussões. Durante a ocasião, o Brasil foi eleito para representar o Comitê de Turismo e Competitividade da OMT, juntamente com Bahamas. Segundo o secretário-geral da OMT, Zurab Pololikashvili, o objetivo do encontro é melhorar os serviços, a estadia dos turistas, e mais importante, gerar novos empregos. “A melhor maneira de crescer rapidamente e com novos empregos é por meio do turismo”, disse Pololikashvili.

Representando o Brasil, o secretário-executivo do Ministério do Turismo, Daniel Nepomuceno, ressaltou que o turismo no país agora está no centro da agenda econômica, consolidando-se como indutor na geração de emprego e renda. O secretário afirmou ainda que a integração na conectividade aérea, marítima e fluvial, bem como a abertura ao capital estrangeiro às companhias aéreas estão entre as pautas prioritárias da nova gestão do ministério. “Dentre as metas do novo Plano Nacional do Turismo estão a geração de 2 milhões de empregos, a inclusão de 40 milhões de brasileiros no mercado doméstico de viagens e a promoção de um salto de 6,6 milhões para 12 milhões de turistas internacionais”, complementou Nepomuceno.

A programação da reunião foi organizada pela OMT, juntamente com o Instituto Guatemalteco de Turismo (Inguat), e incluiu também um seminário internacional sobre gestão de destinos. O debate esteve focado no gerenciamento de destinos a níveis nacional e local e no desenvolvimento de destinos inteligentes, por meio do intercâmbio de ideias e boas práticas na gestão turística. A formulação e implementação de políticas de turismo pelos tomadores de decisão e atores públicos da região das Américas também foi outro tema abordado.

PRÓXIMOS PASSOS – Durante o encontro, ficou definido pela Comissão Regional das Nações Unidas para as Américas da OMT que o destino do próximo Dia do Turismo, em 2020, será na América do Sul, no intuito de demonstrar o espírito de cooperação sobretudo entre os países do Mercosul. Foz do Iguaçu esteve entre as cidades citadas como candidata a sediar ações da data.

Além disso, a Comissão também definiu que a Jamaica será o país sede da 65ª reunião, ainda sem data estabelecida. Na ocasião, a delegação do Peru se dispôs a sediar um evento sobre Turismo Gastronômico na Região das Américas e a Colômbia estuda realizar uma conferência internacional com os ministros de Turismo e de Transporte dos países membros para debater a conectividade nas rotas turísticas do mundo.

Edição: Vanessa Sampaio

Fonte oficial: Ministério do Turismo

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.

EVENTO

Evento realizado no Tribunal de Contas do Estado contou com a presença do chefe de gabinete do MTur, Hercy Ayres

Por Geraldo Gurgel

Hercy Ayres durante sua apresentação no seminário no TCE. Crédito: Pedro Motta Lima

O chefe de gabinete do Ministério do Turismo, Hercy Ayres Rodrigues Filho, participou nesta sexta-feira (17) do 1º Seminário de Articulação Institucional do Turismo Fluminense. No evento, promovido pelo Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE-RJ) e pela Secretaria de Turismo do estado, ele apresentou programas e projetos da pasta voltados para o desenvolvimento e integração da atividade turística em parceria com estados e municípios.

Ayres destacou as ações legislativas da atual gestão do MTur para fomentar o turismo interno e ampliar o fluxo de estrangeiros no Brasil. Entre elas, a abertura total do mercado aéreo brasileiro para companhias externas e a liberação de vistos para turistas de países estratégicos como Estados Unidos, Canadá, Austrália e Japão, que passa a valer a partir de 17 de junho. A cessão de áreas de interesse turístico pela União e a política nacional de gestão turística dos patrimônios naturais e históricos também são medidas para atrair mais visitantes e investimentos para o setor.

“Temos programas e projetos, em parceria com estados e municípios, que promovem o turismo de forma descentralizada e fortalecem os destinos, onde o turismo acontece na prática”, disse Hercy. Ele ressaltou que o Programa de Regionalização do Turismo (PRT) tem sido a forma integrada de estruturar a atividade turística e de promover o desenvolvimento regional por meio do setor de viagens.

O EVENTO – O seminário discutiu os “Estudos Socioeconômicos dos Municípios do Estado do Rio de Janeiro 2018”. O foco da pesquisa foi o diagnóstico do turismo fluminense com base no Plano Nacional de Turismo, instrumento que estabelece as diretrizes e estratégias para a implementação da política nacional do setor. O TCE-RJ aplicou um questionário nos 91 municípios sob sua jurisdição. Desse total, 56 responderam aos questionamentos, o equivalente a 61,54%.

Entre os resultados mais expressivos da pesquisa, apenas Niterói tem regulamentação para a atuação de agências de turismo na cidade. Destinos importantes como Angra dos Reis, Cabo Frio, Rio das Ostras e Vassouras não têm inventário nem Plano Municipal de Turismo. Apenas 14 cidades contam com financiamento externo para o setor e somente 22 têm algum curso profissionalizante na área de turismo.

Entre as ações de cooperação técnica, de qualificação profissional e de integração regional para o desenvolvimento sustentável do turismo fluminense, o TCE-RJ e a Secretaria de Turismo do Rio vão promover a capacitação dos gestores municipais.

“Eles vão elaborar os inventários da oferta turística dos destinos e planos municipais de turismo para o desenvolvimento da atividade de forma ordenada, levando em consideração as regiões turísticas, de acordo com o Plano Diretor de Turismo do Estado do Rio de Janeiro”, explicou Márcio Jandre, secretário de Planejamento do TCE-RJ.

“Nosso maior objetivo é consolidar o turismo como um dos principais setores econômicos do Rio, buscando a geração de renda, o desenvolvimento regional e o incremento na captação de recursos”, acrescentou Otávio Leite, secretário estadual de Turismo.

Edição: Vagner Vargas

Fonte oficial: Ministério do Turismo

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.

DIA NACIONAL

MTur incentiva adesão de empresas que se declaram parceiras no combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes em espaços e eventos da indústria turística

Por Cecília Melo

Foto: Roberto Castro/MTur

Neste sábado, 18 de maio, cidades de todo o Brasil realizam ações pelo Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. O Ministério do Turismo, empenhado em sensibilizar a indústria de Viagens do país a respeito da importância da luta contra este tipo de crime, convida governos, trabalhadores e empresários do setor a aderir ao Código de Conduta Contra a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes no Turismo.

O documento, elaborado em parceria com o Ministério dos Direitos Humanos (MDH), tem o objetivo de orientar e regular a conduta ética de empresas e prestadores de serviços turísticos, seus funcionários e colaboradores, para que, no desempenho de suas atividades, adotem ações de enfrentamento à exploração de crianças e adolescentes. Para aderir ao código, a empresa ou prestador de serviços turísticos deve preencher o Termo de Adesão e encaminhá-lo por e-mail ao Ministério do Turismo, além de estar com o cadastro regular no Cadastur e cumprir os 12 compromissos estabelecidos no código.

O foco da ação, segundo o ministro do Turismo Marcelo Álvaro Antônio, é impedir que crianças e adolescentes sejam vítimas desse tipo de abuso em espaços e eventos do mercado de Viagens no Brasil. “Não podemos permitir que esse tipo de prática criminosa aconteça. É uma bandeira prioritária do Ministério do Turismo a proteção das nossas crianças e adolescentes. Turismo é desenvolvimento, emprego, renda. Não podemos deixar que a atividade facilite o crime. As campanhas de sensibilização são fundamentais em todas as épocas do ano, com reforço em datas específicas, quando precisamos estar ainda mais atentos”, ressalta o ministro.

Além do Código de Conduta, o MTur também criou o Manual do Multiplicador para disseminar informações sobre iniciativas de proteção de crianças e adolescentes que podem ser adotadas em todos os estados brasileiros. O objetivo é agregar cada vez mais “multiplicadores” – professores, gestores públicos, líderes comunitários, organizações não governamentais e demais profissionais do setor de turismo –, guardiães da causa, aptos a orientarem na prevenção do problema.

LEGISLAÇÃO – O Ministério do Turismo também desenvolve ações que mobilizem o setor a estarem de acordo com a legislação. A Política Nacional do Turismo (Lei nº 11.771/08) tornou obrigatória a divulgação de mensagem relativa à exploração sexual e tráfico de crianças e adolescentes pelos estabelecimentos comerciais, como hotéis, motéis, bares e restaurantes.

A Pasta elaborou um modelo de placa e display com o texto exigido na Lei – Exploração sexual e tráfico de crianças e adolescentes são crimes: Denuncie Já! – que pode ser replicado pelos empreendimentos turísticos em três idiomas (português, inglês e espanhol). O material sempre é acompanhado de orientações sobre onde deve ser afixado, conforme determina a lei.

DISQUE 100 – Disponibilizado 24 horas por dia, o serviço recebe as denúncias de exploração e encaminha às autoridades responsáveis, como o conselho tutelar e as polícias Civil e Militar do destino. As ligações são gratuitas e mantidas em sigilo. Em 2017, a cada 6 minutos foi registrada uma denúncia, um crescimento de 7,2% em relação ao ano anterior.

Segundo dados do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos divulgados nesta semana, mais de 76 mil denúncias de crimes cometidos contra crianças e adolescentes foram registradas em 2018.

HISTÓRICO DE AÇÕES NO TURISMO – Desde 2004, com a criação do programa Turismo Sustentável e Infância (TSI), o Ministério do Turismo realiza uma série de ações para sensibilizar cidadãos e trabalhadores do setor a respeito da importância de estar atento a este tipo de crime.

Entre as medidas estão a promoção do turismo sustentável, com a proteção da criança e do adolescente por meio de orientação da legislação relacionada ao tema; realização de seminários e palestras de sensibilização; apoio a emendas parlamentares que visem políticas públicas de combate ao crime; e divulgação da campanha “Respeitar, Proteger e Garantir”. Realizada em parceria com o Ministério dos Direitos Humanos (MDH), a campanha dá ênfase ao uso do Disque 100 como ferramenta para a realização de denúncias nos momentos em que o fluxo turístico aumenta no Brasil, como no Carnaval, Copa do Mundo e Olimpíada. No Carnaval deste ano, o slogan “Fique de olho, quem finge que não vê vira cúmplice” foi o mote da campanha.

Edição: Vanessa Sampaio

Fonte oficial: Ministério do Turismo

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.