PLEITO

Caso seja atendida, demanda vai gerar um investimento de R$ 15 milhões e criar mais de 600 novos empregos

Com informações do MDIC

Ministros se reuniram com representantes do segmento em Brasília. Foto: Gustavo Messina/MTur

O Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) recebeu, nesta quarta-feira (17), vinte e um pedidos de compras de equipamentos para a indústria de parques temáticos, aproveitando o enquadramento dos bens como ex-tarifários. Coordenados pelo ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, os representantes do setor argumentaram que não há produção de equipamentos similares na indústria nacional e o segmento depende da renovação constantes de atrações.

Pelo regime ex-tarifário, bens de capital, de informática e telecomunicação têm redução temporária da alíquota do Imposto de Importação para zero quando não há produção nacional equivalente. Os pleitos serão analisados pelo Grupo Executivo de Gestão da Câmara de Comércio Exterior (Gecex). Os pedidos protocolados no MDIC representam investimentos de cerca de R$ 15 milhões, na estimativa do presidente do Sistema Integrado de Parques e Atrações Turísticas (Sindepat), Alain Baldacci. “Estamos tratando de um setor que precisa renovar suas atrações constantemente e tem alta tecnologia embarcada”, comentou.

“É uma satisfação receber todas essas solicitações de investimento”, disse o ministro Marco Jorge ao receber cópia dos pedidos protocolados no MDIC, em Brasília. “O que for de competência do Ministério para estimular o setor turístico, nós estudaremos e avaliaremos. Temos toda disposição para continuar avançando e permitir investimentos e a geração de empregos no Brasil”, afirmou.

De acordo com Baldacci, a chegada dos novos equipamentos gerará mais de 600 novos empregos nos parques temáticos. “Os equipamentos dos parques são tratados como bens de consumo e isso encarece muito a compra de novas atrações”, explicou o ministro Lummertz. “Agora, com o enquadramento desses bens na categoria de ex-tarifário, os investimentos estão voltando. Temos muito o que comemorar”, disse. Na avaliação do ministro, o volume de pedidos e o montante projetado de investimentos mostra o otimismo e o vigor do setor.

Beneficiado pelo ex-tarifário, o setor de parques importou sete equipamentos num investimento total de R$ 42 milhões e uma geração de quatro mil empregos em 2018. Para construir uma solução definitiva, que permita ao setor fazer planejamentos de longo prazo, os ministérios do Turismo e da Indústria, Comércio Exterior e Serviços têm trabalhado junto ao Mercosul para mudar a nomenclatura dos equipamentos de bens de consumo para bens de capital.

Fonte oficial: Ministério do Turismo

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.

Venha saber onde ficar na capital do Amazonas para ter a melhor experiência na cidade!

Manaus é uma cidade cheia de atrações para vários tipos de turistas: natureza, lugares históricos e diversos entretenimentos estão por toda parte. Mas para aproveitar tudo isso, é importante decidir onde ficar na cidade.

No texto de hoje, vamos mostrar alguns bairros interessantes de acordo com o que você procura em sua visita e dar algumas opções de hotéis bastante procurados, além de falar de hospedagens alternativas que vão oferecer experiências únicas na cidade.

Continue sua leitura!

Centro

A região central de Manaus é uma das mais populares para quem procura onde ficar na cidade, por ser mais cômoda para quem quer fazer atividades turísticas clássicas. Lá, ficam os prédios históricos mais importantes da cidade e é de onde partem os passeios pelos rios Negro e Solimões.

A melhor dica para quem procura um lugar para ficar nessa parte da cidade é reservar uma hospedagem na região histórica, como os arredores da Praça São Sebastião, junto ao Teatro Amazonas. Hotéis tradicionais, como o Hotel Villa Amazônia, e de padrões mais econômicos, como o Go Inn Manaus, são boas opções de onde ficar.

Eles ficam em uma região mais segura, considerando que os centros de cidades costumam ficar menos movimentados à noite, e ficam bem localizados, permitindo que você faça passeios a pé durante o dia.

Adrianópolis

Essa é uma opção para quem gosta de ter diversas opções de restaurantes, bares e entretenimento por perto quando visita uma cidade. Adrianópolis é um dos bairros nobres de Manaus e é ótimo para quem escolhe onde ficar de acordo com a vida noturna e opções de lazer.

A maioria das hospedagens são de padrão médio e alto, e as unidades de grandes redes hoteleiras também estão no bairro. Algumas opções clássicas são  Quality Hotel Manaus e  Blue Tree Premium.

Se o bairro tem um ponto negativo, podemos dizer que é ser afastado do centro. Porém, é possível chegar a essa região da cidade via transporte público ou com táxis e outros serviços de motoristas particulares.

Ponta Negra

Quem quer ficar na beira do rio e ter uma vista privilegiada, Ponta Negra é o melhor lugar da cidade. A orla foi revitalizada em 2014, na época da Copa do Mundo, e agora é um dos pontos mais interessantes da cidade com quiosques, restaurantes e um anfiteatro onde acontecem diversas atividades culturais.

Os hotéis de mais alto padrão da cidade ficam nessa região, como o Tropical Manaus e o Wyndham Garden. Ainda que seja afastado do centro, é possível chegar a diversos pontos da cidade de táxi ou transporte público.

Hospedagens alternativas

Para quem ainda está decidindo onde ficar em Manaus, hospedagens alternativas, como lugares dentro da floresta são uma opção atrativa para conhecer melhor a vida de quem mora afastado da cidade. Também existem embarcações que servem como hospedagem, para quem quer viver a experiência única de passar alguns dias morando em um rio.

Agora que você já sabe onde ficar em Manaus, que tal comprar sua passagem por um preço mais em conta? Acesse o site da MaxMilhas e confira nossos descontos!

Comentários

Fonte oficial: Blog MaxMilhas.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.

ECOTURISMO

Estande do Ministério do Turismo na Adventure Sports Fair vai destacar cenários, experiências, produtos e serviços turísticos nas unidades de conservação

Durante a feira, visitantes poderão comprar produtos e serviços turísticos relacionados a parques como o dos Lençóis Maranhenses. Foto: Divulgação Embratur

Começa nesta sexta-feira (19) a 19ª edição da Adventure Sports Fair, principal evento latino-americano dedicado ao mercado do Turismo de Aventura e esportes ao ar livre, que deve reunir público de 30 mil pessoas até domingo (21) na capital paulista. O Ministério do Turismo participa da feira com estande de 180 m², no qual vai expor experiências e atividades disponíveis nos parques nacionais do Brasil.

O formato promocional reúne, além de representantes dos parques e governos estaduais, empresários da cadeia produtiva que vendem produtos e serviços turísticos relacionados às unidades de conservação. Visitantes interessados em comprar atividades, experiências ou passeios nos seguintes parques nacionais poderão conhecer as opções de perto: Aparados da Serra/Serra Geral (RS/SC); Iguaçu (PR); Tijuca e Serra dos Órgãos (RJ); Serra da Bocaina (RJ/SP); Itatiaia (MG/RJ); Serra do Cipó (MG); Caparaó (ES/MG); Chapada dos Veadeiros (GO); Chapada dos Guimarães (MT); Jericoacoara (CE); Lençóis Maranhenses (MA) e Anavilhanas (AM).

A Adventure Sports Fair vem se consolidando como ponto de encontro das pessoas que amam as atividades, destinos e atrações de aventura. Mais de 47% dos frequentadores da feira no ano passado declararam-se praticantes regulares do turismo de aventura e 80% afirmaram viajar pelo menos duas vezes ao ano com esse propósito. “Será uma oportunidade de apresentar ao público final da feira a ampla variedade do ecoturismo e turismo de natureza no Brasil. Quem passar pelo estande vai poder conhecer os parques, se informar sobre serviços turísticos disponíveis nessas áreas e até sair dali com ingressos, traslados e passeios comprados”, explica o ministro do Turismo, Vinicius Lummertz.

A programação da feira inclui, ainda, o 14º Fórum Interamericano de Turismo Sustentável (FITS) e o Adventure Congress, ambientes de discussão com a participação de representantes dos setores público, privado, academia, entidades ambientais e trade turístico.

Para Vanessa Mendonça, diretora de Marketing e Apoio à Comercialização do MTur, a presença da Pasta e parceiros do segmento é fundamental em um evento especializado que reúne marcas, profissionais do setor, destinos e o público consumidor dessa modalidade de turismo no Brasil. “Além de promover networking entre setores público e privado, o estande vai dar visibilidade à amplitude da oferta turística já disponível nesses parques”, ressalta. Além dos parques, também estarão presentes representantes da Floresta Nacional de Ipanema (SP), da Floresta Nacional de Brasília (DF), do Caminho de Cora Coralina (GO) e do Geoparque Araripe (CE).

De acordo com o Estudo de Competitividade em Turismo do Fórum Econômico Mundial, o Brasil é o número um do mundo em atrativos naturais entre 136 países analisados. Apesar dessa vantagem comparativa, as unidades de conservação do Brasil recebem 10,7 milhões de visitantes e os municípios do entorno faturam R$ 2 bilhões, enquanto os parques dos EUA recebem mais de 300 milhões de visitantes e faturam US$ 17 bilhões.

O turismo de natureza é a segunda maior motivação das viagens de estrangeiros que desembarcam no Brasil a lazer, segundo pesquisa do Ministério do Turismo. Dos 6,5 milhões de turistas internacionais que estiveram no Brasil em 2017, mais da metade (58,8%) teve como objetivo principal o lazer e, desses, 16,3% preferiram o turismo de natureza, ecoturismo ou aventura. O número só fica atrás do segmento de sol e praia, que atraiu 72,4% do público interessado em turismo de lazer no Brasil.

Fonte oficial: Ministério do Turismo

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.

INSTITUCIONAL

Em Brasília, encontro da Câmara Temática debateu critérios para entrada de novos membros no Conselho 

 

Por Nayara Oliveira

Crédito: Gustavo Messina 

Representantes de associações e instituições do setor turístico se reuniram nesta terça-feira (16) com a equipe do Ministério do Turismo em Brasília para a 2ª reunião da Câmara Temática para Reformulação do Conselho Nacional de Turismo (CNT). O tema central do encontro foi a proposição de critérios técnicos para entrada de novos membros no CNT.

“A reformulação do CNT é uma demanda antiga dos próprios conselheiros e esta é uma oportunidade que os membros têm para expor suas ideias e elaborarmos uma proposta conjunta para revisão de sua composição e funcionamento, visando o melhor aproveitamento do órgão colegiado”, explicou a coordenadora técnica da Câmara Temática pelo MTur e dirigente da reunião, Lívian Lima.

Dentre algumas propostas debatidas, destacaram-se a forma de avaliação da representatividade nacional das entidades e a vinculação da atuação desses membros às ações previstas no Plano Nacional de Turismo. O grupo técnico também tratou sobre a eliminação de entidades que não estejam cumprindo as normas do CNT, como a ausência de entrega de documentações ou ausência não justificada a quatro reuniões consecutivas ou intercaladas, no período de dois anos.

Agora, o Ministério do Turismo tem até sexta-feira (19) para entregar uma minuta com propostas da Pasta. O material deverá receber outras sugestões dos conselheiros e será entregue novamente ao MTur até 26 de outubro.  A próxima reunião do grupo está agendada para o último dia do mês (31).

CÂMARAS TEMÁTICAS – As câmaras temáticas são fóruns de debate compostos por representantes das entidades membros do Conselho Nacional de Turismo, com o objetivo de assessorar tecnicamente o CNT na identificação e discussão de questões fundamentais do setor e propor ações para resolução de problemas e entraves da atividade, necessários à consecução da Política Nacional de Turismo.

As Câmaras não são permanentes e podem ser constituídas de acordo com as demandas do Conselho ou por solicitação do presidente do CNT. Atualmente, estão em funcionamento: Câmara Temática de Marketing e Apoio à Comercialização do Turismo; Câmara de Legislação; Câmara de Qualificação Profissional; Câmara de Reformulação do Conselho Nacional de Turismo; e Câmara de Turismo Responsável.

O Conselho Nacional de Turismo (CNT) é um órgão colegiado com a atribuição de assessorar o Ministro de Estado do Turismo na formulação e na aplicação da Política Nacional de Turismo e dos planos, programas, projetos e atividades dela derivados. Atualmente, o CNT conta com 68 entidades e analisa a entrada de outras 28.

Fonte oficial: Ministério do Turismo

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.

CURSO ONLINE

Plataforma de ensino a distância do Ministério do Turismo já tem mais de 23 mil inscritos nas 27 unidades da federação

Alunos do BBA premiados pelo MTur com visita técnica a navio em março deste ano. Foto: MSC/Divulgação

O curso de Atendimento ao Turista do canal Brasil Braços Abertos (BBA) do Ministério do Turismo despertou, até agora, maior interesse nas regiões Sudeste e Nordeste. Juntas, as duas são responsáveis por 68% das inscrições realizadas até o início desta semana, sendo 43% nos estados do Sudeste e 25% entre os nordestinos.

Os líderes no ranking com o maior número de inscrições são estados que abrigam importantes destinos de lazer e de negócios do país – como São Paulo (4,6 inscritos), Rio de Janeiro (3,1 mil) e Bahia (1,7 mil). De janeiro a setembro deste ano, por exemplo, as cidades do Rio de Janeiro, São Paulo e Salvador foram os três destinos mais buscados pelos brasileiros, segundo pesquisa do Voopter, aplicativo de comparação de preços de passagens aéreas e promoções.

Se a análise for feita na lista dos dez estados que mais se inscreveram, todas as regiões do país estão representadas – com exceção do Norte, que representa 8% das inscrições no canal de cursos online. Neste rol, estão três estados do Sudeste (MG, SP, RJ), três do Nordeste (BA, CE e PE) e os três do Sul (RS, PR e SC), região que detém 16% das inscrições, além do Distrito Federal, no Centro-Oeste, também com 8% do total de inscritos.

“O BBA é uma oportunidade gratuita de qualificação profissional, com status de curso de extensão, que abrimos para todo o Brasil. É importante que os órgãos de turismo, entidades do setor produtivo e os diversos atores do setor conheçam e divulguem a plataforma para que possamos alcançar cada vez mais pessoas interessadas em melhorar a qualidade do atendimento ao turista no país”, afirma o secretário Nacional de Qualificação e Promoção do Turismo do MTur, Bob Santos.

A estratégia do Ministério do Turismo de firmar termos de compromissos com entes públicos e privados para gerenciar a oferta de cursos em suas regiões tem se mostrado eficiente. Os estados com maior número de alunos inscritos são também aqueles com maior número de representantes que aderiram à proposta do MTur. Hoje, há 393 instituições cadastradas na plataforma de ensino a distância. CLIQUE AQUI E ACESSE O BBA.

Edição: Vanessa Sampaio

Fonte oficial: Ministério do Turismo

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.

EVENTO

Festa representa forte estímulo ao fluxo turístico regional. De 13 a 18 de novembro, evento levará mais de 100 mil visitantes à cidade

Ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, é recebido pelo prefeito de Joinville (SC), Udo Döhler. Foto: Jaksson Zanco/Prefeitura de Joinville

O ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, recebeu oficialmente do prefeito de Joinville (SC), Udo Döhler, o convite para ser o patrono da 80ª edição da Festa das Flores. O evento acontece de 13 a 18 de novembro e reúne cerca de 100 mil visitantes.

Lummertz afirmou que é uma honra estar à frente de um evento com 80 anos de história. “A festa é um momento emblemático para Joinville, pois tem a tradição de ser realizada desde 1936 e, ao mesmo tempo, incorpora novidades anualmente, com uma programação que aproxima diversos públicos. É esse perfil que transforma o evento em um grande gerador de renda, turismo e negócios para a região”, ressaltou.

O público do evento – reconhecido como Patrimônio Histórico, Artístico e Cultural de Santa Catarina – é formado por famílias, empreendedores do segmento, clientes da feira multissetorial, apaixonados por flores, paisagistas, profissionais e estudiosos da área, além de interessados em oficinas de cultivo, concurso de jardins e mercado de plantas. Entretenimento e gastronomia também têm forte apelo na programação da festa, que é realizada pela Agremiação Joinvilense de Amadores de Orquídeas (AJAO) em parceria com a prefeitura no Complexo Expoville.

NOVA MARCA TURÍSTICA – No fim da tarde, o ministro e o prefeito também se reuniram com a diretoria da Associação Empresarial do município para tratar de estratégias de posicionamento de marca e promoção da cidade como destino de lazer.

A criação de uma marca turística para Joinville foi abordada pelo consultor de marketing Ricardo Sapiro, que apresentou diretrizes e um possível caminho para se discutir estratégias de branding para a cidade. Ele afirmou que o destino tem importantes referências para reposicionar a marca da antiga “cidade das flores” como a “cidade da cultura e da dança”.

“A origem alemã, com o empreendedorismo industrial, a austeridade e gastronomia preparada para o turista; o fato de ser um polo industrial, que reúne atributos de pioneirismo e inovação em ampla gama de empresas e setores, se consolidando como importante contribuinte da economia de SC; e a urbanidade acolhedora, que a credencia para ser uma cidade das flores, das bicicletas e patins, dando essa ideia de mobilidade e agradável convivência coletiva”, resumiu o consultor.

Ele também falou do potencial cultural vibrante de Joinville, internacionalmente reconhecida por sediar a única escola Bolshoi fora da Rússia e o festival de dança que já é o maior da América Latina.

Na ocasião, o coordenador-geral de Planejamento do Turismo do MTur, Eduardo Madeira, também apresentou aos empresários locais o programa Prodetur+Turismo, linha de crédito que já conta com R$ 3 bilhões em análise. Trinta e um projetos são de Santa Catarina.

16.10.2018 reuniao sapiro joinville
Consultor Ricardo Sapiro apresenta diretrizes para a criação da nova marca turísitica de Joinville. Foto: Jaksson Zanco/Prefeitura de Joinville

Fonte oficial: Ministério do Turismo

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.

Aproveite o Outubro Econômico da MaxMilhas e compre passagens baratas para viajar na alta temporada.

Com o fim do ano chegando, vem aquela enxurrada de planos para as viagens de Natal, Ano Novo e férias de verão. Muita gente não sabe, mas outubro é o último mês para economizar na compra de passagens aéreas antes da tão esperada alta temporada. Isso porque, em novembro, os preços já começam a subir.

Pensando nisso, a MaxMilhas criou a campanha Outubro Econômico. De 15 a 31 de outubro, os clientes poderão aproveitar descontos exclusivos em cada um dos canais da empresa, começando pelas redes sociais. Também serão divulgados cupons de desconto pelo Whatsapp, pelo e-mail e pelo aplicativo da MaxMilhas.

Como você pode participar?

Para participar e garantir os descontos, basta entrar na página do Outubro Econômico e ficar atento aos canais de comunicação da marca: Facebook, Twitter, Instagram, Whatsapp, e-mail e o aplicativo da MaxMilhas. A cada semana serão anunciados descontos exclusivos em cada um deles.

Os cupons poderão ser aplicados na categoria Passagens MAX, no site da MaxMilhas, exceto em voos LATAM. Os descontos são válidos somente para passagens de ida e volta, para qualquer destino nacional e internacional, e as compras devem ser realizadas nas datas estabelecidas para cada cupom. Confira no regulamento.

Outubro é sua última chance de economizar

Quem avisa amigo é. Outubro é o mês ideal para garantir passagens mais baratas para o fim do ano. No mercado de viagem e turismo, as chances de conseguir os melhores preços aumentam de 45 a 60 dias antes do voo. Antes disso, o valor dos bilhetes fica praticamente estável. Fique de olho nos descontos do Outubro Econômico e faça suas malas!

Quero aproveitar

Comentários

Fonte oficial: Blog MaxMilhas.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.

“Um vinho que representa a força de seu produtor, cujo sonho leva-o a produzir vinhos incríveis como este, que é fruto da viticultura extrema e radical de uma natureza imponente, como é a da Patagônia”.

País: Argentina
Região:Patagônia
Uvas:60% Cabernet Sauvignon e 40% Malbec
Maturação:sem passagem por barril
Álcool:14,1%
Produtor:Bodega del Fin del Mundo

O vinho
A vindima foi realizada manualmente, e os cachos foram levados para a bodega em bandejas que podem conter até 17kg, com o objetivo de preservar a integridade da uva. A maceração aconteceu por 24 dias e o vinho não passou por crianza em barril.

sociedade-da-mesa

Cata
Vermelho intenso com reflexos violetas. Aroma de frutas vermelhas maduras e geleia de ameixa e cereja. Notas de canela e tabaco obtidos na fermentação com carvalho. Na boca é frutado e amável, com deliciosa acidez e taninos suaves. Final muito equilibrado.

Harmonização
Pratos de caça grossa ou robustas carnes vermelhas na brasa.

Serviço
Servir a uma temperatura entre 16 e 18ºC.

Guarda
Este vinho já se encontra perfeito para ser degustado. Porém, se for bem conservado, pode trazer muita satisfação durante mais 5 ou 6 anos.

Texto: Paula Taibo

 

Fonte oficial: Sociedade da Mesa

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.

TURISMO E EDUCAÇÃO

Destinos brasileiros que incluíram a educação para o turismo como tópico do ensino formal

Por Geraldo Gurgel

A experiência de Salto (SP): escolas levam alunos para visitar atrativos locais enquanto aprendem sobre geografia, história e meio ambiente. Foto: Prefeitura de Salto SP/Divulgação

Como matéria curricular, tema transversal ou aula de campo, o ensino de Turismo ganha cada vez mais espaço nas escolas. Os destinos estão mais preocupados em preparar os moradores para receber bem os visitantes e criam iniciativas para sensibilizar estudantes sobre a importância do setor para a economia local.

A cidade de Salto (SP), por exemplo, aposta no turismo como tema das aulas de campo sobre ciências humanas e naturais. Somente neste ano, mais de 700 crianças do 5º ano do Ensino Fundamental já visitaram atrativos como a queda d` água Itu-Guaçu (Salto Grande) e o Memorial do Tietê para aprender geografia, história, meio ambiente e a importância da atividade turística para o município.

O diretor do Departamento de Turismo de Salto, José Roberto Orlandini, classifica o município como ‘uma grande sala de aula a céu aberto’. “São locais e paisagens diferenciadas que possibilitam diversas abordagens educativas e lúdicas em lugares aprazíveis tanto para o lazer dos visitantes quanto para a educação dos moradores”, destaca. Na avaliação do secretário municipal de Educação, José Carlos Grigoletto a educação para o turismo conecta o presente à história da cidade. “Desenvolvemos esse projeto para que as visitas, orientadas de um jeito simples e leve, sejam agregadoras do conhecimento aprendido em sala de aula”, explica.

Grigoletto ressaltou que a educação para o turismo no município é abordada como tema transversal de outras disciplinas, mas a inspiração foi a cidade de Gramado (RS). No município da Serra Gaúcha, pioneiro do Brasil na preparação dos moradores para receber bem os turistas, a disciplina sobre turismo já faz parte da grade curricular do ensino fundamental. Desde cedo, as crianças aprendem sobre a importância do turismo para a região de colonização europeia. O resultado desse trabalho, juntamente com a vizinha cidade de Canela, tem sido o fluxo constante de visitantes e o dinamismo da economia local.

O Turismo também virou matéria nas escolas do ensino fundamental da Costa Verde e Mar de Santa Catarina. A experiência começou em Porto Belo há 19 anos e agora será replicada para turmas do 5º ano do Ensino Fundamental de outros 10 municípios, como explica a técnica do consórcio de turismo dos municípios da região da foz do rio Itajaí, Vivian Floriani. “Sentimos os resultados na satisfação do visitante. Queremos formar cidadãos felizes com o turismo daqui”, disse.

Os professores da rede pública de ensino estão diretamente envolvidos na iniciativa. Até o fim do ano, eles realizam reuniões de trabalho para debater e construir a ementa da disciplina que começará a ser lecionada para 8 mil anos no próximo ano letivo. Ao todo, serão contemplados: Balneário Camboriú, Balneário Piçarras, Bombinhas, Camboriú, Ilhota, Itajaí, Itapema, Navegantes, Penha e Porto Belo. O turismo corresponde a 13% do PIB de Santa Catarina e somente na próxima temporada de verão o fluxo de turistas na região da Costa Verde e Mar deve alcançar os 3 milhões de visitantes em busca de praias, atrativos de lazer, belezas naturais, gastronomia típica, parques temáticos, manifestações culturais variadas e compras.

“Quem conhece bem o local onde vive, cuida melhor da natureza, dos atrativos históricos e culturais e recebe bem os visitantes, que fazem a economia do município girar com a atividade turística. Neste Dia do Professor, comemorado em 15 de outubro, é fundamental lembrar que não existe mundo melhor sem os nossos mestres”, finaliza o secretário nacional de Qualificação e Promoção do Turismo do Ministério do Turismo, Bob Santos.

Edição: Vanessa Sampaio

Fonte oficial: Ministério do Turismo

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.

RECURSOS

Trabalhos de contenção em vinte e cinco pontos ao longo da encosta da Serra do Rio do Rastro contemplam pleito de segurança e turismo no Estado

 

Autoridades durante reunião.

Os ministros do Turismo, Vinicius Lummertz, da Secretaria de Governo da Presidência da República, Carlos Marun, e o secretário nacional da Defesa Civil, Renato Newton, anunciaram na manhã desta sexta-feira (12) em Florianópolis (SC) o repasse de R$ 20 milhões para medidas preventivas de contenção de deslizamentos em 25 pontos ao longo da rodovia da encosta da Serra do Rio do Rastro.

Em reunião com o governador de Santa Catarina, Eduardo Pinho Moreira, Lummertz pontuou que os recursos “atendem a um pleito inadiável do turismo em uma questão emergencial”. O ministro afirmou que, além de proteger a vida das pessoas que transitam pela rodovia, “a medida recupera essa que é uma das joias do turismo brasileiro”.

Segundo o ministro Marun, o atendimento à demanda do estado é “determinação do presidente Temer, por tratar-se de uma região com alto risco de acidentes e importante patrimônio turístico brasileiro”, firmou. Segundo ele, o projeto já está aprovado e a expectativa é de que até a próxima quarta-feira (17) o recurso seja empenhado pelo Ministério da Integração Nacional.

O secretário da Defesa Civil ressaltou a importância das iniciativas de prevenção. “Essa obra é fundamental para as pessoas que utilizam a estrada, seja por veículo ou a pé”, disse Newton.

O governador do estado agradeceu a iniciativa. “Chegou a vez da Serra do Rio do Rastro receber recursos para suas obras de prevenção. Só temos que agradecer ao presidente Temer o carinho por Santa Catarina”, concluiu.

Fonte oficial: Ministério do Turismo

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.