economia

Resultado faz parte de pesquisa encomendada pelo Ministério do Turismo com mais de 35 mil visitantes internacionais em 2017

Por Lívia Nascimento

Crédito: MTur

Viajar para o Brasil superou ou atendeu plenamente as expectativas de 88,3% dos turistas internacionais que desembarcaram no país em 2017. O resultado foi revelado por um estudo do Ministério do Turismo divulgado nesta quinta-feira (17). Trata-se do maior índice desde 2013. A experiência positiva fez com que 95,6% dos entrevistados terem a intenção de retornar ao país. Segundo o levantamento, o Brasil recebeu 6.588.770 de turistas internacionais, recorde histórico superior, inclusive, aos números obtidos na Copa do Mundo e Jogos Olímpicos.

As categorias de infraestrutura e serviços turísticos com melhor avaliação dos visitantes foram hospitalidade (98,1%), alojamento (96,4%), gastronomia (95,7%) e restaurantes (95,5%).  Mas é importante ressaltar que todos os critérios analisados tiveram mais de 70% de aprovação.

“Temos investido fortemente na infraestrutura e qualificação turística com o intuito de preparar cada vez mais o Brasil para desenvolver plenamente sua vocação turística e os índices positivos obtidos na pesquisa mostram que estamos no caminho certo. Um exemplo disso é que pudemos observar a melhoria da avaliação dos aeroportos que passou de 89,9% para 92% e de sinalização turística que saiu de 80,6% para 83,3%”, comentou o ministro do Turismo, Vinicius Lummertz.

Atualmente, segundo a Demanda Turística Internacional, os vizinhos da América do Sul são os que mais tem aproveitado o Brasil. Dos 6.588.770 de turistas internacionais em 2017, 62,4% ou 4.112.327 eram sul-americanos. Os argentinos seguem encabeçando a lista dos maiores emissores de turistas para o Brasil com 2.622.327, um crescimento de 14% em relação a 2016. O segundo lugar fica com os Estados Unidos (475.232) seguido de Chile (342.143), Paraguai (336.646) e Uruguai (328.098).

Por conta da proximidade do Brasil com os países da América do Sul, quase metade deles – 2.017.264 (49%) – escolheram as vias terrestres para cruzarem as fronteiras do país. Aliás, apenas entre os residentes do continente sul-americano a via terrestre supera a aérea – 1.996.669. Nos demais continentes, segundo levantamento do Ministério do Turismo, a preferência pelo transporte aéreo é muito superior às demais vias de acesso ao país tendo sido a escolha de 63,5% dos viajantes.

VERÃO – Segundo o estudo, o litoral brasileiro segue sendo o grande atrativo para os visitantes internacionais com seus mais de 7 mil quilômetros de extensão e o Verão, com suas altas temperaturas, é a época mais procurada. Apenas os meses de janeiro, fevereiro e março do ano passado concentraram 38,5% de todos os turistas vindo de outros países.

Outro dado que corrobora a preferência pelo litoral é que, segundo a pesquisa, 72,4% dos viajantes que vieram para o Brasil a lazer tiveram como principal motivação o sol e a praia, seguido de natureza, ecoturismo e aventura (16,3%) e cultura (9%). “Não podemos negar nossa vocação para o turismo baseado em nossos recursos naturais, não à toa somos o número um nesse quesito segundo o Fórum Econômico Mundial, mas queremos que cada vez mais o turista conheça toda a variedade de atrativos que temos a oferecer como a cultura, a gastronomia, sem esquecer o nosso potencial para o turismo de negócios”, defendeu o ministro.

PESQUISA – O levantamento, encomendado pelo Ministério do Turismo para a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), foi feito com base na entrevista de 35.550 turistas ouvidos em 25 locais de pesquisa – 15 aeroportos internacionais e 10 fronteiras terrestres.

Fonte oficial: Ministério do Turismo

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.

data comemorativa

Bela por natureza e pela sua arquitetura moderna, Palmas aniversaria no domingo (20) com muitos atrativos que orgulham o Tocantins

Por Geraldo Gurgel

Crédito: Flávio André/ MTur

Os 29 anos da capital do Tocantins, inaugurada em 20 de maio de 1989 e instalada em 1º de janeiro de 1990, refletem sua modernidade. Com cerca de 300 mil habitantes vindos de todas as regiões do Brasil, Palmas recebe, em média, 10 mil moradores por ano que enriquecem a diversidade cultural com contribuições na culinária, na música e na cultura em geral.

Palmas foi a última das cidades brasileiras planejadas no século XX e conta com avenidas largas e dotadas de paisagismo. A arquitetura arrojada se caracteriza na divisão urbanística de grandes quadras comerciais, residenciais e setores industriais. A Praça dos Girassóis, com 570 mil metros quadrados, é uma das maiores do mundo e o coração da cidade.  Considerada cartão postal de Palmas, o local abriga as sedes dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário do Tocantins. Entre os vários monumentos que encantam os turistas, destaca-se o Palácio Araguaia.

No passeio pela praça, o turista ainda contempla diversos monumentos que homenageiam o povo e a história do Tocantins, como o Monumento de Súplica dos Pioneiros, Relógio do Sol, Monumento aos Dezoito do Forte, Monumento à Bíblia, Museu Memorial Coluna Prestes, Cruzeiro, no local da primeira missa de Palmas, Rosa dos Ventos com o Centro Geodésico do Brasil, Mapa do Tocantins, Cascata, Fonte Luminosa, Frisas e Brasão do Estado, além de quiosques com comidas típicas e jardins do Palácio Araguaia.

Palmas é conhecida pela beleza cênica em meio a exuberância do Cerrado. A cidade, localizada entre o rio Tocantins e a Serra do lajeado, é banhada pelo lago artificial de Palmas com mais de 100 km de extensão. As praias urbanas, além das ilhas, bares e restaurantes ao longo da orla recebem visitantes o ano inteiro. Passeios de barco, esportes náuticos e pesca esportiva completam as opções que o turista encontra no entorno do lago. Um programa imperdível é assistir ao cair do dia no lago.

A zona urbana é dotada de áreas de lazer, feiras cobertas, espaços culturais e áreas verdes. Um dos destaques é o Parque dos Povos Indígenas que sediou a 1ª edição dos Jogos Mundiais dos Povos Indígenas e contou com a participação de 1.800 atletas de várias etnias brasileiras e de outros países. Já o Parque Cesamar é a principal área verde de Palmas com diferentes espaços de lazer, opções de esportes e lago. É também uma ótima opção para quem deseja fazer um piquenique em meio à natureza.

Além de polo de turismo de negócios, Palmas sedia grandes eventos geradores de fluxo turístico como o Arraiá da Capital durante os festejos juninos, Palmas Capital da Fé, evento gospel durante o carnaval; e o Natal dos Sonhos, onde as avenidas são transformadas em túneis de luzes. O tradicional Festival Gastronômico de Taquaruçu é realizado no mês de setembro e reúne pratos elaborados com ingredientes locais, além de música, dança, cultura popular e artesanato.

Localizado na região serrana da capital, o distrito de Taquaruçu possui clima ameno e bucólico que fazem do local refúgio de campo dos palmenses. Taquaruçu também é muito procurado pelos amantes de natureza e aventura com trilhas que levam a dezenas de cachoeiras, além de opções de esportes radicais como rapel, tirolesa, parapente e voo livre para quem curte contemplar a natureza sem abrir mão da adrenalina.

Palmas (TO)

Fonte oficial: Ministério do Turismo

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.

DATA COMEMORATIVA

Combater o abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes é uma medida que deve ser adotada por todos. MTur conta com ações de prevenção e denúncia contra os crimes

Por Nayara Oliveira

Esta sexta-feira (18) é marcada pelo Dia Nacional do Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. A data serve como referência para relembrar a importância de zelar pela integridade dos pequenos. A data, instituída pela lei nº 9.970, é uma importante ferramenta para debate e busca de soluções pelo poder público e sociedade civil. Para prevenir e enfrentar o crime no âmbito do turismo, o MTur desenvolve ações e programas que estimulem denúncia de abusos e explorações.

Desde 2004, com a criação do programa Turismo Sustentável e Infância (TSI),o Ministério do Turismo realiza uma série de ações para conscientizar cidadãos e trabalhadores do setor a respeito da importância de estar atento aos crimes. Depois, foi firmada uma parceria com o Ministério dos Direitos Humanos para apoiar e divulgar a campanha Respeitar, Proteger e Garantir, dando ênfase ao uso do Disque 100 como ferramenta para a realização de denúncias.

Durante jogos esportivos realizados no Brasil em 2016, o MTur levou o tema para dentro dos aeroportos de Santos Dumont (RJ), Congonhas (SP), Manaus (AM), Belo Horizonte (BH) e Salvador (BA). Vídeos em inglês, português e espanhol espalhados em painéis alertavam para o fato da exploração sexual de crianças e adolescentes ser crime e orientavam para que fossem denunciados no Disque 100. Além da informação nos painéis, a parceria com a Infraero contemplou a divulgação do endereço do Cadastur, para despertar interesse do turista consumidor em acessar o site e obter informações sobre os prestadores de serviços turísticos formalizados junto ao MTur.

A internet também é uma maneira que a Pasta encontra para sensibilizar a sociedade. O site e as redes sociais do ministério propagaram a campanha Proteger, Respeitar e Garantir, focando no carnaval de 2017. Por meio de vídeos ao estilo “câmera escondida”, foi mostrada a reação de consumidores a episódios que simulam situações de risco a crianças em hotéis, bares e restaurantes. Esta ação e outros materiais audiovisuais relacionados ao tema estão disponíveis no canal do MTur no Youtube e também por meio de parceiros, como as secretarias estaduais e municipais de turismo, organizações corporativas e institucionais. 

No carnaval de 2018, o meio online também serviu de espaço para continuar abordando o tema. Foi realizada, no Aeroporto Internacional dos Guararapes em Recife (PE), uma campanha que visava surpreender os passageiros. Crianças e adolescentes circulavam sentadas em malas nas esteiras de bagagem com placas que traziam reflexões sobre abusos sexuais, violação de direitos e situações de vulnerabilidade dos menores.

O relato dos passageiros mostra o impacto que a campanha deixou: “A gente está esperando receber as malas quando recebe, na verdade, crianças pedindo socorro.  O projeto conseguiu mostrar um problema sério e que precisa ser observado por todos”, conta, no vídeo, a advogada Carmem de Melo. Para ter acesso ao material, clique aqui. Outro material produzido nesta época diz respeito a luta contra o crime no país. O lutador brasileiro de MMA, Lyoto Machida, participa da ação e fala da importância de lutar contra esse crime. Clique aqui e confira.

SOBRE O DISQUE 100 – Disponibilizado 24 horas por dia, o serviço recebe as denúncias de exploração e encaminha às autoridades responsáveis, como o conselho tutelar e as polícias Civil e Militar do destino. As ligações são gratuitas e mantidas em sigilo.

Fonte oficial: Ministério do Turismo

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.

economia

Estudo da ICCA mostra país entre os 20 principais destinos de negócios no mundo e o único sul-americano a fazer parte do ranking internacional

Por Nayara Oliveira

Crédito: Roberto Castro/ MTur

O Brasil é o país da América do Sul que mais realiza congressos segundo estudo da Associação Internacional de Congressos e Convenções (ICCA, em inglês). O país é o único sul-americano no ranking dos 20 principais destinos em número de reuniões organizadas em 2017, ocupando a 16ª posição. O número comprova o potencial do país como destino de negócios na América do Sul.

O relatório da ICCA também mostrou que 2017 foi o ano com maior número de eventos catalogados pela entidade. No mundo, foram registradas 12.558 reuniões rotativas de associações internacionais, sendo 346 a mais que 2016. Dentre os principais receptores de congressos e convenções estão países da América do Norte, Europa e Ásia. Estados Unidos lideram o ranking, seguido por Alemanha e Reino Unido.

“Somos muito conhecidos como um destino de lazer, mas queremos ser cada vez mais reconhecidos como destino de negócios e para que isso aconteça temos investido fortemente na construção e ampliação de centros de convenções por todo o Brasil”, explicou o ministro do Turismo, Vinicius Lummertz.

O documento anual de classificação de países e cidades da ICCA é a comparação global mais respeitada do desempenho dos destinos na atração eventos internacionais. Ele abrange um segmento restrito da indústria de reuniões, incluindo encontros de associações que alternam entre pelo menos três países, tendo, ainda, comprovação de pelo menos 50 participantes e sendo realizados regularmente. A ICCA também identificou uma tendência de 50 anos de crescimento exponencial no número de reuniões de associações, pois a estimativa dobrou a cada 10 anos, representando o fortalecimento desse mercado. 

Segundo levantamento do Ministério do Turismo divulgado nesta sexta-feira (18), 15,6% dos turistas internacionais que estiveram no Brasil em 2017 vieram motivados por negócios, eventos ou convenções. Os principais destinos foram: São Paulo (44,4%), Rio de Janeiro (23,6%), Porto Alegre (4,2%), Curitiba (4,1%), Brasília e Campinas com 3,3% cada.

SOBRE A ICCA – A Associação Internacional de Congressos e Convenções representa os principais fornecedores mundiais no manuseio, transporte e acomodação de reuniões e eventos internacionais, e inclui mais de 1.100 empresas e organizações associadas em quase 100 países em todo o mundo.

Fonte oficial: Ministério do Turismo

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.

destinos

Escolha o seu roteiro para comemorar o Dia do Vinho. As celebrações da cultura da uva e do vinho abrangem cinco regiões produtoras espalhadas pelo Rio Grande do Sul, São Paulo e Vale do Rio São Francisco

Por Geraldo Gurgel

Crédito: Renato Soares/ MTur

A partir desta sexta-feira (18) e até o próximo dia 3 de junho (Dia do Vinho) – comemorado sempre no 1º domingo de junho -, 255 empreendimentos voltados para o enoturismo, em diferentes regiões do Brasil, vão celebrar a data com muita festa. São mais de 350 atividades espalhadas por 22 cidades das regiões Sul, Sudeste e Nordeste. Os principais eventos estão marcados para a Campanha Gaúcha, o Vale Central e Vale dos Vinhedos na Região Uva e Vinho da Serra Gaúcha, todos no Rio Grande do Sul; no Roteiro do Vinho de São Roque (SP); e no Vale do Rio São Francisco.

O Instituto Brasileiro do vinho (Ibravin) tem registros de atividades vitivinícolas em 11 estados brasileiros, entre eles Pernambuco e Bahia. Sim, acredite, o semiárido nordestino é a única região do planeta que produz vinho nessa latitude. As vinícolas de Terra Nova, na Bahia, também estão em festa para celebrar a data. O roteiro, no Vale do São Francisco, está engajado no mundo do vinho, da gastronomia e da hotelaria, contribuindo para o crescimento do enoturismo no Brasil.

Já no caso do Rio Grande do Sul, mais do que uma atividade econômica, a produção vitivinícola é considerada especial, uma herança italiana e expressão cultural dos gaúchos. A data será comemorada ao longo de duas semanas com degustações de vinhos, espumantes e sucos de uva elaborados nas regiões produtoras de uva. Serão montadas ilhas de gastronomia, com exposições históricas, mostras de produtos regionais, apresentações culturais e de artistas locais, além de cursos de degustação, jantares harmonizados, encontros de confrarias, olímpiada de conhecimentos em vinho e até passeio ciclístico pelas paisagens das vinícolas gaúchas.

18 05 18 vinicola banco mtur Renato Soares 3
Crédito: Embratur

Além de incentivar o consumo de vinhos brasileiros, as comemorações são indutoras do enoturismo, atividade que amplia a produção de uva e vinho e os negócios nas vinícolas, contribuindo para o desenvolvimento econômico e social das regiões produtoras com a geração de muitos empregos e de renda. O Dia do Vinho é realizado pelo Ibravin, por meio do projeto Vinhos do Brasil e faz parte do Projeto Eventos Integrados e Integradores da Região Uva e Vinho (RS).

AGENDA – Com uma ferramenta que permite refinar a busca, o site oficial é o melhor caminho para quem deseja escolher e armar o próprio roteiro entre tantas combinações possíveis. Tem até a tradicional meia maratona Wine Run, para os atletas apreciadores de vinho ou para quem se exceder nas atividades de enogastronomia recompor a forma.

Fonte oficial: Ministério do Turismo

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.

Institucional

Vinicius Lummertz participou, em Fortaleza (CE), do Congresso Nacional de Hotéis. Na pauta, a ampliação da participação do setor de acomodações nas políticas públicas da indústria de viagens e turismo

 

Por Vanessa Sampaio

Crédito: Roberto Castro

O ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, abriu na tarde desta quinta-feira (17) em Fortaleza (CE), os debates do 60° Congresso Nacional de Hotéis (Conotel). Ao lado do presidente da Associação Brasileira da Industria de Hotéis (ABIH), Manoel Linhares, o ministro afirmou que o setor de acomodações está entre os que mais geram empregos no setor de Viagens e Turismo.

Lummertz afirmou que a hotelaria é um setor altamente beneficiado pela tecnologia, mas que ao invés de “substituir empregos” por aplicativos, o segmento gera novos postos de trabalho. “A geração de empregos está no DNA do segmento. O Conotel congrega pessoas para que possamos entender melhor o conceito de competitividade e olharmos juntos para o futuro na busca de soluções para as incertezas”, comentou.

O turismo gera 7 milhões de empregos diretos, indiretos e induzidos no Brasil. No mundo, 1 a cada 5 empregos criados em 2017 foram gerados entre atividades do setor. O ministro falou também sobre a importância de “abrir o Brasil para o turismo” e da necessidade de criar mercado e fluxo de negócios competitivos.

“O nosso ambiente de negócios precisa ser transformado. Temos o maior potencial natural para se investir em turismo, mas temos apenas 10 milhões de visitantes nos nossos parques nacionais”, exemplificou. Segundo o ministro, o custo Brasil, a insegurança jurídica e tantos outros fatores limitam a produtividade do mercado.

Lummertz afirmou que há pelo menos três oportunidades de dobrar os 6 milhões de turistas internacionais no País: “Aprovar cassinos e resorts no Brasil; facilitar o desenvolvimento de parques nacionais e parques temáticos; e incentivar a construção e estruturação de marinas e portos turísticos”, explicou.

DESAFIOS – Na mesma linha, o presidente da ABIH Nacional, Manoel Linhares, disse que a escassez de recursos para a promoção internacional tira competitividade mundial do Brasil. “O turismo ainda precisa trabalhar muito para expandir o orçamento de promoção internacional dos nossos destinos. Precisamos sair desses seis milhões de turistas que recebemos ao ano”, afirmou.

O presidente da Comissão de Turismo da Câmara dos Deputados, Herculano Passos, destacou que “o Congresso batalha em muitos projetos que foram construídos em parceria com o trade e vão ser um marco para aumentar a concorrência no setor como um todo – um bom exemplo é a diminuição do custo da passagem aérea”, disse, ao defender que as matérias sobre turismo que tramitam na Casa “versam sobre um setor que é ferramenta de desenvolvimento social e econômico do País”.

 

Fonte oficial: Ministério do Turismo

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.

qualificação

Inscrições já estão abertas e poderão ser feitas até 19 de novembro de 2018

Crédito: MTur

O Ministério do Turismo lançou, nesta quinta-feira (17), o Canal Gestor de Turismo, uma nova plataforma de ensino a distância para ampliar as oportunidades de qualificação profissional para pessoas que atuam ou pretendem trabalhar com turismo. O curso é inteiramente gratuito e as inscrições já podem ser feitas neste link.

“Em um setor com alta rotatividade no mercado de trabalho como o de turismo, precisamos de aperfeiçoamento constante para os profissionais que atuam na área e também para estimular a formação de novos quadros, fortalecendo o turismo como uma atividade geradora de emprego e renda”, afirma o ministro do Turismo, Vinicius Lummertz. Segundo ele, a qualificação de gestores é fundamental para a execução e acompanhamento das políticas públicas de turismo e o ensino a distância é uma opção para atender grandes demandas.

As inscrições para o curso gratuito poderão ser feitas até 19 de novembro. O público-alvo são pessoas com idade igual ou superior a 18 anos. A carga horária é de 50 hora e o conteúdo, composto por videoaulas e jogos educativos, pode ser acessado por celular, tablete, computador ou qualquer outro equipamento com internet. O candidato pode começar os estudos logo após a inscrição.

O curso é composto de 35 unidades distribuídas em 5 módulos: Introdutório, que ensina como utilizar o canal; Planejamento, Legislação, Projetos, e Programas e ações específicas do Ministério do Turismo. O prazo para conclusão do curso do Canal Gestor de Turismo é 31 de dezembro de 2018.

INICIATIVAS – O Ministério do Turismo vem realizando uma série de ações de qualificação. A plataforma de ensino online Brasil Braços Abertos já qualificou 2,7 mil brasileiros em todos os estados e o MedioTec, em parceria com o MEC destinou 10,2 mil vagas para alunos do ensino médio que desejam trabalhar com turismo já fazem parte dos cursos de qualificação em turismo em andamento.  Além disso, 200 mil vagas foram ofertadas para 24 cursos por meio do Pronatec Voluntário.

As inscrições para a edição de 2018 do BBA também já estão abertas e poderão ser feitas até o dia 31 de outubro deste ano.

Fonte oficial: Ministério do Turismo

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.

Quer aproveitar ao máximo sua estadia na capital sergipana? Venha descobrir o que fazer em Aracaju no feriado de Corpus Christi!

O feriado de Corpus Christi está chegando, e você já deve estar pensando no que fazer com esses dias de folga. Se seus planos envolverem a capital sergipana, Aracaju, este post é especialmente para você!

Aracaju oferece muito o que fazer para seus turista, desde praias paradisíacas até centros históricos e culturais para quem ama usar seu tempo livre para aprender.

No post abaixo, vamos dar dicas do que visitar, o que fazer e mesmo o que comer durante sua estadia na cidade.

Confira nossas dicas de viagem e saiba o que fazer em Aracaju!

Conhecer a Orla de Atalaia

A Orla de Atalaia é a principal praia de Aracaju e tem os melhores hotéis para receber visitantes na capital do Sergipe. Por isso, as atrações do local devem estar no seu roteiro! Visite os Arcos da Orla e tire muitas fotos de turista.

Depois, ande pelo calçadão para aproveitar todos os parques, pistas de skate, praças infantis e feiras de artesanato que a praia tem a oferecer!

Visitar o Projeto TAMAR

Ainda na Orla de Atalaia, você pode visitar uma das bases do Projeto TAMAR, que cuida de tartarugas marinhas. Quem sabe você não dá sorte e pode ver uma das solturas das tartarugas no mar? É uma experiência inesquecível!

Ir ao Centro Histórico

Uma visita ao Centro Histórico não pode faltar em nenhuma capital brasileira. O centro de Aracaju mostra toda sua história por meio de igrejas, mercados, museus e praças imperdíveis! Não deixe de conhecer a Catedral Metropolitana, a Capela São Salvador, o Palácio Fausto Cardoso, o Museu da Gente Sergipana e a Colina de Santo Antônio.

Fazer um passeio de catamarã

Quer conhecer as principais praias de Aracaju? Então você já sabe o que fazer: um passeio de catamarã! Você pode passar pelo Rio Vaza-Barris e conhecer a Croa do Goré, se a maré estiver baixa, passar pela Orla do Pôr do Sol e ir até a romântica Ilha dos Namorados. Imperdível!

Conhecer os Mercados Centrais

Os três mercados mais importantes de Aracaju estão reunidos no centro da cidade: Mercado Antônio Franco, Mercado Thales Ferraz e Mercado Governador Albano Franco. Visitando todos eles, você conhece um pouco mais da cultura local, da literatura de cordel e das comidas típicas! Não deixe de provar a mangaba, fruta nativa do Sergipe.

Provar as delícias locais

Falando em comida, vá os restaurantes locais para conhecer a culinária sergipana! O Restaurante Caçarola é famoso pelo seu “camarão de cueca”. No Cariri, você aproveita se jantar ao som animado do forró. E no Restaurante Duna Beach, o ambiente com redes e mesas de frente para o mar vai fazer com que você nunca mais queira ir embora!

Se você não sabia o que fazer em Aracaju no feriado de Corpus Christi, com certeza já pode montar seu roteiro com essas dicas de viagem! A capital do Sergipe está cheia de cultura, agitação e atrações para todos os gostos, pronta para recebê-lo!

Quer começar a planejar sua viagem? Entre no site da MaxMilhas e compre suas passagens aéreas com muito mais desconto!

Comentários

Fonte oficial: Blog MaxMilhas.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.

destino

Indígenas Yanomami querem retomar ecoturismo no ponto mais alto do Brasil. Lista de espera com inscrições para os interessados na visita estão abertas

Por Nayara Oliveira

*com informações do ICMBio

Crédito: ICMBio

O Instituto Chico Mendes de Conservação e Biodiversidade (ICMBio) aprovou, nesta semana, proposta para retomar atividades turísticas no Pico da Neblina, ponto mais alto do país, localizado no Amazonas. A medida faz parte do Plano de Visitação Yaripo – Ecoturismo Yanomami, que busca implantar o ecoturismo sustentável e harmônico na região a partir de 2019. Agora, a proposta espera aprovação da Fundação Nacional do Índio (Funai) para que a etnia Yanomami, responsável pelo projeto, possa levar turistas na montanha.

A ação trará vantagens sociais, ambientais e econômicas para a região do Yaripo, como é conhecido, pelos indígenas, o Pico da Neblina. O local não recebe turistas desde 2002, quando a atividade foi vetada por decisão judicial, uma vez que a terra é duplamente protegida, pertencendo a 13 povos indígenas e também fazendo parte do Parque Nacional do Pico da Neblina. Fomentar turismo na região “será uma possibilidade de construção de agenda positiva e de superação dos conflitos históricos”, como explica Luciana Uehara, gestora do Parque Nacional do Pico da Neblina.

Considerado um local sagrado para os índios, o Yaripo é alvo de extração ilegal de ouro, o que faz com que o turismo seja ainda mais relevante, ampliando a fiscalização e coibindo a prática. A atividade também beneficiará economicamente 800 pessoas da etnia Yanomami, que trabalharão diretamente com o turismo.

O plano ecoturístico foi elaborado por quatro anos. Além dos indígenas, o trabalho foi desenvolvido em parceria com o próprio ICMBio, Funai, Exército Brasileiro, Secretaria de Turismo de São Gabriel da Cachoeira e Instituto Socioambiental (ISA). A visitação deverá ser aberta ao público somente em 2019 e quem tiver interesse em conhecer o Pico da Neblina com os Yanomami pode se inscrever na lista de espera mantida pela Associação Yanomami do Rio Cauaburis (Ayrca), responsável pelo turismo no local.

O PARQUE – O Parque Nacional do Pico da Neblina foi criado em 1979 com o objetivo de proteger a riqueza natural da região amazônica e controlar a ocupação desenfreada das fronteiras no norte do país. Localizado na fronteira com a Venezuela e Colômbia, o Pico da Neblina é o ponto culminante do país, com 2.995 metros de altura.

Fonte oficial: Ministério do Turismo

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.

As viagens corporativas representam negócios e conquistas importantes para as empresas em todo o mundo. Porém, para conseguir bancar as despesas que envolvem esse processo é preciso realizar um planejamento e encontrar formas de economizar, como comprar passagem aérea com milhas e pesquisar os hotéis com melhor custo-benefício.

Quer aprender um pouco mais sobre viagens corporativas e entender o que é preciso para concretizar esses planos na sua empresa? Então, acompanhe!

Qual é a importância de organizar uma viagem corporativa?

As viagens corporativas podem trazer muitos benefícios para as empresas, principalmente se trouxerem novas parcerias e negócios. No entanto, algumas companhias ainda não conseguem administrar os custos e acabam gastando mais do que o necessário.

Para manter o controle das despesas de viagem dos seus colaboradores, é preciso sempre demonstrar organização e cuidado para evitar gastos excessivos que possam prejudicar o orçamento.

Manter contato com fornecedores, fechar novos negócios, fortalecer parcerias, oferecer treinamento para os funcionários ou abrir uma nova sede da empresa são algumas das inúmeras possibilidades que envolvem as viagens corporativas.

Com tantos benefícios que podem ser usufruídos pelas empresas, essas viagens se fazem cada vez mais necessárias para conquistar novos objetivos e melhorar os resultados dos negócios.

Separamos algumas dicas para a sua empresa economizar durante as viagens corporativas e alcançar novos destinos. Continue a sua leitura para saber mais!

Como deixar uma viagem corporativa mais econômica?

Existem diversas maneiras para economizar em uma viagem a trabalho. Abaixo listamos algumas dicas para você aderir na sua empresa e se preparar para arrumar as malas.

Identifique a real necessidade de realizar a viagem

O avanço da tecnologia oferece diversos benefícios, e a aproximação das pessoas por meio das ferramentas de comunicação é apenas um deles. Atualmente, é possível realizar reuniões por videoconferências de qualquer lugar do mundo e sem precisar sair do escritório.

Em vista disso, antes de começar a planejar uma viagem corporativa é preciso identificar qual é o real motivo para o investimento e confirmar a necessidade de realizar esse deslocamento até outra cidade ou outro país.

Faça um planejamento

Antes de qualquer coisa, é muito importante planejar tudo sobre a viagem que está por vir. Decidir o destino ou evento, a data de embarque, quais funcionários vão viajar, qual será a hospedagem e a duração dessa jornada.

Cada detalhe precisa ser estudado para que a empresa já tenha uma base de orçamento antes de colocar todo o planejamento no papel. Isso feito, está na hora de começar a organizar a viagem.

Compre as passagens aéreas com antecedência

Adquirir passagens aéreas já é uma rotina para as empresas que dependem de viagens corporativas em grande escala. A tendência é que, cada vez mais, exista uma demanda para essas companhias que buscam aproximar seus funcionários e expandir os seus negócios.

Para garantir um bom valor na hora de comprar as passagens aéreas é necessário realizar uma busca pelos voos com os melhores preços com antecedência, aumentando as chances de economizar.

As empresas que buscam o melhor custo-benefício para comprar passagens aéreas mais baratas devem pesquisar os valores com até quatro meses de antecedência da data prevista para o embarque.

Quando pesquisadas em cima da hora, os valores começam a sofrer alterações constantes e os preços ficam cada vez mais altos.

Tenha flexibilidade de dias e horários para viajar

Os valores das passagens aéreas costumam variar intensamente, principalmente conforme as datas escolhidas para viajar. O ideal para economizar nas viagens corporativas é escolher dias e horários que não têm tanto movimento nos aeroportos.

Sendo assim, é essencial evitar a aquisição de passagens para viajar durante os finais de semana e em horário comercial. O ideal é adquirir bilhetes para voar entre terça e quinta-feira, no período da noite.

Evite períodos de férias ou alta temporada

Embora ocasionalmente possam acontecer alguns eventos empresariais durante esses períodos, é comum notar que a maioria das empresas procura evitar viagens corporativas durante essas épocas.

A justificativa para isso é o aumento no valor das passagens aéreas, das hospedagens, do transporte e até mesmo da alimentação durante os períodos de férias e alta temporada.

Devemos lembrar que no Brasil os períodos de férias e alta temporada ocorrem durante os meses de dezembro até fevereiro e no mês de julho.

Compre passagens aéreas emitidas com milhas, sem precisar ter milhas

Comprar milhas áreas ou utilizar sites que vendam passagens emitidas com pontuações de outros usuários é uma alternativa muito viável para as empresas que realizam viagens corporativas constantemente.

MaxMilhas, por exemplo, é uma plataforma que oferece passagens aéreas com desconto emitidas pelas milhas aéreas de quem deseja vender. Ou seja, ninguém precisa ter milhas para comprar sua passagem aérea com desconto. O valor da compra é pago no dinheiro, via cartão de crédito ou transferência bancária. Através da plataforma, é possível economizar até 50% de desconto na compra de passagens para voos nacionais e até internacionais.

Faça um planejamento de gastos durante a viagem

Depois de economizar nas passagens, é hora de retomar ao planejamento e começar a orçar os gastos da viagem para não desperdiçar dinheiro. Vale de tudo para conseguir gastar menos nesta etapa: procurar os hotéis com o melhor custo-benefício (serviços, localização, refeições inclusas etc.), conversar com motoristas para realizar os traslados ou orçar os valores de deslocamento em empresas de transporte particular.

Por mais que seja possível garantir um hotel que ofereça algumas refeições, como o café da manhã, não são todas as redes que têm almoço e janta em seus pacotes. Sendo assim, procurar por restaurantespróximos aos locais que serão frequentados pelos funcionários auxilia na hora de determinar um valor estimado para a alimentação durante a viagem.

Realize parcerias com fornecedores

Quando os negócios durante uma viagem tomam um caminho positivo, se conduzindo para o sucesso de uma parceria duradoura, é interessante manter contato com todos os fornecedores que prestaram algum serviço.

Essa associação pode ser muito útil para as próximas viagens, garantindo uma economia de tempo, já que não será necessário procurar novos fornecedores. Além disso, firmando parcerias também é possível tentar alguns descontos ou fechar pacotes.

Nem parece que organizar uma viagem corporativa pode ser algo simples, não é mesmo? Mas com as nossas dicas de como economizar e comprar passagem aérea com milhas você está mais que preparado para começar a planejar os próximos negócios e eventos em outras cidades ou outros países.

Gostou de aprender sobre viagens corporativas? Então, compartilhe este texto em suas redes sociais e divida o seu novo aprendizado com os seus amigos e seguidores!

Comentários

Fonte oficial: Blog MaxMilhas.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.