Apaixone-se por Maceió, que comemora hoje 203 anos

ANIVERSÁRIO

Conhecida como “Paraíso das Águas”, capital de Alagoas vive especialmente do turismo: suas praias, lagoas e belezas naturais atraem viajantes do Brasil e do mundo

Por Geraldo Gurgel

Capital é conhecida por suas águas azul-turquesa e verde-esmeralda. Foto: Wesley Menegari/MTur

O açúcar, exportando pelo porto do Jaraguá, centro histórico de Maceió, é uma das principais atividades econômicas de Alagoas. No mesmo porto, originalmente de comércio de Pau Brasil e tráfico de escravos, ancoram navios de passageiros onde desembarcam milhares de turistas. Assim como os visitantes que chegam pelo Aeroporto Zumbi dos Palmares, esses viajantes buscam na capital as lagoas que deram nome ao estado e as praias que mesclam de azul-turquesa e verde-esmeralda na orla adornada por jardins e coqueirais. Hoje, toda essa beleza está de aniversário: Maceió completa 203 anos.

Às belezas naturais e à doçura do açúcar que se misturam à atividade turística local, somam-se as bênçãos da padroeira, Nossa Senhora dos Prazeres, e os prazeres da mesa farta em restaurantes de frutos do mar espalhados pela orla urbana de Maceió.

Nas praias de Pajuçara, Ponta Verde, Jatiúca e Cruz das Almas, com cenários de cinema e suas piscinas naturais, é possível desfrutar de hotéis, restaurantes, bares, pizzarias, cervejarias, ciclovia e um calçadão com quiosques, mercado e feira de artesanato e de comidas típicas.

Essas áreas se transformaram em uma grande passarela para a prática de atividades físicas e apreciação de atrativos tipicamente turísticos. Do nascer ao pôr-do-sol e, também, à noite, tomar água de coco, saborear sorvetes de frutas da estação, comer tapioca ou simplesmente apreciar as jangadas no balanço do mar se transformam em uma experiência para os cinco sentidos.

Ao sul de Maceió, as lagoas de Mundaú e Manguaba oferecem passeios ao pôr do sol e contam com bares, restaurantes e lojas de artesãos. A partir do bairro Pontal da Barra, colônia de pescadores e de rendeiras, é possível realizar o ‘Passeio das Nove ilhas’, em barcos que navegam pelo arquipélago, sendo oito ilhas na capital e uma na vizinha e histórica Marechal Deodoro, a primeira capital de Alagoas. Ao norte da capital estão praias mais afastadas da zona urbana, mas não menos belas: Ipioca, Pratagy, Mirante da Sereia, Riacho Doce, Garça Torta, Guaxuma e Jacarecica.

Outro atrativo local é a cultura, expressiva e marcante pela riqueza do folclore local. Entre essas manifestações, estão inúmeros festejos populares: Caboclinho, Carvalhada, Chegança, Bumba Meu Boi, Coco Alagoano, Festa de Reis, Guerreiro, Pastoril, Reisado, Quilombo e Zabumba. Já o artesanato é representado pela renda de filé e pela cerâmica que encantam os turistas por sua criatividade, originalidade e beleza.

Museus, arquitetura barroca, palácios, belas igrejas e casas com sobrados seculares também fazem parte do patrimônio de Maceió. Entre os prédios históricos, o Palácio Marechal Floriano Peixoto, antiga sede do governo, foi transformado em museu expondo coleções de cristais, pratarias e móveis antigos em madeira e couro.

Edição: Vanessa Sampaio

Fonte oficial: Ministério do Turismo

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.

Comentários