O turismo em Curitiba acompanha as tendências de evolução tecnológicas. Nos novos totens de informações turísticas nos pontos de embarque da Linha Turismo, por exemplo, já estão inseridos QR Codes que fornecem diversos dados importantes para quem vai embarcar. Entre eles estão horários de passagem dos ônibus, pontos de atração turística e o itinerário completo.

Além disso, Curitiba também já tem suas ruas interativas. Muros e fachadas do comércio da Prudente de Moraes, no centro da cidade, receberam, nas duas quadras do projeto-piloto, painéis com QR Codes, que oferecem informações sobre a rua e sobre eventos, passeios e experiências por toda a cidade. Essa foi a primeira experiência, instalada em outubro de 2018. Depois a evolução foi levada para uma das ruas mais tradicionais de Curitiba, o calçadão da XV de Novembro. Foram instalados em sete quadras da XV de Novembro, entre a Rua Presidente Farias e o início da Praça Osório, nas fachadas e colunas de prédios do calçadão painéis com QR Codes.

As duas ruas também receberam outro dispositivo de “conversa” com o cidadão e o turista. Minúsculos dispositivos com tecnologia de localização – denominados beacons – transmitem para os smartphones, via Bluetooth, informações sobre serviços e comércio existentes no local. Tudo ocorre automaticamente. Tudo ocorre automaticamente e não é preciso baixar nenhum aplicativo. Os QR Codes e os beacons serão atualizados periodicamente para garantir que o “diálogo” entre a cidade, moradores e visitantes seja sempre renovado.

Centro Histórico

Para quem gosta de explorar a história da cidade, as placas vermelhas de QR Codes inspiram moradores e turistas a fazer um passeio inusitado pelo bairro vizinho, o nostálgico São Francisco, que integra o Centro Histórico.

O percurso, de 1,5 quilômetro, liga o bebedouro do Largo da Ordem ao Cemitério Municipal, mostrando inúmeras curiosidades e as belas atrações da região, como o Palácio Garibaldi, o Relógio das Flores, o Solar do Rosário, o Memorial de Curitiba, as várias igrejas (da Ordem e do Rosário, por exemplo) e até o gigantesco painel renovado de Poty Lazzarotto na Travessa Nestor de Castro.

Já a placa de QR Code verde mostra as experiências de entretenimento e consumo no próprio calçadão da Rua XV de Novembro.

Turismo

A presidente do Instituto Municipal de Turismo, Tatiana Turra, acredita que a interatividade proporcionada pela tecnologia adotada na Rua XV de Novembro deverá ser um atrativo a mais para quem viaja à capital. “As pessoas estão cada vez mais conectadas e, através do smartphone, o turista poderá ter acesso a informações de serviço, lazer e sobre os roteiros da cidade disponibilizados pela MCities”, frisa ela.

Tatiana também espera que a interatividade ajude a aumentar o movimento do comércio e serviços do Centro. “Através das informações oferecidas, os turistas poderão conhecer os espaços gastronômicos tanto do Centro como do São Francisco, bem como ter informações sobre hospedagem, varejo e transporte”, completa a presidente do Instituto Municipal de Turismo.



Fonte: Instituto Municipal de Turismo

Fonte oficial: Curitiba Turismo

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.

Cartagena é um paraíso histórico e natural que você precisa conhecer! Por isso, saiba o que fazer na cidade colombiana.

A gente tem certeza que você já ouviu falar de Cartagena das Índias, mais conhecida por Cartagena. A cidade colombiana é uma mescla de história e belezas naturais que encantam turistas de todo o mundo, com cores vibrantes presentes em suas ruas.

Para você aproveitar o máximo do seu próximo destino, listamos o que fazer em Cartagena, com atrações imperdíveis. A gente garante que você não vai se arrepender! Vamos nessa? 😉

Corralito de Piedra

Em Cartagena, há um conjunto de Patrimônios Culturais da Humanidade. Ele se trata de uma cidade histórica chamada, popularmente, de “Corralito de Piedra”, com 13 quilômetros de muralhas sólidas, 21 baluartes e 7 fortes.

Além disso, conta também com praças públicas pitorescas e ruelas feitas de pedra. São exatamente elas e muralhas que embelezam o centro histórico de Cartagena das Índias e, com certeza, faz desse lugar uma atração imperdível.

Você também deve conferir a “Puerta del Reloj”, símbolo de Cartagena, que é uma das principais entradas da cidade. Bem perto dessa porta, temos a centenária “Plaza de Los Coches”, que já foi cenário de importantes acontecimentos históricos, que hoje são símbolos do folclore afro-colombiano.

Uma boa dica é pegar uma charrete nessa praça e andar pelos cantos da cidade, entendendo mais sobre a cultura com a arquitetura dos edifícios e lugares típicos.

Torre do Relógio

É um dos maiores símbolos da cidade e foi a porta de entrada da Cidade Amuralhada. Com uma arquitetura imponente, a Torre do Relógio atua como um portal que separa dois bairros da cidade.

À noite, a construção recebe uma iluminação especial. Parada obrigatória para todo turista que visita Cartagena e quer mergulhar em sua história única.

Centro Histórico Cerro de La Popa

Um ótimo passeio para se fazer são as excursões a pé, de motoneta ou carruagem pelos monumentos coloniais ao longo das muralhas de Cartagena. Além disso, uma visita ao centro histórico Cerro de La Popa é obrigatório, pois sua figura se destaca sobre o horizonte da cidade, sendo uma paisagem belíssima.

Esse morro se sobressai porque é um impressionante perfil da cidade e o nome “Popa” é derivado do seu contorno, muito parecido com essa parte do barco. Bem no topo, há uma igrejinha muito bonita, dos tempos coloniais, com uma das melhores vistas panorâmicas de Cartagena. É dela que falaremos agora.

Convento Santa Cruz de La Popa

Situado no local mais alto da cidade, o convento oferece uma bela vista de Cartagena. Construído sob o estilo da arquitetura colonial, o ponto turístico conta com um museu que expõe diversas peças religiosas, além de esculturas e quadros.

Vale a pena dar uma passada, seja para conseguir fotos de tirar o fôlego ou para enriquecer a sua bagagem cultural.

Castelo de San Felipe de Barajas

Erguido entre os anos de 1536 e 1657, o local é a maior construção realizada por espanhóis no Novo Mundo. O prédio foi construído com o objetivo de proteger a cidade de ataques estrangeiros.

Por conta da sua localização estratégica, era possível observar os inimigos que chegassem do mar ou da terra. O interior do castelo é cheio de corredores, labirintos e túneis. Ótima dica de passeio para quem está na cidade colombiana.

Parque Bolívar

A praça, situada no meio da cidade, está perto de diversos pontos turísticos de Cartagena. Está sempre repleta de pessoas relaxando sob as árvores e conta com muitos artesãos, artistas e vendedores de frutas. Boa dica de passeio para quem pretende descansar e ver o movimento local.

Arquipélago de Rosário

Com várias ilhas particulares, o Arquipélago de Rosário fica a aproximadamente uma hora de barco do centro da cidade. As praias possuem águas claras, de encantar qualquer turista. Saiba que entre as ilhas mais populares estão Isla del Pirata, Oceanário e Isla del Encanto. Para quem não dispensa uma praia, é uma ótima opção de programação.

Como você pode perceber, o roteiro rende uma boa caminhada e dá um álbum inteiro de fotos! Além disso, ao andar sobre a muralha, é possível tirar a clássica foto do visitante de Cartagena, sentado sobre as pedras na muralha com o mar ao fundo.

Não falta o que fazer em Cartagena, não é mesmo? Essa grande aventura começa aqui, na MaxMilhas! Encontre as passagens mais baratas no nosso site e embarque para a cidade colombiana.

Comentários

Fonte oficial: Blog MaxMilhas.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.

ANIVERSÁRIO

Poa, como é mais conhecida a aniversariante do dia, é multicultural por natureza e uma das portas de entrada de turistas estrangeiros no Brasil pelo Mercosul

Por Geraldo Gurgel

Parque Moinho de Ventos, em Porto Alegre. Crédito: Renato Soares/MTur Destinos

Porto Alegre completa, nesta terça-feira (26), 247 anos de existência. A cidade foi fundada em 1772, 20 anos depois da chegada de 60 casais açorianos enviados pelo rei de Portugal ao porto de Viamão para povoar o Sul do Brasil. Ao longo dos séculos, a capital dos gaúchos acolheu alemães, italianos, espanhóis, africanos, poloneses e libaneses, entre católicos, judeus, protestantes e muçulmanos, tornando-se uma metrópole cosmopolita e multicultural.

No Centro Histórico fica a Praça da Matriz (Praça Marechal Deodoro). É o centro cívico, administrativo, religioso e cultural do estado. Entre os pontos turísticos do local estão alguns dos principais atrativos de Porto Alegre, com destaque para os palácios Farroupilha (Assembleia Legislativa) e Piratini (Poder Executivo), a Catedral Metropolitana, o Museu Júlio de Castilhos, o Solar da Câmara e o Teatro São Pedro. Já a Praça da Alfândega está cercada de prédios históricos, como o Museu de Arte do Rio Grande do Sul, o Memorial do Rio Grande do Sul, o Santander Cultural e o Clube do Comércio de Porto Alegre.

Ainda no Centro Histórico, o Mercado Público de Porto Alegre, de 1869, com mais de 100 lojas distribuídas em dois andares, concentra produtos típicos da cultura gaúcha. O Paço Municipal, prédio em estilo neoclássico, construído em 1898, abriga a Prefeitura de Porto Alegre. Outro monumento histórico é a Casa de Cultura Mário Quintana. O prédio, de 1933, do luxuoso hotel Majestic, abrigou o poeta gaúcho Mário Quintana de 1968 até 1980.

A Linha Turismo é uma das opções para conhecer Porto Alegre de ônibus. O turista tem a oportunidade de visitar mais de 20 atrativos culturais, monumentos históricos e parques urbanos. Também é possível fazer um passeio pela rota turística Caminhos Rurais de Porto Alegre, onde as principais atrações são as paisagens naturais. O tour inclui o Santuário Nossa Senhora Mãe de Deus (padroeira de Porto Alegre), que, do alto do Morro da Pedra Redonda, permite uma vista de 360° da cidade.

Um dos destaques da capital gaúcha são os parques, entre eles: Maurício Sirotsky Sobrinho (Parque Harmonia), Moinhos de Vento (Parcão), Marinha do Brasil, o Jardim Botânico e o Farroupilha (Redenção), uma imensa área verde localizada no coração de Porto Alegre. O local é um dos principais pontos de encontro e de lazer da cidade, além de abrigar muitos monumentos históricos.

Uma opção imperdível é passear de barco pelo Lago Guaíba ou caminhar pela orla e assistir ao pôr do sol, onde se localiza boa parte das atrações de Porto Alegre, como a Usina do Gasômetro (um dos mais conhecidos centros culturais da cidade). O turista também não pode deixar de vivenciar a cultura gaúcha, que se reflete no gauches, nos trajes típicos, na música, no chimarrão e no churrasco e enriquecem a experiência do visitante.

A capital do Rio Grande do Sul é também a capital dos Pampas, como é conhecida a região formada por extensas planícies que dominam a paisagem do Sul do Brasil e parte da Argentina e do Uruguai. Foi nessa região que surgiu o gaúcho, figura histórica dotada de bravura e espírito guerreiro, resultado de lendárias batalhas e revoltas por disputas entre os Reinos de Portugal e Espanha, a partir do século XVI, até que o Tratado de Madri definiu as atuais fronteiras.

Fonte oficial: Ministério do Turismo

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.

Um desfile de moda conceitual com estampas inspiradas em artistas curitibanos e peças de artesãos locais marcou, nesta terça-feira (19/3), a abertura da quarta e maior loja da rede #CuritibaSuaLinda. Inaugurada pelo prefeito Rafael Greca e pela primeira-dama, Margarita Sansone, a nova unidade fica no Espaço Cultural David Carneiro, anexo ao centro de convenções do Hotel Pestana, entre as ruas Brigadeiro Franco e Comendador Araújo, no Centro.

A inauguração faz parte das comemorações dos 326 anos de Curitiba. “Este espaço revive num outro momento, da criação e da inovação com essa magnifica loja #CuritibaSuaLinda. É um espelho para os que tecem, esculpem, lapidam e criam maravilhosas peças evocando os pinhões, a gralha azul, o desenho do João Turim, Langue de Morretes e que eternizam o grande nome dessa cidade”, disse o prefeito Rafael Greca.

Nos 50 metros quadrados dentro da fachada rosa de traços neocoloniais, turistas e curitibanos poderão comprar souvenires artesanais com motivos da capital. A unidade reúne cerca de 150 itens, entre vestuário, acessórios, bijuterias, decoração, utilidades domésticas, livros, papelaria e brinquedos.

Administrada pela Urbs (Urbanização de Curitiba) com a participação do Instituto Municipal de Turismo, a nova unidade é uma parceria da Prefeitura e do Grupo Pestana. “Será um chamariz para quem visita a cidade e ainda não conhece o nosso hotel e também apostamos em atrair o interesse dos próprios curitibanos. Seremos os precursores, pois não existe outra loja oficial de souvenires da cidade dentro de outro hotel”, ressaltou o gerente geral do Pestana Curitiba, Rodrigo Bassinelli.

Desfile

O desfile de inauguração foi organizado pela escola Centro Europeu especialmente para celebrar a #CuritibaSuaLinda. A coleção feita para o desfile teve estamparia inspirada na “Arborização de Curitiba” com ipês, araucárias e pinhões. A artista Denise Roman criou uma estampa para o desfile e que servirá de motivo para peças da loja.

“A Prefeitura resgatou de forma brilhante essa proposta que acontece no mundo todo, onde o turista pode levar um pedaço da identidade da cidade. É um orgulho participar desse trabalho”, destacou José Osti, presidente-executivo do Centro Europeu.

A coleção para o desfile foi criada e confeccionada por professores e alunos do curso de Design de Moda. Além das roupas com temas curitibanos, a modelos entraram na passarela com acessórios de joias criadas por artesãos da rede #CuritibaSuaLinda, como as echarpes de Pedrina Maria dos Santos e joias de Nanda Gagliastri e de Cristiane Arcega.

Rede

As lojas #CuritibaSuaLinda têm a missão de divulgar o destino Curitiba e também de gerar emprego e renda para os artesãos que comercializam seus produtos em espaços nobres da cidade. Atualmente, a rede conta com lojas no Mercado Municipal, no Palacete Wolf do São Francisco e na Torre Panorâmica das Mercês.

Como nas demais lojas #CuritibaSuaLinda, quem entrar na unidade do Espaço Cultural David Carneiro irá encontrar um ambiente contemporâneo, repleto de elementos curitibanos, como lambrequins e pinhões aplicados de forma lúdica.

O mix de materiais, como vidro e madeira, se espalha pelos expositores dos produtos (nichos de parede, corners, mesas e cristaleiras) e ajuda a criar um espaço moderno. O projeto luminotécnico, que valoriza os detalhes, e a cor ocre em vários nichos também contribuem para o conceito contemporâneo.

Por integrar o centro de convenções do Hotel Pestana, a loja #CuritibaSuaLinda do Espaço Cultural David Carneiro deverá ser uma atração a mais para quem se hospeda no estabelecimento, bem como para turistas e moradores que participam de eventos no local ou passam pela região. A unidade do Espaço Cultural David Carneiro funcionará, de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h.

Quarta loja da #CuritibaSuaLinda: Espaço Cultural David Carneiro, na Rua Brigadeiro Franco (em frente ao número 1.845), quase na esquina com a Comendador Araújo, no Centro.



Fonte: Prefeitura de Curitiba

Fonte oficial: Curitiba Turismo

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.

Embora seja considerado um dos principais destinos turísticos da região Norte do Brasil, Santarém conserva uma simplicidade e um charme que só os lugares autênticos conseguem ter.

Provavelmente, os melhores exemplos disso são os restaurantes, que trabalham com os ingredientes da floresta amazônica e reproduzem as receitas das populações locais.

Então, que tal descobrir onde comer em Santarém?

Afinal, onde comer em Santarém?

Boto Sorveteria Artesanal

Para os usuários do TripAdvisor, o melhor restaurante de Santarém é, na verdade, uma sorveteria! Trata-se da Boto, que investe em produção artesanal, livre de conservantes, corantes e gorduras.

O forte da sorveteria são os sabores produzidos com frutas e sementes do interior da floresta amazônica, como cumaru, taperebá e castanha-do-pará.  Também existem opções sem glúten e sem lactose.

Restaurante Piracema

O Piracema é o restaurante ideal para quem quer entrar no clima de Santarém! A decoração que valoriza o artesanato, a atmosfera que transmite tranquilidade e os ingredientes que são locais contribuem para isso.

O cardápio é dividido em entradas, pratos para uma pessoa, frutos do rio, carnes vermelhas, carnes magras, frutos do mar, acompanhamentos, sobremesas e bebidas. Imperdível!

Casa do Saulo

Em 2018, Casa do Saulo foi considerado o melhor restaurante da região Norte pela revista Prazeres da Mesa! A casa fica praticamente na beira no Rio Tapajós e investe no conforto dos clientes.

Se incluir esse restaurante na sua lista de lugares onde comer em Santarém, peça o prato mais popular de lá, o à casa do Saulo, que é composto por pescados regionais, creme de castanha-do-pará, banana da terra e camarões.

Nossa Casa

Do lado de fora, o restaurante Nossa Casa aparenta ser extremamente simples. Do lado de dentro, o estabelecimento tem um ar de bistrô que deixa qualquer almoço mais charmoso.

O Nossa Casa funciona no sistema self-service e, por isso, oferece muita praticidade aos seus clientes. O buffet mistura pratos regionais e nacionais, o que facilita a incursão à gastronomia amazônica.

Rayana Peixaria

Apesar do nome sugestivo, o Rayana Peixaria funciona só como restaurante! Mas como não poderia deixar de ser, a especialidade da casa são os peixes que nascem nos rios da floresta amazônica.

O tucunaré é o peixe mais empregado nos pratos preparados pelo Rayana. Piracucu e surubim são outras duas espécies que aparecem ocasionalmente. Também existem algumas opções que levam carne vermelha.

Piracaia

O nome desse restaurante presta uma homenagem a um dos pratos mais tradicionais da culinária amazônica! Trata-se do piracaia, um churrasco de peixe que costuma ser preparado na beira do rio junto de acompanhamentos regionais.

O estabelecimento propriamente dito tem instalações simples e serve comida em buffet. Sem dúvidas, é perfeito para famílias que buscam um lugar conveniente no horário do almoço.

Boteco do Sorriso

Nossa lista de lugares onde comer em Santarém não podia terminar com um lugar melhor! O Boteco do Sorriso é a melhor opção para quem deseja curtir na companhia dos amigos.

Basicamente, o cardápio da casa é composto por porções, drinques e cervejas. Também costuma rolar música ao vivo, o que deixa a noite de quem passar por lá muito mais animada.

Agora ficou fácil decidir onde comer quando você estiver em Santarém? Então, acesse o site da MaxMilhas agora mesmo e compre as suas passagens aéreas com desconto!

Comentários

Fonte oficial: Blog MaxMilhas.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.

De tempos em tempos, Cora Coralina é tema de oficinas gastronômicas. Nem todos sabem, mas ela foi, além de poetisa contista, uma doceira de mão cheia até os últimos dias. Seus doces glaceados, de abóbora e de figo, eram famosos.

Muito dessa alma cozinheira foi parar no papel. No poema “Antiguidades”, a autora relembra o bolo da infância. Em “Todas as vidas”, declara: “Vive dentro de mim/a mulher cozinheira/Pimenta e cebola/Quitute bem feito/Panela de barro/Taipa de lenha/Cozinha antiga/toda pretinha.

A goiana rompeu estruturas arcaicas para transformá-las em força de vida e trabalho, versos recheados de luta, paixão e inspiração. Em cada encontro, as integrantes da Associação Mulheres Coralinas leem um poema de Cora e discorrem sobre ele, agregando valor com a poesia ao artesanato que produzem.

Bolsas de tecido bordadas com frases da poetisa são as mais procuradas e vendidas.

Texto:Fábio Angelini

 

Fonte oficial: Sociedade da Mesa

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.

Institucional

Soma é resultado do primeiro ano do visto eletrônico para cidadãos da Austrália, Canadá, Estados Unidos e Japão

 

Por Lívia Nascimento

Turistas no Trem do Corcovado. Cédito: Alexandre Macieira

A economia brasileira foi a maior beneficiada com o primeiro ano de funcionamento do visto eletrônico para cidadãos australianos, americanos, canadenses e japoneses. O aumento de 15,7% da entrada desses viajantes no território nacional resultou em uma injeção de R$ 450 milhões no país, segundo levantamento feito pelo Ministério do Turismo com base nos dados da Polícia Federal. A estimativa da Pasta é que a isenção de visto, anunciada na última semana pelo governo federal, aumente ainda mais a presença destes turistas no Brasil.

“Vemos esses dados com felicidade e otimismo de que estamos tomando as medidas certas para que todo o potencial turístico brasileiro, reconhecido em todo o mundo, seja efetivamente concretizado. Assim, poderemos dar uma resposta efetiva aos milhares de brasileiros em busca de um emprego e que veem no turismo o caminho a seguir”, comentou o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio.

Em relação ao número total de estrangeiros no país, o ano de 2018 foi marcado pelo novo recorde, chegando a 6.621.376 milhões em relação aos 6.588.770 registrados em 2017. Deste total, 715.635 mil vieram dos países beneficiados com a isenção de visto que passa e valer em 17 de junho e que contavam, desde o ano passado, com a facilitação do visto eletrônico.

O Canadá foi o país que apresentou o maior crescimento, passando de 48.951 visitantes em 2017 para 71.160 em 2018 – alta de 45,4% – seguido da Austrália com um incremento de 24,7%, um salto de 33.862 para 42.235. Também foi registrado aumento na estrada de turistas americanos (13,3%) saindo de 475.232 para 538.532 e também nos viajantes japoneses: 60.342 para 63.708 (5,6%).

PROCURA –  Menos de uma semana após o anúncio da isenção, o site internacional de viagens Kayak confirmou o impacto positivo da medida. Segundo levantamento do portal, desde a divulgação da medida, australianos, canadenses, japoneses e norte-americanos reforçaram buscas por passagens aéreas para o país. A maior alta foi registrada na Austrália (36%), seguida de Estados Unidos (31%), Canadá (19%) e Japão (4%).

A pesquisa, baseada em dados de 21 de março, considerou voos partindo de todos os aeroportos da Austrália, Canadá, Japão e Estados Unidos com destino aos terminais do Brasil. Os números são fruto da comparação entre a média diária de buscas de 1º a 15 de março e o período de 18 a 20 do mesmo mês, para viagens de 1º de abril a 31 de dezembro de 2019. Segundo o MTur, os quatro países beneficiados pela isenção foram responsáveis por 9,5% (619 mil) do total de estrangeiros que vieram ao país em 2017.

 

CONFIRA TABELA POR PAÍS

País

2017

2018

Variação %
(2017/2018)

Austrália

33.862

42.235

24,7%

Canadá

48.951

71.160

45,4%

Estados Unidos

475.232

538.532

13,3%

Japão

60.342

63.708

5,6%

Total

         618.387

         715.635

15,73%

Fonte oficial: Ministério do Turismo

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.

Vai viajar pelos estados do Sudeste do Brasil? Neste guia você encontra as melhores sugestões para fazer turismo na região

Todos nós sabemos como o nosso país é grande e cheio de diversidade. Cada região tem os seus encantos naturais, suas tradições únicas e atrações turísticas para todos os gostos. Quem ama viajar quer explorar cada canto do território nacional, que sempre reserva algo surpreendente para o visitante.

Quando o turista escolhe um dos quatro estados do Sudeste do Brasil, pode ter a certeza de que vai encontrar atividades de lazer incríveis, que mesclam a gastronomia, os eventos internacionais, as praias, as montanhas e algumas das principais instituições culturais da América Latina.

Tem viagem marcada para SP, Rio, Minas ou Espírito Santo? Veja neste artigo os melhores roteiros para conhecer a região mais rica e populosa do país. Boa jornada!

Como aproveitar o Espírito Santo?

Menor estado do Sudeste, o Espírito Santo é a unidade da Federação com os melhores índices econômicos dos últimos anos. A força da região vem da exploração de petróleo em seu litoral, bem como das atividades de turismo, que são bem desenvolvidas e cheias de atrações.

Os destinos de praia são os preferidos dos visitantes, que querem curtir o mar de águas quentes, a culinária saborosa e a qualidade de vida, que está entre as melhores do país.

Vitória

Capital do Estado, a cidade de Vitória tem um ótimo circuito de atividades turísticas, que passa por lindas igrejas, como a imponente Catedral Metropolitana, construída a partir de 1920, além de edifícios históricos, como o Palácio Anchieta. Atual sede do governo, o prédio, que começou a ser erguido em 1570, é tombado como patrimônio cultural da cidade.

A praia de Camburi é a principal da cidade, ocupando uma longa faixa na avenida Dante Michelini. O mar tem ondas calmas, boas para nadar e onde as crianças encontram segurança para brincar. A orla é muito bem cuidada, com muitas árvores, gramados bem aparados, uma ótima ciclofaixa e quiosques, que servem bebidas e petiscos típicos.

Quem gosta de artes deve conhecer o Theatro Carlos Gomes, inaugurado em 1927, no centro de Vitória. Com arquitetura de estilo neoclássico, apresenta milhares de detalhes em sua decoração, como afrescos, estátuas gregas, adornos e pilastras bem trabalhadas, que podem ser admiradas em visitas guiadas. O local serve de palco para apresentações de peças teatrais, concertos de música clássica e oficinas de artes.

Vila Velha

Cidade vizinha de Vitória, a histórica Vila Velha guarda muitas atrações que contam o início da trajetória do estado do Espírito Santo. Uma delas é o Convento da Penha, que fica instalado no alto de um morro. Depois de encarar os 116 degraus que levam ao convento, o turista pode apreciar uma linda paisagem, com o Oceano Atlântico ao fundo.

Outro passeio bastante procurado em Vila Velha é a visita à fábrica de chocolates da Garoto, que convida os turistas para conhecer os processos de produção dessas delícias.

Guarapari

Os turistas que procuram o Espírito Santo para aproveitar o seu litoral devem esticar a visita até Guarapari (a 50 km de Vitória). Nessa região estão algumas das praias mais disputadas do estado, que têm excelente estrutura hoteleira, de alimentação e de serviços de turismo.

As opções na orla agradam desde quem procura momentos de sossego à beira-mar até os mais ousados, que buscam as ondas fortes ideais para a prática do surf. Entre os banhistas, as preferidas são a praia da Bacutia e a praia do Morro. Os esportistas se aventuram na praia Setibão.

O que fazer em Minas Gerais?

Com o maior território do Sudeste do Brasil, o encantador estado de Minas Gerais reúne a modernidade das metrópoles com aquele ar gostoso de interior. Grande produtor nos setores agrícola, industrial e de mineração, é de grande importância para a economia do país.

Por suas riquezas naturais insuperáveis, oferece aos turistas uma gama de atrações, que servem a todos os gostos. Desde os incríveis parques nacionais, passando pelas simpáticas cidades do sul do Estado até os seus patrimônios históricos, Minas surpreende os visitantes com muita simpatia, cultura, arte e gastronomia sem igual.

Veja agora quais são os principais pontos turísticos de Minas Gerais.

Belo Horizonte

Igrejinha da Pampulha em Belo Horizonte

Maior cidade e capital do Estado, a agitada BH é um importante polo cultural e econômico da região Sudeste do Brasil. Tem excelente infraestrutura, sendo considerada um dos melhores destinos de turismo e de negócios.

Dê início ao passeio na bela Praça da Liberdade, no bairro Funcionários, que é rodeada de prédios históricos, onde estão instalados museus, centros culturais, instituições de ensino e empresas. A uma curta caminhada desse ponto, visite o Mercado Central de Belo Horizonte, onde é possível comer e beber muito bem nos pequenos bares e restaurantes. No local também são comercializados alimentos, roupas, acessórios e artesanato.

A Lagoa da Pampulha é ideal para passear com a família e praticar esportes. Uma das atrações mais visitadas é a Igreja de São Francisco de Assis, que fica às margens da lagoa e foi projetada pelo arquiteto Oscar Niemeyer. Nessa área estão localizados o Estádio Mineirão e o ginásio Mineirinho, ambos palcos de competições esportivas e shows.

Quem curte a noite precisa passar pela Savassi, bairro boêmio onde estão concentrados muitos bares, cafés, lanchonetes, restaurantes e baladas. Nesses estabelecimentos é possível saborear o melhor da culinária mineira, bem como provar cervejas e cachaças artesanais, fabricadas por pequenos produtores do estado.

Instituto Inhotim

A cerca de 50 quilômetros de BH, em Brumadinho, fica o Instituto Inhotim, que é um museu de arte contemporânea ao ar livre. Em uma grande área verde, com muito esmero paisagístico, árvores e plantas raras, essa atração traz aos visitantes uma experiência diferente e enriquecedora.

Vale a pena guardar um dia todo só para conhecer a instituição, que promove muitas atividades ligadas às artes, bem como cursos e visitas temáticas. O local conta com boa estrutura de alimentação, com um restaurante, uma hamburgueria e uma casa de sucos.

Cidades históricas

Locais cheios de construções que são patrimônios culturais da humanidade, as cidades históricas de Minas são uma atração à parte. Vale muito a pena seguir os caminhos pelos quais passavam as riquezas extraídas das minas da região, que foram descobertas pelos bandeirantes a partir do século XVII.

De grande importância na vida do Brasil colonial, as belas Tiradentes, Mariana, Ouro Preto e São João del-Rei são algumas das cidades históricas que guardam grande número de igrejas no estilo barroco, além de um farto acervo de arte desse período, com destaque para as obras do escultor Aleijadinho.

Caminhe por suas ladeiras íngremes, pavimentadas com pedras, e admire a arquitetura dos prédios públicos e dos casarões, nos quais hoje em dia funcionam museus, lojas, bares e restaurantes deliciosos, que servem a melhor comida mineira do estado.

Sul de Minas

Na parte mais ao sul do Estado estão as regiões de montanha e as áreas de preservação ambiental mais famosas de Minas, como o Parque Estadual da Serra do Papagaio.

Quem gosta de apreciar vistas panorâmicas sensacionais deve conhecer a mística São Tomé das Letras, pequena cidade encrustada entre os morros e vales verdes que se perdem no horizonte. Outra atração muito procurada são as inúmeras grutas e cavernas, que podem ser exploradas por aventureiros em diversos níveis de dificuldade.

Como curtir o Rio de Janeiro?

Quando falamos sobre o Rio de Janeiro, as pessoas de todo o mundo têm como referências as belas praias, a exuberância da natureza e as paisagens de tirar o fôlego da capital. No entanto, o restante do estado do Rio tem muito a oferecer, com atrações turísticas incríveis, boa infraestrutura e fácil acesso.

Grande produtora de petróleo, a região tem importância histórica para o Brasil, já que o seu período de maior desenvolvimento começou a partir da metade do século XVII, quando o Rio se tornou a capital do país. Algumas das primeiras grandes instituições brasileiras surgiram no estado, como o Banco do Brasil, o Museu e a Biblioteca Nacional.

Apesar das dimensões reduzidas (é o segundo menor do sudeste do Brasil), o Rio de Janeiro apresenta diferentes atrativos, como montanha, Mata Atlântica, construções históricas e praias paradisíacas.

Conheça agora os melhores destinos turísticos do Estado do Rio de Janeiro.

Capital

Panorâmica do Cristo Redentor no Rio de Janeiro

A Cidade Maravilhosa continua sendo um dos principais atrativos turísticos do Brasil, atraindo milhões de visitantes todos os anos. Com uma estrutura fantástica de hospedagem, alimentação e serviços, o Rio é uma ótima escolha para uma viagem curta, aos finais de semana e feriados, bem como para esticar uma folga mais longa.

Não faltam atividades de lazer na cidade, que oferece algumas das praias mais famosas em toda a Terra, como Copacabana e Ipanema. O visitante pode curtir um dia a beira-mar, esticado na areia, ou fazer uma caminhada pela orla, que também conta com ciclofaixas exclusivas. É comum ver os cariocas praticando esportes na praia, como o futevôlei.

Um dos pontos turísticos do Rio que não pode faltar em um roteiro é a estátua do Cristo Redentor, que fica no alto do morro do Corcovado. Para acessar esse conhecido ponto da cidade, os visitantes devem embarcar em um trem, que parte da base da montanha, no Cosme Velho.

O caminho até o monumento é em meio à Floresta Nacional da Tijuca, a maior área verde urbana do mundo, que é repleta de vida silvestre e vegetação abundante. Também é possível acessar o Cristo de carro, vans de excursão e, para os mais dispostos, de bicicleta. Nessa área fica a Vista Chinesa, que ostenta uma bela paisagem do Rio de Janeiro.

O destaque dos últimos anos, porém, tem sido o Museu do Amanhã, que é uma bela e futurista construção assinada pelo arquiteto espanhol Santiago Calatrava. Localizado na zona portuária, que foi revitalizada para a Olimpíada de 2016, essa instituição é dedicada a exposições multimídia interativas, que discutem a nossa função na construção do futuro.

Quem gosta de aproveitar a noite tem diversas opções no Rio, com destaque para o bairro da Lapa, que reúne dezenas de barzinhos despojados, com mesas na calçada e música ao vivo aos pés dos famosos Arcos da Lapa. Esse é um dos pontos favoritos da boêmia carioca, no qual é possível apreciar todos os tipos de ritmos, do samba ao rock.

Na ligação entre a Lapa e Santa Teresa, a Escadaria Selarón é local de parada obrigatória para tirar fotos bem legais. Os degraus são cobertos por azulejos multicoloridos, apresentando formas geométricas, desenhos e palavras de amor à Cidade Maravilhosa.

O Rio também é palco frequente de shows de artistas nacionais e internacionais, que atraem milhares de espectadores de todas as partes do Brasil. Um dos mais famosos e concorridos é o “Rock in Rio”, que já tem mais uma edição confirmada entre setembro e outubro de 2019, no Parque Olímpico.

Região dos Lagos

A orla da capital fluminense é incrível, mas o paraíso mesmo fica nas praias de Búzios e Cabo Frio, na Região dos Lagos (a 170 km do Rio). Nessa parte do Estado a natureza é esplendorosa, com um mar de tons azuis e água cristalina. As dunas têm areia fina e branquinha, sendo usada para passeios de buggy e esportes radicais, como o sandboard.

Os praticantes de mergulhos encontram ambientes propícios para apreciar a vida marinha, que é abundante e surpreendente. Muitos surfistas buscam as boas ondas do litoral norte do Rio de Janeiro, onde até ocorrem competições profissionais.

Costa Verde

Já no litoral sul do Estado estão Angra dos Reis (a 157 km do Rio) e a histórica Paraty (a 250 km do Rio). Conhecida como Costa Verde, essa área tem uma vida natural intensa, praias de águas calmas (ideais para crianças) e centenas de pequenas ilhas.

Existem muitos hotéis, pousadas e resorts, prontos para oferecer experiências inesquecíveis para os seus hóspedes. O acesso à região é feito pela Rodovia Rio-Santos, que revela a cada curva cenários maravilhosos.

Região Serrana

Saindo do litoral, a região de serra do Estado do Rio tem cidades acolhedoras e vida pacata. Os moradores da capital têm o hábito de visitar Petrópolis, Teresópolis e Itaipava, que conta com hotéis de alto padrão, bem como hospedagens mais simples, mas cheias de charme.

Área com muitas reservas naturais, como o Parque Nacional da Serra dos Órgãos, é um destino ideal para os aventureiros fazerem trilhas, escaladas e rapel em cachoeiras.

O que fazer em São Paulo?

O estado mais rico do país é considerado a locomotiva do Brasil. Afinal, São Paulo é sede de algumas das maiores indústrias do planeta, além de ter a maior população (44 milhões) e de ser o centro financeiro mais importante da América Latina.

Com excelente infraestrutura de turismo, recebe os visitantes com muito requinte, qualidade nos serviços e uma gama enorme de atrações. Aquela ideia de que o povo Paulista é sério e só pensa em trabalho cai por terra nos primeiros contatos, pois logo se vê que são pessoas alegres, gentis, caridosas e que recebem muito bem os turistas.

Destino de imigrações constantes desde o século XVI, São Paulo reúne influências de culturas de todo o mundo, que ajudam até hoje a impulsionar essa potência do Sudeste do Brasil. O legado dessa miscigenação está na arte, na música, nas construções e em cada rua deste grande estado.

Saiba agora os melhores destinos e o que fazer durante a sua visita a São Paulo.

Capital

Passagens para São Paulo

Na maior cidade do país tudo é superlativo. Desde os primeiros arranha-céus, nos anos 1920, essa metrópole cresce de maneira vertiginosa, tornando-se o ponto de partida das maiores revoluções culturais do Brasil, tanto nas artes, passando pela política e até na ética e moral da sociedade.

Apesar de ter uma imagem de “selva de pedra”, São Paulo é repleta de áreas verdes, como praças e parques, que são usados pelos paulistanos para praticar esportes, passear com a família e passar bons momentos em meio à natureza.

Um dos melhores locais para curtir ao ar livre é o Parque Villa Lobos, que tem uma ciclofaixa incrível, além de quadras poliesportivas, campos de futebol, playground para as crianças, áreas de piquenique, um orquidário e uma biblioteca, considerada uma das mais completas do país. O espaço ainda conta com restaurantes, lanchonetes, aluguel de bicicletas, pistas de skate e patins, bem como com amplo estacionamento.

No campo da gastronomia, Sampa é privilegiada, por sua enorme diversidade de restaurantes, que servem comida de todos os cantos do planeta. Das tradicionais cantinas italianas aos izakayas japoneses, dá para provar as delícias mais populares de centenas de nações.

A cidade recebe todos os anos centenas de shows de artistas internacionais, que se apresentam em estádios de futebol, ginásios, auditórios, teatros e casas de espetáculos espalhados por SP. Existem mais de mil salas de cinema na metrópole, além de centenas de teatros e espaços culturais.

Os museus de São Paulo têm acervos completos, onde podem ser apreciadas obras de nomes como Picasso, Di Cavalcanti, Miró, Tarsila do Amaral, Portinari, entre muitos outros. No MASP, um marco em plena avenida Paulista, o encanto do visitante começa do lado de fora. O museu está instalado em uma imponente construção, concebido pela arquiteta Lina Bo Bardi. Em seu interior, a instituição apresenta exposições permanentes, além de mostras temporárias, como dos pintores Caravaggio e Botero.

Aos domingos, a Paulista fica fechada para os carros, abrindo uma ótima área de lazer. Entre apresentações musicais, os números de circo e os espetáculos de teatro ao ar livre, a principal avenida de São Paulo reúne milhares de pessoas todas as semanas. Nessa região estão muitos bares, restaurantes, centros comerciais e atrações turísticas, como a Japan House, o Sesc e o Parque Trianon.

Interior

Está muito errado quem pensa que as atividades de turismo do estado se limitam à capital. O interior de São Paulo tem grande importância estratégica para a economia paulista, com um agronegócio muito desenvolvido, bem como indústrias importantes, que empregam milhares de pessoas.

Devido a essa pujança econômica, as cidades interioranas recebem muito investimento em turismo, lazer e entretenimento. Um bom exemplo é Brotas (240 km de SP), onde os aventureiros descem as corredeiras dos rios da região, que é um dos principais destinos de ecoturismo de São Paulo. Devido a essas atividades esportivas, essa pequena cidade conta com uma excelente rede de hotéis e pousadas, além de serviços profissionais de recepção de turistas.

Na Serra da Mantiqueira, as cidades na montanha são os grandes atrativos, já que contam com clima agradável durante o verão (de dezembro a março), mas que também encantam os visitantes no período do inverno (de junho a setembro). Em Campos do Jordão, os visitantes se sentem em um típico vilarejo da Europa, com casas construídas no estilo colonial, além do frio, pois os termômetros podem marcar abaixo de zero grau.

No oeste paulista, a cidade de Olímpia (a 430 km de SP) entrou nos roteiros de turismo graças aos seus incríveis parques aquáticos, que oferecem muita diversão para as famílias. As estruturas dessas termas contam com hotéis de luxo, atividades de lazer, passeios ecológicos e muito mais.

Litoral

O litoral de São Paulo, além da enorme importância econômica nos setores de portos, extração e refino de petróleo, guarda praias belíssimas do sul ao norte do Estado. Uma das mais badaladas é Maresias, que fica na cidade de São Sebastião (a 230 km da capital). O local é um dos principais pontos dos praticantes do surf, recebendo diversas competições durante o ano.

Mais ao norte fica a bela Ubatuba, que tem grandes áreas de Mata-Atlântica e uma orla de águas com tons magníficos de verde. Aproveite as centenas de ilhas da região para fazer um passeio de barco, navegando por verdadeiros santuários da natureza, dado a imensa diversidade de plantas e animais.

A cidade de Santos, a mais importante do litoral de São Paulo, fica a apenas 77 quilômetros da capital. Esse é um dos melhores destinos para quem quer fazer um “bate e volta” na praia. Com excelente qualidade de vida, Santos é uma das cidades mais procuradas por aposentados, que buscam tranquilidade e contato com a natureza.

Viu só como a região mais rica e populosa do país está cheia de atrações incríveis? Agora, basta montar o seu roteiro conforme as suas expectativas, consultar as suas milhas para viajar e aproveitar as melhores férias de sua vida.

Quer chamar os seus amigos para embarcar nessa aventura? Então vocês vão se encontrar na MaxMilhas! Só aqui você encontra as passagens mais baratas para o sudeste do Brasil. Prepare as malas e boa viagem!

Comentários

Fonte oficial: Blog MaxMilhas.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.

Últimas notícias

Segundo Ministério do Turismo resultado foi possível graças à melhoria na eficiência da nova ferramenta

 

Com um ano de funcionamento, a versão eletrônica do cadastro nacional de prestadores de serviços turísticos do Ministério do Turismo, o Cadastur 3.0 já tem bons resultados para comemorar. Os principais deles são o aumento de 28% no número de empresas e profissionais cadastrados e a redução de 50% nos custos arcados pelo público-alvo no processo de registro.

Com a modernização do sistema, o número de prestadores de serviços turísticos cadastrados subiu de 64,5 mil, no início de 2018, para os atuais 82,38 mil. O número de registros foi impulsionado também pelo reforço nas ações de fiscalização realizadas pelo Ministério em 27 capitais e em 12 destinos de relevância turística.

“Estamos colhendo os frutos de um grande esforço feito para modernizar e desburocratizar os processos que envolvem a relação do MTur com os prestadores de serviços e a reformulação do Cadastur é um exemplo de boa prática”, comenta o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, que comemora também a aprovação pela Câmara na quarta-feira, 20, do texto-base que moderniza a Lei Geral do Turismo e possibilita a abertura do mercado aéreo ao capital internacional.

No estudo de custos realizado com o Ministério da Economia, o MTur verificou que, após o lançamento do Cadastur 3.0, houve uma redução significativa de mais de 50% nos custos que o prestador arcava para cumprir as obrigações do cadastro.   O levantamento apontou também que para o governo federal a economia é de 31%, considerando a melhoria na eficiência da nova ferramenta.

“A possibilidade de realizar o cadastro de forma eletrônica, a eliminação de documentos, além da conexão com bancos de dados de outros órgãos gerou uma redução de custos tanto para o cidadão quanto para o Estado”, observa o secretário nacional de Desenvolvimento e Competitividade do Turismo, Aluizer Malab.

A praticidade e celeridade no cadastramento foi constatada pela empresária Luciana Arruda, dona de uma franquia de agência de viagem em Brasilia. Ela aproveitou a presença de equipe do Cadastur em uma feira de turismo para regularizar o empreendimento. “Foi muito rápido, consegui fazer todo o processo online, inclusive a inclusão de documentos, e o melhor que foi a custo zero”, contou.

CADASTUR 3.0 – Todos o processo é eletrônico, tornando-o mais rápido e moderno, uma vez que possui interface amigável e interligada ao banco de dados da Receita Federal. O cadastro no sistema Cadastur é obrigatório para os seguintes segmentos: acampamentos turísticos, agências de turismo, meios de hospedagem, organizadoras de evento, parques temáticos e transportadoras turísticas.

Fonte oficial: Ministério do Turismo

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.

País: França
Região: Bordeaux – Médoc
Indicação Geográfica: Cru Bourgeois
Uvas: 60% Cabernet Sauvignon e 40% Merlot
Maturação: 12 meses em barris de carvalho francês
Álcool: 13,5% vol.
Produtor: Demarchi Family

VINHO
Os 15 hectares de vinhedos do Château Haut Queyran situam-se sobre um solo argiloso e calcário. A excelente qualidade das uvas destes vinhedos colabora de forma fundamental para que este vinho exiba seu perfi l elegante e refi nado. Seus predicados podem ser entendidos também pelo fato de pertencer à família dos “Crus Bourgeois”, antiga e muito importante classifi cação de vinhos bordaleses, que é ampla e tem sua força na diversidade, onde cada exemplar nasce de vinhedos que possuem caráter próprio, embora partilhem a mesma região.

CATA
Seu belo tom vermelho-rubi límpido e brilhante precede o prazer que nos proporciona sua gama aromática, que vai das frutas vermelhas de bosque às notas de especiarias. Já na boca, surpreende-nos pela maciez proporcionada pelo seu frescor em boa medida, e por taninos maduros. Tem boa presença no paladar, equilíbrio apurado e um final persistente.

HARMONIZAÇÃO
Uma companhia memorável é uma paleta de cordeiro assada com ervas. Outras deliciosas opções são uma galinha à cabidela ou ainda um risoto de funghi secchi e tomates secos.

Serviço
Devido ao seu corpo e soberbo equilíbrio, este grande vinho será melhor apreciado se for servido a 16°C.

Guarda
Já com três anos de sua safra, pode ser apreciado de imediato e provavelmente estará em boas condições até 2025.

Texto: Paula Taibo

 

Fonte oficial: Sociedade da Mesa

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Locomotiva Viagens. Lembramos ainda que o Locomotiva Viagens é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções de passagens aéreas, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem.